RIO BRANCO

Polícia

Polícia Civil faz apreensão de drogas com 2 mulheres na BR-317 em Xapuri

No Dia Mundial da Infância, duas mulheres envolvem cinco crianças em uma apreensão de drogas feita pela Polícia Civil de Xapuri na BR-317.

Publicados

Polícia

No Dia Mundial da Infância, duas mulheres envolvem cinco crianças em uma apreensão de drogas feita pela Polícia Civil de Xapuri na BR-317.

Por Raimare Cardoso

xapuri br 317

De acordo com a Polícia Civil, Lenira Diogo da Silva, 20 anos, e Deusenir da Silva Sena, 24, transportavam quantidade não informada de entorpecentes. Elas viajavam em um taxi, na tarde deste sábado, 21, que vinha da fronteira com destino a Xapuri. O lado inusitado do fato é que as mulheres traziam na viagem nada menos que cinco crianças, sendo que a mais nova tem apenas 15 dias de vida.

Deusenir da Silva Sena, mãe da criança recém-nascida, teria sido contratada por Lenira Diogo da Silva para transportar a droga, que vinha em meio às fraldas do bebê. Ainda de acordo com a polícia, Lenira é esposa de um traficante de Xapuri que se encontra foragido da justiça. Segundo as investigações, ele estaria por trás da ação coibida nesta tarde.

O lado lamentável do fato está na maneira trágica como as pessoas mais socialmente vulneráveis estão sendo tragadas por esse buraco negro chamado tráfico de drogas. Esse é o segundo flagrante dessa natureza ocorrido no município em menos de uma semana. No primeiro, um jovem de 21 anos. Agora, duas jovens mães de 20 e 24. Desnecessário dizer que algo precisa ser feito além de simplesmente encarcerá-los.

xapuri

Fonte: raimari9.blogspot.com

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  PRF apreende 1,65 tonelada de maconha em caminhão no interior do Rio.

Propaganda

Polícia

Homem conhecido por Sombra é preso enquanto carregava corpo com pernas decepadas em barco pelo Rio Môa

Publicados

em

Homem é flagrado enquanto carregava corpo de vítima torturada em barco na zona rural do AC – Foto: Arquivo

Claudinei Sombra dos Santos, de 19 anos, foi flagrado enquanto carregava o corpo de um homem dentro de um barco pelo Rio Môa, na zona rural do município de Mâncio Lima. A vítima, que ainda não foi identificada, foi morta com tiros e teve as pernas decepadas. O corpo segue no Instituto Médico Legal (IML) em Cruzeiro do Sul.

Segundo o portal G1 Acre, o suspeito descia de barco pelo rio saindo da comunidade Timbaúba em direção a Mâncio Lima, quando passou pela base do Exército na comunidade São Salvador. Foi então que os militares fizeram uma abordagem e perceberam que ele estava muito nervoso e, ao verificarem o barco, encontraram o corpo da vítima.

A polícia foi acionada e foram enviadas duas equipes – uma da Polícia Civil e outra da Polícia Militar – para fazer o translado do corpo e a condução do preso. O local onde o suspeito foi flagrado fica a cerca de 10 horas de barco da cidade de Mâncio Lima e ele foi preso nesse domingo (16).

Leia Também:  Guerra entre CV e B13 termina com dois mortos e três feridos, em Rio Branco

Conforme o delegado responsável pelas investigações, José Obetaneo do Santos, a motivação do crime ainda está sendo apurada.

“Vamos concluir o flagrante e verificar qual foi a verdadeira motivação desse crime. Na conversa preliminar com o acusado, ele apenas disse que se desentendeu com esse homem e que não o conhecia e que por conta desse desentendimento veio o dolo de matar e ele matou. O médico legista disse que ele foi alvejado por disparo arma de fogo e teve as pernas decepadas. A vítima foi torturada”, disse o delegado.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA