Polícia

PRF apreende 1,65 tonelada de maconha em caminhão no interior do Rio.

PRF apreende 1,65 tonelada de maconha em caminhão que transportava cavalos

Publicados

Polícia

PRF apreende 1,65 tonelada de maconha em caminhão que transportava cavalos.

Fonte:Extra

A droga estava escondida dentro de um fundo falso no caminhão Foto: Divulgação

Agentes da Polícia Rodoviária Federal apreenderam na madrugada deste domingo 1,65 tonelada de maconha dentro de um caminhão na Rodovia Presidente Dutra (BR-116), na altura de Seropédica, no interior do Rio. Os policiais das equipes de Pronto Emprego e do Cinturão de Policiamento e Fiscalização faziam uma roda pelo local e desconfiaram de um SpaceFox estacionado de forma suspeita no pátio de um posto de combustíveis, ao lado de um caminhão que fazia transporte de cavalos.

Durante a abordagem ao motorista do carro, um homem de 29 anos, os agentes sentiram um forte cheiro de maconha e perceberam que vinha do caminhão de transporte de animais que estava ao lado, com dois cavalos dentro. Ao abrir a carroceria do veículo, um deles encontrou cerca de 1,65 tonelada de maconha, dividida em 2.358 tabletes escondidos em um fundo falso dentro do compartimento em que estavam os dois cavalos.

Leia Também:  Acusado de matar policial em Rio Branco afirma que disparo foi acidental

No SpaceFox, ainda foram achados uma pistola Glock, calibre .40, com quatro carregadores e 139 munições intactas. A pistola e as munições também estavam em um fundo falso no carro.

Além do motorista do automóvel, outros três suspeitos de estarem no caminhão foram encaminhados à Polícia Federal, em Nova Iguaçu/RJ. Eles responderam por tráfico de entorpecentes, com pena entre 5 e 15 anos de reclusão. Os cavalos ficaram sob os cuidados da concessionária que administra a rodovia.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Polícia

Mais um é preso escondido em uma casa, suspeito de torturar jovem em cemitério, em Cruzeiro do Sul

Publicados

em

Valdenis Marinho morreu em um hospital da cidade no dia seguinte ao crime. No dia 28 de abril, Polícia Civil prendeu dois suspeitos de participação no homicídio – Foto: Polícia Civil

Um terceiro suspeito de sequestrar, torturar e matar Valdenis do Nascimento Marinho, de 18 anos, foi preso nesta sexta-feira (13) em Cruzeiro do Sul. Marinho morreu no início do mês de abril em um hospital da cidade após ser encontrado ferido dentro do Cemitério São João Batista.

No dia 28 do mesmo mês, a Polícia Civil prendeu os primeiros suspeitos de praticar o crime. O motivo das agressões seria porque Marinho, que era usuário de drogas, teria furtado entorpecentes de membros de uma facção criminosa.

As investigações continuaram após a prisão da dupla e, nesta sexta, a Polícia Civil prendeu um rapaz, de 27 anos, escondido em uma casa no bairro Várzea.

Logo após o crime, a Polícia Civil chegou a divulgar que Marinho não era de facção, mas era usuário de drogas. Os pais dele que procuraram a polícia para denunciar o caso após a morte. As informações é do portal G1 Acre

Leia Também:  Polícia Civil do Acre realiza operação de combate à pedofilia

Suspeito foi preso nesta sexta-feira (13) no bairro Várzea, em Cruzeiro do Sul – Foto: Polícia Civil

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA