RIO BRANCO

Polícia

Presidiário é encontrado morto no Francisco de Oliveira Conde

O presidiário Railson Ribeiro dos Santos foi encontrado morto nas primeiras horas desta sexta-feira, 9

Publicados

Polícia

O presidiário Railson Ribeiro dos Santos foi encontrado morto nas primeiras horas desta sexta-feira, 9, no pavilhão D, do Complexo Penitenciário Dr. Francisco de Oliveira Conde, em Rio Branco.

Agentes penitenciários que faziam o plantão no momento, em um ronda de rotina, perceberam que o preso não se mexia e ao abrirem a cela, perceberam que o detento estava sem vida. Ao lado da vitima foi encontrado vários papelotes de cocaína.

A suspeita dos agentes é de que Railson tenha morrido de overdose pelo uso do entorpecente.

Uma ambulância do Serviço Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ainda foi acionada, mas os paramédicos não puderam fazer nada.  Eles apenas atestaram o óbito e o corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal.

Procurado, o diretor-presidente do Instituto de Administração Penitenciária (Iapen) confirmou a morte, mas nega que o detento estivesse morto dentro da cela. Martin Hassel explica que a ambulância do Samun foi acionada para socorrer o preso e que, no meio da viagem, ele não resistiu e acabou morrendo. “AS informações que eu tenho é de que ele morreu na viatura, até porque se ele estivesse morto na cela, nós teríamos acionado o IML”, esclarece.

Leia Também:  Homem mata mulher, envenena o filho de 3 anos e comete suicídio

Interna

 Fonte: ac24horas

COMENTE ABAIXO:

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Polícia

Homem conhecido por Sombra é preso enquanto carregava corpo com pernas decepadas em barco pelo Rio Môa

Publicados

em

Homem é flagrado enquanto carregava corpo de vítima torturada em barco na zona rural do AC – Foto: Arquivo

Claudinei Sombra dos Santos, de 19 anos, foi flagrado enquanto carregava o corpo de um homem dentro de um barco pelo Rio Môa, na zona rural do município de Mâncio Lima. A vítima, que ainda não foi identificada, foi morta com tiros e teve as pernas decepadas. O corpo segue no Instituto Médico Legal (IML) em Cruzeiro do Sul.

Segundo o portal G1 Acre, o suspeito descia de barco pelo rio saindo da comunidade Timbaúba em direção a Mâncio Lima, quando passou pela base do Exército na comunidade São Salvador. Foi então que os militares fizeram uma abordagem e perceberam que ele estava muito nervoso e, ao verificarem o barco, encontraram o corpo da vítima.

A polícia foi acionada e foram enviadas duas equipes – uma da Polícia Civil e outra da Polícia Militar – para fazer o translado do corpo e a condução do preso. O local onde o suspeito foi flagrado fica a cerca de 10 horas de barco da cidade de Mâncio Lima e ele foi preso nesse domingo (16).

Leia Também:  Tiros são disparados contra a Papudinha em Rio Branco

Conforme o delegado responsável pelas investigações, José Obetaneo do Santos, a motivação do crime ainda está sendo apurada.

“Vamos concluir o flagrante e verificar qual foi a verdadeira motivação desse crime. Na conversa preliminar com o acusado, ele apenas disse que se desentendeu com esse homem e que não o conhecia e que por conta desse desentendimento veio o dolo de matar e ele matou. O médico legista disse que ele foi alvejado por disparo arma de fogo e teve as pernas decepadas. A vítima foi torturada”, disse o delegado.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA