Polícia

Reviravolta no caso Thayne: Segundo IML, criança foi estrangulada

Reviravolta no caso Thayne: Segundo IML, criança foi estrangulada e jogada na fossa

Publicados

Polícia

Reviravolta no caso Thayne: Segundo IML, criança foi estrangulada e jogada na fossa

Com-Alexandre Lima

 o proprietário da casa, o ancião Ernesto José da Silva (78),

o Todas as hipóteses sobre o suposto homicídio-Fotos Alemão

O caso sobre a morte da criança de sete anos, Thayne Souza Oliveira, tomou outro rumo após os exames finais realizados no Instituto Médico Legal – IML. Segundo foi relatado, a vítima não morreu por afogamento natural ao cair na fossa.

A causa da morte teria sido por asfixia mecânica (estrangulamento), e somente depois, o corpo foi jogado dentro da fossa, juntamente com o cachorro que foi resgatado por dois homens, mas, não perceberam que havia um corpo sob a água negra da fossa.

O caso que agora passa a ser caracterizado como homicídio, tem a responsabilidade do delegado titular do Município, Sérgio Lopes. Que por sua vez, iniciou as investigações ouvindo os envolvidos desde o salvamento do cão, até a retirada do corpo da fossa.

 o proprietário da casa, o ancião Ernesto José da Silva (78),

o proprietário da casa, o ancião Ernesto José da Silva (78) Anos

Por medida de segurança, o proprietário da casa, o ancião Ernesto José da Silva (78), foi levado para a delegacia onde seria ouvido. Segundo ele, que se encontra abalado e chorando devido as acusações e suspeitas, se diz inocente diante de tudo.

Todas as hipóteses sobre o suposto homicídio da criança não serão descartadas até chegar o/ou aos envolvidos nesta tragédia que abalou os moradores do Bairro José Hassem. O prefeito André Hassem se sensibilizou com o caso e suspendeu as atividades alusivas ao dia 7 de Setembro.

Veja vídeo reportagem dentro de instantes.

Matérias relacionadas:

Criança morre afogada em fossa após ir atrás de cachorro em Epitaciolândia

Leia Também:  Urgente: ex-prefeito de Plácido de Castro é executado com vários tiros a queima roupa, veja o vídeo

Familiares de criança que morreu ao cair em fossa, esperam por 11 horas por liberação de corpo no IML

Foto-Alexandre Lima

Foto-Alexandre Lima

O caso sobre a morte da criança de sete anos

O caso sobre a morte da criança de sete anos-Fotos Alemão

O caso sobre a morte da criança de sete anos

O caso sobre a morte da criança de sete anos-Fotos Alemão

O caso sobre a morte da criança de sete anos

O caso sobre a morte da criança de sete anos-Fotos Alemão

COMENTE ABAIXO:

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Polícia

Homem é morto com facada nas costas em avenida Chico Mendes, no Segundo Distrito de Rio Branco

Publicados

em

Corpo da vítima foi levado para o IML de Rio Branco — Foto: Arquivo/Instituto de Análise Forense do Acre

Um homem ainda não identificado foi morto nesta quinta-feira (26) na Avenida Chico Mendes, no bairro Areal, região do Segundo Distrito de Rio Branco, próximo ao estádio arena da Floresta.

De acordo com o Centro de Operações Policiais Militares (Copom), o homicídio ocorreu por volta das 5h. A informação é que a vítima passava de bicicleta pelo local quando foi atacada e levou, pelo menos, uma facada nas costas.

Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) esteve no local fez os primeiros atendimentos e, por conta da gravidade do ferimento, acionou apoio da 01, ambulância de suporte avançado.

Conforme o Samu, o paciente teve uma parada cardíaca ainda no local, foi intubado e a equipe iniciou a reanimação, mas sem sucesso. Ele morreu dentro da ambulância e foi levado ao Instituto Médico Legal (IML) para os exames cadavéricos e de identificação.

Leia Também:  Comerciantes de Rio Branco eram vítimas de extorsão e tinham que pagar ‘mesada’ a grupo criminoso, diz MP

Policiais Militares fizeram buscas na região e prenderam um suspeito em flagrante. Segundo o Copom, pelas informações levantadas inicialmente, os dois não se conheciam e a vítima estava no local e hora errada.

O homem teria confirmado o crime, disse que era hora de matar e ao ver a vítima passando na rua, decidiu dar o golpe de faca. O g1 não conseguiu contato com o delegado Alcino Júnior, da Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa. Do G1 Acre

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA