RIO BRANCO

Polícia

Presos criam código de conduta com punição e morte em presídio no Acre

Manual foi achado durante operação policial em presídio de Rio Branco. Facção criminosa seria comandada por 13 presos.

Publicados

Polícia

Manual foi achado durante operação policial em presídio de Rio Branco. Facção criminosa seria comandada por 13 presos.

Matéria Editado 

Suposto regimento interno de detentos foi encontrado durante vistoria. (Foto: Asscom / MP-AC)

Suposto regimento interno de detentos foi encontrado durante vistoria. (Foto: Asscom / MP-AC)

Durante uma varredura no presídio Francisco de d’Oliveira Conde, nesta sexta-feira (6), homens da Polícia Militar e Batalhão de Operações Especiais (Bope) encontraram uma folha de caderno com um código de conduta criado por presos, com normas e regras a serem seguidas pelos integrantes. Os que não seguirem o que determina o código são punidos e até mesmo condenados à morte.

O documento sugere que existe dentro do presídio uma facção criminosa comandada por 13 presos. O regimento não explica, no entanto, se os membros do grupo são todos detentos ou se existem componentes do lado de fora da penitenciária.

No código, estão delimitadas atribuições do conselho, que incluem: definir a participação de cada um em “missões”, de acordo com o tipo de crime pelo qual cada membro cumpre pena; a data para o recolhimento de “cota” para manter a organização, e até mesmo julgar os integrantes que desrespeitarem as regras do conselho.

As punições para quem descumpre as regras também são estabelecidas e preveem o afastamento do preso do grupo e também o “fim” do integrante. Em outro trecho, o documento estabelece que o  conselho sempre deve ter a palavra final e nenhum outro membro do grupo pode julgar outro por conta própria.

Leia Também:  No Bujari motoqueiro morre ao bater contra caçamba

O documento foi encontrado durante uma operação em resposta às recentes ameaças que teriam sido feitas por presidiários a agentes penitenciários em um vídeo publicado na internet. A ação contou com 450 pessoas, entre as quais 300 da Polícia Militar, e o restante do Ministério Público do Acre (MP-AC), Defensoria Pública e a Polícia Civil do estado.

O delegado Roberth Alencar, que participou da operação, confirmou que foram encontrados documentos ligados à facções criminosas. Esse material foi encaminhado ao serviço de inteligência da polícia e deve fundamentar as próximas investigações. Porém, ele não quis dar mais detalhes para que o trabalho não seja prejudicado.

Procurado pela reportagem, o diretor do Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen-AC), Martin Hessel, disse que não teve acesso e nem tem conhecimento sobre a existência de um código de conduta no presídio, mas vai checar a veracidade do documento. “Todos os materiais apreendidos ficaram com a polícia”, disse.

Entenda o caso
Uma operação de varredura foi deflagrada, nesta sexta-feira (6), em todas unidades do Complexo Penitenciário de Rio Branco, que inclui os presídios Francisco d’Oliveira Conde e Antônio Amaro. A ação é uma resposta aos recentes conflitos entre agentes penitenciários e presidiários.

Na última quarta-feira (4), a visita íntima foi interrompida por um ato dos agentes penitenciários por mais segurança para a categoria, após o assassinato de dois agentes em menos de uma semana. Em resposta, os reeducandos fizeram um princípio de motim, que foi contido por agentes do Batalhão de Operações Especiais (Bope). O problema também ocorreu no município acreano de Sena Madureira, a 144 km da capital, mas foi resolvido pacificamente.

Leia Também:  Polícia Civil apreende Jovem de 17 anos com 15 kg de maconha na BR-364

Na noite do mesmo dia, três homens armados abordaram passageiros de um ônibus no bairro Mocinha Magalhães, em Rio Branco, e exigiram que eles descessem do coletivo. Em seguida, atearam fogo no veículo. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil que não descarta a possibilidade de ser uma resposta ao protesto feito pelos agentes.

Já na madrugada de quinta-feira (5), a casa de um agente penitenciário que estava de plantão durante a noite no presídio Francisco d’Oliveira Conde, foi invadida durante a madrugada no residencial Rosalinda. Ao G1, em matéria publicada no mesmo dia, o agente disse que o invasor arrombou a porta, revirou gavetas, mas não levou nada.

Para o Sindicato dos Agentes Penitenciários do Acre (Sindap-AC), tanto o incêndio ao ônibus, quanto a invasão podem estar relacionados.

Por fim, nesta sexta-feira (6), a Polícia Civil abriu um inquérito para investigar a veracidade de um vídeo em que detentos do presídio Francisco d’Oliveira Conde fazem ameaças de morte contra agentes penitenciários. No vídeo, três homens com os rostos cobertos por camisetas dizem que se continuarem sendo humilhados por agentes, vão matá-los.

Operação de varredura foi realizada no complexo penitenciário da capital (Foto: Asscom / SESP)

Operação de varredura foi realizada no complexo penitenciário da capital (Foto: Asscom / SESP)

Yuri Marcel Do G1 AC

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Polícia

Após ter acesso às imagens de segurança, PM recupera três bicicletas furtadas e prende suspeito de ter praticado o crime em Rio Branco

Publicados

em

PMAC – Policiais militares recuperaram três bicicletas furtadas de uma residência, durante a madrugada, duas delas no bairro Bosque.

Os militares foram a residência e tiveram acesso a imagens de câmeras onde observaram as características do indivíduo. Durante patrulhamento pela manhã, visualizaram na avenida Ceará um suspeito, com as mesmas vestes de um dos homens que entraram na residência. Ao indagar sobre o fato, o homem assumiu a autoria dos furtos. Os policiais foram aos locais indicados e encontraram as bicicletas que possuem valor financeiro elevado.

Uma delas foi encontrada em um beco no bairro Preventório e a outra na rua Floriano Peixoto. O suspeito é reincidente e já cometeu vários furtos na região. Ele confessou ainda ter furtado outra bicicleta, que também foi recuperada pela Policia Militar.

Os policiais encaminharam os envolvidos a delegacia, juntamente com as bicicletas, para que fossem tomadas as providências cabíveis ao fato.

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Vereadora Neiva Badotti solicita do secretário de Ação Social providências sobre as crianças Haitianos que fica na ponte todo os dias pedindo dinheiro, e que o Poder Público proporcione dignidade para essas crianças. Neiva solicita também que seja encaminhado um oficio para a gerente do hospital para saber se chegou algum saco funerário doado pela prefeitura, comprado com o dinheiro do covid, e que solicita que seja agendado novamente a reunião com a secretaria de segurança pública do estado, para se tratar sobre o IML, pois a mais de 20 anos o problema se arrasta e até o momento nada foi resolvido.

Leia Também:  Polícia Civil apreende Jovem de 17 anos com 15 kg de maconha na BR-364

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Página do Instagram 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA