RIO BRANCO

Polícia

Suspeito de vários crimes é executado com tiro de espingarda durante ceia de Natal em Xapuri

Assassinato ocorreu quando a vítima comemorava o Natal com familiares da companheira na cidade de Xapuri.

Publicados

Polícia

Assassinato ocorreu quando a vítima comemorava o Natal com familiares da companheira na cidade de Xapuri.

Na noite desta segunda-feira, 24, véspera de Natal, um dos maiores criminosos da regional do Alto Acre considerado pelas autoridades policiais, foi assassinado com um tiro de espingarda quando participava da ceia de Natal com seus familiares em Xapuri.

Por volta das 23 horas, a Polícia Civil tomou conhecimento através da Polícia Militar, sobre o crime de homicídio ocorrido no bairro da Cageacre, tendo como vítima José Roberto Gadelha Ferreira, (41), conhecido por “Robertinho do Cavaco”, residente em uma propriedade rural localizada na BR 317, município de Epitaciolândia.

O delegado titular do município, Alex Danny, ao tomar conhecimento do crime, determinou que a equipe de investigação, coordenada pelo Inspetor Eurico Feitosa, investigassem a circunstância e autoria do crime.

De acordo com o levantamento no local do crime, “Robertinho do Cavaco” estava sentado no meio de pessoas ligada à família da sua esposa, participando da ceia de Natal na parte externa da casa. Quando foi surpreendido com um tiro de espingarda atingindo a parte de baixo do ombro, chegando a falecer no local minutos depois.

Leia Também:  Homem morto em praia de Tarauacá foi assassinado por causa de oito reais

De acordo com o Inspetor Eurico Feitosa, os vestígios no local do crime, aponta que o criminoso montou uma tocaia para poder ter êxito no crime. Dando continuidade às investigações, o agente retornou no local do crime pela manhã desta terça-feira (25), afim de colher mais provas que possam levar ao(s) autor(es) do assassinato.

O corpo foi levado ao IML na Capital para os procedimentos de praxe. As primeiras linhas de investigação levam a crer em possível acerto de contas, uma vez que a vítima tinha muitos inimigos no mundo do crime.

Quem era a vítima:

Roberto Gadelha Ferreira, mais conhecido por “Robertinho do Cavaco”, era um dos mais antigos criminosos que agia na região dos municípios de Xapuri, Epitaciolândia, Brasiléia e Assis Brasil.

Tendo na sua ficha criminal diversos crimes, entre eles: Tráfico de drogas, roubo e furto de gado e carros, além de suspeito de envolvimentos em vários crimes de homicídio na região do Alto Acre.

Por Alexandre Lima / oaltoacre

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Polícia

Homem conhecido por Sombra é preso enquanto carregava corpo com pernas decepadas em barco pelo Rio Môa

Publicados

em

Homem é flagrado enquanto carregava corpo de vítima torturada em barco na zona rural do AC – Foto: Arquivo

Claudinei Sombra dos Santos, de 19 anos, foi flagrado enquanto carregava o corpo de um homem dentro de um barco pelo Rio Môa, na zona rural do município de Mâncio Lima. A vítima, que ainda não foi identificada, foi morta com tiros e teve as pernas decepadas. O corpo segue no Instituto Médico Legal (IML) em Cruzeiro do Sul.

Segundo o portal G1 Acre, o suspeito descia de barco pelo rio saindo da comunidade Timbaúba em direção a Mâncio Lima, quando passou pela base do Exército na comunidade São Salvador. Foi então que os militares fizeram uma abordagem e perceberam que ele estava muito nervoso e, ao verificarem o barco, encontraram o corpo da vítima.

A polícia foi acionada e foram enviadas duas equipes – uma da Polícia Civil e outra da Polícia Militar – para fazer o translado do corpo e a condução do preso. O local onde o suspeito foi flagrado fica a cerca de 10 horas de barco da cidade de Mâncio Lima e ele foi preso nesse domingo (16).

Leia Também:  PF prende quadrilha que planejava matar policiais no Acre

Conforme o delegado responsável pelas investigações, José Obetaneo do Santos, a motivação do crime ainda está sendo apurada.

“Vamos concluir o flagrante e verificar qual foi a verdadeira motivação desse crime. Na conversa preliminar com o acusado, ele apenas disse que se desentendeu com esse homem e que não o conhecia e que por conta desse desentendimento veio o dolo de matar e ele matou. O médico legista disse que ele foi alvejado por disparo arma de fogo e teve as pernas decepadas. A vítima foi torturada”, disse o delegado.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA