Polícia

Polícia Militar prende “magico” por roubo

De acordo com informações da polícia na casa de Roberto “magico” a polícia encontrou seis munições de pistola 380, dois aparelhos de televisão LED,

Publicados

Polícia

De acordo com informações da polícia na casa de Roberto “magico” a polícia encontrou seis munições de pistola 380, dois aparelhos de televisão LED,

Na manhã desta quinta-feira (15) policiais militares do serviço reservado do 1º Batalhão em cumprimento a um Mandado de Prisão prenderam Roberto Nogueira da Silva 32 anos, “o mágico” acusado de chefiar uma quadrilha de assaltantes.

“magico”

“magico”

De acordo com informações da polícia na casa de Roberto “magico” a polícia encontrou seis munições de pistola 380, dois aparelhos de televisão LED, um computador, rádio de comunicação, alicates que supostamente seriam usados para arrombar os cadeados das casas e uma caixa de luvas cirúrgicas também usadas pelo acusado para não deixar impressão digital nos locais arrombados por ele.

Após a prisão que ocorreu no bairro Boa União o acusado foi encaminhando a Delegacia de Flagrantes – DEFLA da 1º Regional em seguida conduzido ao Presídio Estadual onde ficará a disposição da Justiça.

Fonte-ecos da noticias

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Policia apreende dois homens, quase 20 quilos de maconha turbinada e um tijolo de cocaína na BR-317

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Polícia

Operação apura esquema de compra de votos nas eleições municipais de 2020 em Tarauacá

Publicados

em

Operação da PF apura esquema de compra de votos nas eleições municipais de 2020 no AC — Foto: Arquivo/PF-AC

A Polícia federal e o Ministério Público Eleitoral deflagraram, nesta quarta-feira (25), a operação “Klerotorion” para apurar crimes de corrupção eleitoral ativa e passiva, associação criminosa e peculato ocorridos durante as eleições municipais de 2020 em Tarauacá, no interior do Acre.

Ao todo, foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão nas casas dos investigados. Conforme a PF, as investigações começaram em agosto do ano passado, quando foi descoberto um esquema de compra de votos operado por associação criminosa formada por um vereador, dois ex-secretários de saúde e um servidor público municipal. A polícia não divulgou os nomes dos alvos.

As investigações apontaram que os candidatos investigados negociaram votos com eleitores para os cargos de prefeito e vereador da cidade de Tarauacá. Ainda segundo a PF, eles entregavam aos eleitores vantagens como dinheiro, passagens rodoviárias, gêneros alimentícios e outros.

Durantes as diligências policiais, ficou constatado que parte dos recursos usados na compra de votos era do cofre público, o que também caracteriza o crime de peculato. Por isso, os investigados podem responder pelos crimes de corrupção eleitoral, associação criminosa e peculato. Cerca de 16 policiais federais participaram da operação. Com informações do G1 Acre.

Leia Também:  Diabão é ‘estocado’ dentro de presídio e levado para UTI na Bolívia

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA