RIO BRANCO

Polícia

Presos da Operação Presságio acabam de ser liberados; caso pode ir para a Justiça Federal

Publicados

Polícia

Os sete presos da Operação Presságio foram libertados na noite desta sexta-feira (21). Os seis que estão no Acre e Alessandro Regino, preso em Minas Gerais, foram postos em liberdade após sete dias presos.

O advogado Pedro Longo, que defende o ex-secretário de comunicação, Paulo de Sá, disse ao ac24horas que o delegado da Polícia Federal Tiago Souza, responsável pela Operação Presságio, ao ser consultado pela juíza Adamarcia Machado, se manifestou favorável à liberação dos presos temporários, com a substituição da prisão por outras medidas cautelares.

O delegado Tiago Souza intimou o secretário de Finanças da prefeitura de Cruzeiro do Sul, Genilson silva dos Santos, que também é sargento do Corpo de Bombeiros, para uma audiência no próximo dia 27 para esclarecer sobre a transferência de recursos federais para a ONG CBCN.

Se confirmada a existência de recursos federais nos supostos desvios, o processo poderá ser remetido à Justiça Federal, como já havia reivindicado o advogado Pedro Longo. Os sete foram presos no último dia 14 pela Polícia Federal sob acusação de desvio de verbas federais por meio da ONG CBCN. Entre os presos, estavam a irmã do prefeito Ilderlei Cordeiro, a advogada Idelcleide Cordeiro. Por Sandra Assunção, do AC24horas.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Mortes de agentes penitenciários não estão relacionadas, diz Polícia Civil

Propaganda

Polícia

Homem conhecido por Sombra é preso enquanto carregava corpo com pernas decepadas em barco pelo Rio Môa

Publicados

em

Homem é flagrado enquanto carregava corpo de vítima torturada em barco na zona rural do AC – Foto: Arquivo

Claudinei Sombra dos Santos, de 19 anos, foi flagrado enquanto carregava o corpo de um homem dentro de um barco pelo Rio Môa, na zona rural do município de Mâncio Lima. A vítima, que ainda não foi identificada, foi morta com tiros e teve as pernas decepadas. O corpo segue no Instituto Médico Legal (IML) em Cruzeiro do Sul.

Segundo o portal G1 Acre, o suspeito descia de barco pelo rio saindo da comunidade Timbaúba em direção a Mâncio Lima, quando passou pela base do Exército na comunidade São Salvador. Foi então que os militares fizeram uma abordagem e perceberam que ele estava muito nervoso e, ao verificarem o barco, encontraram o corpo da vítima.

A polícia foi acionada e foram enviadas duas equipes – uma da Polícia Civil e outra da Polícia Militar – para fazer o translado do corpo e a condução do preso. O local onde o suspeito foi flagrado fica a cerca de 10 horas de barco da cidade de Mâncio Lima e ele foi preso nesse domingo (16).

Leia Também:  Mais de R$ 50 mil em perfumes são apreendidos na BR – 317.

Conforme o delegado responsável pelas investigações, José Obetaneo do Santos, a motivação do crime ainda está sendo apurada.

“Vamos concluir o flagrante e verificar qual foi a verdadeira motivação desse crime. Na conversa preliminar com o acusado, ele apenas disse que se desentendeu com esse homem e que não o conhecia e que por conta desse desentendimento veio o dolo de matar e ele matou. O médico legista disse que ele foi alvejado por disparo arma de fogo e teve as pernas decepadas. A vítima foi torturada”, disse o delegado.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA