RIO BRANCO

Polícia

Polícia apreende jovens foragidos do Purus no Acre

Menores foram localizados na zona rural de Sena Madureira

Publicados

Polícia

Menores foram localizados na zona rural de Sena Madureira

Jovens foram conduzidos ao centro novamente. (Foto: Josué Santiago / ISE)

Jovens foram conduzidos ao centro novamente. (Foto: Josué Santiago / ISE)

Diretor do ISE diz que segurança sera reforçada na unidade.

Após quatro dias foragidos, os onze socioeducandos do Centro Socioeducativo Purus, localizado em Sena Madureira, foram apreendidos durante operação das polícias Civil e Militar na noite deste domingo (21). Quatro adolescentes estavam em uma residência na região do Macauã, zona rural do município, acompanhados de um homem maior de idade. Os demais, em uma casa vizinha com outros três suspeitos de contribuírem com a fuga.

De acordo com o diretor do Insitituto Socioeducativo do Acre (ISE) Henrique Corinto,  os familiares dos jovens contribuíram com as investigações. “Um dos jovens tinha contato com um produtor rural e conseguiu abrigo. Como já era esperado, eles foram localizados com a ajuda das famílias que nos comunicaram onde eles poderiam estar”, afirma.

Depois de apreendidos, os menores foram submetidos a exames de corpo de delito no Hospital João Cancio Fernandes e reconduzidos ao centro socioeducativo. Os suspeitos de ajudarem na fuga foram prestar esclarecimentos ao delegado na Unidade de Segurança Pública de Sena Madureira.

Leia Também:  Mulher é assassinada com três tiros na cabeça no Bairro Recanto dos Buritis

O ISE e a Polícia Civil continuam investigando os materiais utilizados pelos jovens para serrar a grade de dois alojamentos e como os objetos entraram na unidade, na quinta-feira (17). “Isto está sendo motivo de apuração. Abrimos uma sindicância e uma investigação criminal está sendo realizada por parte da Polícia Civil”, diz Corinto.

O diretor do ISE afirma ainda que a segurança na unidade socioeducativa será reforçada. “Nós estamos revendo todos os parâmetros de segurança internos. Reforçando as equipes e também fazendo uma conversa com os adolescentes que isso sirva de exemplo também para os demais que o mais correto é cumprir com as medidas socioeducativas”, finaliza.

Rayssa Natani Do G1 AC

COMENTE ABAIXO:

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Polícia

Homem conhecido por Sombra é preso enquanto carregava corpo com pernas decepadas em barco pelo Rio Môa

Publicados

em

Homem é flagrado enquanto carregava corpo de vítima torturada em barco na zona rural do AC – Foto: Arquivo

Claudinei Sombra dos Santos, de 19 anos, foi flagrado enquanto carregava o corpo de um homem dentro de um barco pelo Rio Môa, na zona rural do município de Mâncio Lima. A vítima, que ainda não foi identificada, foi morta com tiros e teve as pernas decepadas. O corpo segue no Instituto Médico Legal (IML) em Cruzeiro do Sul.

Segundo o portal G1 Acre, o suspeito descia de barco pelo rio saindo da comunidade Timbaúba em direção a Mâncio Lima, quando passou pela base do Exército na comunidade São Salvador. Foi então que os militares fizeram uma abordagem e perceberam que ele estava muito nervoso e, ao verificarem o barco, encontraram o corpo da vítima.

A polícia foi acionada e foram enviadas duas equipes – uma da Polícia Civil e outra da Polícia Militar – para fazer o translado do corpo e a condução do preso. O local onde o suspeito foi flagrado fica a cerca de 10 horas de barco da cidade de Mâncio Lima e ele foi preso nesse domingo (16).

Leia Também:  Acusado de matar a namorada de 20 anos com tiro após "roleta-russa" tem prazo de 10 dias para responder acusação à Justiça

Conforme o delegado responsável pelas investigações, José Obetaneo do Santos, a motivação do crime ainda está sendo apurada.

“Vamos concluir o flagrante e verificar qual foi a verdadeira motivação desse crime. Na conversa preliminar com o acusado, ele apenas disse que se desentendeu com esse homem e que não o conhecia e que por conta desse desentendimento veio o dolo de matar e ele matou. O médico legista disse que ele foi alvejado por disparo arma de fogo e teve as pernas decepadas. A vítima foi torturada”, disse o delegado.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA