Polícia

Rota do tráfico: PF prende peruanos com cocaína

Rota do tráfico:cocaína em fundo falso de malas

Publicados

Polícia

Rota do tráfico:cocaína em fundo falso de malas

Maleta que estava em posse da mulher continha aproximadamente uns dois quilos de cocaína – Foto: Alexandre Lima

Maleta que estava em posse da mulher continha aproximadamente uns dois quilos de cocaína – Foto: Alexandre Lima

FONTE-OALTOACRE

Em mesmo de 24 horas, agentes da Polícia Federal lotados nas cidades de Assis Brasil, extremo Norte do País, conseguiram deter dois peruanos que tentavam ingressar em solo brasileiro carregando entorpecentes pela fronteira do Acre, rumo à região Sul.

Os policiais federais encontraram cocaína negra junto a estrutura da mala (forro). Após receber voz de prisão, o preso e a droga foram encaminhados à Delegacia de Polícia Federal em Epitaciolândia, onde foi lavrado o flagrante por tráfico internacional de drogas, para em seguida ser transferido ao presídio na Capital do Acre.

Os policiais federais encontraram o entorpecente junto a estrutura da mala (forro). Após receber voz de prisão, o preso e a droga foram encaminhados à Delegacia de Polícia Federal em Epitaciolândia, onde foi lavrado o flagrante por tráfico internacional de drogas, para em seguida ser transferido ao presídio na Capital do Acre.

Menos de 24 horas após a primeira detenção, outro caso idêntico ocorreu no posto novamente. Sendo que desta vez, o procedimento foi com uma mulher de 31 anos, identificada pelas iniciais M. L. A. C. A., que tentava entrar no País após procurar o serviço de imigração.

Também foi localizado no forro de uma das malas, cloridrato de cocaína. A mulher recebeu voz de prisão e levada para a delegacia na cidade de Epitaciolândia, onde foi elaborado o flagrante por tráfico internacional de entorpecentes.

O trabalho de desmontagem das duas malas para separar a droga, se calcula aproximadamente que, cerca de cinco quilos de cocaína foram impedidos de entrar em solo brasileiro, confirmando que o Peru ainda é um dos grandes fornecedores de drogas na América do Sul.

Droga apreendida em fundo falso da mala que estava com jovem peruano.

Droga apreendida em fundo falso da mala que estava com jovem peruano.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Encontro com Gabriela teve uso de droga, álcool e briga: Após quase seis horas de depoimento do médico, justiça decreta prisão preventiva de Marquinhos Rego

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Polícia

Operação apura esquema de compra de votos nas eleições municipais de 2020 em Tarauacá

Publicados

em

Operação da PF apura esquema de compra de votos nas eleições municipais de 2020 no AC — Foto: Arquivo/PF-AC

A Polícia federal e o Ministério Público Eleitoral deflagraram, nesta quarta-feira (25), a operação “Klerotorion” para apurar crimes de corrupção eleitoral ativa e passiva, associação criminosa e peculato ocorridos durante as eleições municipais de 2020 em Tarauacá, no interior do Acre.

Ao todo, foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão nas casas dos investigados. Conforme a PF, as investigações começaram em agosto do ano passado, quando foi descoberto um esquema de compra de votos operado por associação criminosa formada por um vereador, dois ex-secretários de saúde e um servidor público municipal. A polícia não divulgou os nomes dos alvos.

As investigações apontaram que os candidatos investigados negociaram votos com eleitores para os cargos de prefeito e vereador da cidade de Tarauacá. Ainda segundo a PF, eles entregavam aos eleitores vantagens como dinheiro, passagens rodoviárias, gêneros alimentícios e outros.

Durantes as diligências policiais, ficou constatado que parte dos recursos usados na compra de votos era do cofre público, o que também caracteriza o crime de peculato. Por isso, os investigados podem responder pelos crimes de corrupção eleitoral, associação criminosa e peculato. Cerca de 16 policiais federais participaram da operação. Com informações do G1 Acre.

Leia Também:  Cadeirante é preso suspeito de aplicar golpes na capital e interior

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA