Polícia

PM inicia operação “Duas Dobras” no Estado com ênfase em Sena Madureira, Epitaciolândia e Brasileia

Publicados

Polícia

PMAC – A Polícia Militar do Acre (PMAC) visando a preservação da vida e manutenção da ordem, estará realizando entre os dias 24 de março a 7 de abril, a Operação “Duas dobras”. As ações serão desencadeadas em todo o Estado, com ênfase nos municípios de Sena Madureira, Epitaciolândia e Brasileia, onde um reforço no policiamento será realizado por unidades especializadas da capital.

A operação tem por objetivo a preservação da ordem pública, a incolumidade das pessoas e do patrimônio ao coibir atos contrários a legislação penal, garantindo a tranquilidade à população acreana. O efetivo policial será direcionado por meio da operação para coibir homicídios, roubos, tráfico e ações delituosas nas regiões de maior vulnerabilidade desses locais.

Diariamente, equipes do Batalhão de Operações Especiais (Bope) e Batalhão de Policiamento Ambiental (BPA) estarão empenhadas, juntamente com o efetivo das unidades operacionais locais, no intuito de resguardar a segurança pública.

As primeiras ações ocorreram no ramal Toco Preto, em Sena Madureira, e devem se estender a outros locais na região.

Significado

“Duas Dobras” faz referência ao cordão de duas dobras, que é mais difícil de ser quebrado ou rompido. Ainda assim, pode ser rompido com força e inteligência.

Leia Também:  Após denúncia anônima, Policia Militar apreende drogas e quase 20 mil reais no bairro Placas

Tem ainda esse significado por representar a união entre as forças de segurança para a manutenção da paz social. Assim acontece com as ações conjuntas, força e inteligência caminham juntas.

E Veja Também no 3 de Julho – Acre 24 Horas

Veja o Vídeo Abaixo: Em apoio às reivindicações dos servidores da Educação, Saúde e Segurança do Estado. Leo de Brito anunciou que entrou com uma ação popular, na Justiça Federal, para que o governador Gladson Cameli restitua aos cofres públicos os R$ 800 milhões que a Polícia Federal, por meio da Operação Ptolomeu, apontou que foram desviados. 

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter: 3 de Julho Notícias

Youtube: 3 de Julho Notícias Vídeos

Página: Facebook 3 de Julho Notíci

Portal: 3dejulho.com.br Rio de Janeiro

Página do Instagram: 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Leia Também:  Polícia prende foragido com rifle winchester 44 papo amarelo

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Polícia

Operação apura esquema de compra de votos nas eleições municipais de 2020 em Tarauacá

Publicados

em

Operação da PF apura esquema de compra de votos nas eleições municipais de 2020 no AC — Foto: Arquivo/PF-AC

A Polícia federal e o Ministério Público Eleitoral deflagraram, nesta quarta-feira (25), a operação “Klerotorion” para apurar crimes de corrupção eleitoral ativa e passiva, associação criminosa e peculato ocorridos durante as eleições municipais de 2020 em Tarauacá, no interior do Acre.

Ao todo, foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão nas casas dos investigados. Conforme a PF, as investigações começaram em agosto do ano passado, quando foi descoberto um esquema de compra de votos operado por associação criminosa formada por um vereador, dois ex-secretários de saúde e um servidor público municipal. A polícia não divulgou os nomes dos alvos.

As investigações apontaram que os candidatos investigados negociaram votos com eleitores para os cargos de prefeito e vereador da cidade de Tarauacá. Ainda segundo a PF, eles entregavam aos eleitores vantagens como dinheiro, passagens rodoviárias, gêneros alimentícios e outros.

Durantes as diligências policiais, ficou constatado que parte dos recursos usados na compra de votos era do cofre público, o que também caracteriza o crime de peculato. Por isso, os investigados podem responder pelos crimes de corrupção eleitoral, associação criminosa e peculato. Cerca de 16 policiais federais participaram da operação. Com informações do G1 Acre.

Leia Também:  Acidente com motocicleta e Bicicleta deixa vítima fatal na BR-364

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA