RIO BRANCO

Polícia

Polícia prende dois meliantes, um conhecido por ‘Galinha’, e Gleildo, acusados de tráfico de droga e crime ambiental

Publicados

Polícia

Uma denuncia feita pelo 190 (Emergência) da cidade de Xapuri, distante cerca de 188km da Capital do Acre, fez com que homens da Polícia Militar realizassem uma ronda pela rua Major Salinas, localizada no centro da ‘Princesinha do Acre’.

Já era quase final do dia, quando a guarnição percebeu uma movimentação suspeita na casa denunciada. Foi visto que dois indivíduos estavam com algo estranho nas mãos, que ao perceberem a presença da viatura, tentaram descartar e fugir.

Ao serem abordados, foi verificado que o que haviam descartado, seria maconha. Os dois foram identificados como; Carlos Onassis Reis e Silva (30), vulgo ‘Galinha’, e Gleildo Santos da Silva (21), outras duas pessoas, sendo um menor que portava uma espécie de moedor de droga, que estavam no local também foram detidas para averiguação, sendo liberados momentos depois.

Segundo foi informado, Carlos ‘Galinha’ e Gleildo já são conhecidos por envolvimento com entorpecentes pela cidade.

Uma revista foi realizada na casa, foi localizado gaiolas e um alçapão para captura de pássaros, além de materiais que se suspeita serem usados como moeda no comercio de drogas, como celulares, roçadeira e colares.

Leia Também:  Na pousada Santa Juliana, agentes frustram tentativa de fuga na capital

A dupla e tudo que foi apreendido, foram levados para a delegacia da cidade, onde seria dado o devido procedimento referente ao caso. Por Alexandre Lima / oaltoacre

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Polícia

Homem conhecido por Sombra é preso enquanto carregava corpo com pernas decepadas em barco pelo Rio Môa

Publicados

em

Homem é flagrado enquanto carregava corpo de vítima torturada em barco na zona rural do AC – Foto: Arquivo

Claudinei Sombra dos Santos, de 19 anos, foi flagrado enquanto carregava o corpo de um homem dentro de um barco pelo Rio Môa, na zona rural do município de Mâncio Lima. A vítima, que ainda não foi identificada, foi morta com tiros e teve as pernas decepadas. O corpo segue no Instituto Médico Legal (IML) em Cruzeiro do Sul.

Segundo o portal G1 Acre, o suspeito descia de barco pelo rio saindo da comunidade Timbaúba em direção a Mâncio Lima, quando passou pela base do Exército na comunidade São Salvador. Foi então que os militares fizeram uma abordagem e perceberam que ele estava muito nervoso e, ao verificarem o barco, encontraram o corpo da vítima.

A polícia foi acionada e foram enviadas duas equipes – uma da Polícia Civil e outra da Polícia Militar – para fazer o translado do corpo e a condução do preso. O local onde o suspeito foi flagrado fica a cerca de 10 horas de barco da cidade de Mâncio Lima e ele foi preso nesse domingo (16).

Leia Também:  Corpo é resgatado no rio Acre nesta quinta-feira em Rio Branco.

Conforme o delegado responsável pelas investigações, José Obetaneo do Santos, a motivação do crime ainda está sendo apurada.

“Vamos concluir o flagrante e verificar qual foi a verdadeira motivação desse crime. Na conversa preliminar com o acusado, ele apenas disse que se desentendeu com esse homem e que não o conhecia e que por conta desse desentendimento veio o dolo de matar e ele matou. O médico legista disse que ele foi alvejado por disparo arma de fogo e teve as pernas decepadas. A vítima foi torturada”, disse o delegado.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA