RIO BRANCO

Polícia

PM estoura boca de fumo e apreende drogas e armas em Rio Branco

Os acusados foram conduzidos à Delegacia Central de Flagrantes e responderão por porte ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas.

Publicados

Polícia

Os acusados foram conduzidos à Delegacia Central de Flagrantes e responderão por porte ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas.

Francisco Júnior Sousa, 26 anos

Através de uma denuncia anônima os policiais militares do 4º Batalhão em parceria com o Batalhão de Operações Especiais (BOPE), desarticularam uma boca de fumo na Rua 25 de Dezembro, no bairro Nova Esperança, em Rio Branco, na noite desta quarta-feira (22), onde realizaram a prisão de Francisco Júnior Sousa de Araújo, 26 anos, e Adriel da Silva Barboza, 21 anos, acusados de tráfico de drogas.

Segundo informações repassadas pela polícia, no local foi apreendido 72 tabletes de maconha, pasta base de cocaína e duas armas de fogo, um revólver calibre 38 e uma escopeta calibre 36, e bastante dinheiro, o que caracteriza o tráfico.

De acordo com o sargento Henrique do BOPE, a denúncia anônima, levou os policias até o local, onde prenderam os dois acusados em flagrante, na pesquisa feita com a numeração do revólver, foi descoberto que está registrado em nome de um agente penitenciário de Sena Madureira, e que existe uma ocorrência de que o agente teria perdido a arma.

Leia Também:  Em abordagens da polícia, dois são presos com 8 quilos de drogas em rodovia federal no Acre

Os acusados foram conduzidos à Delegacia Central de Flagrantes para devidas providências. Segundo o delegado plantonista, a dupla responderá por porte ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas.

No local foi apreendido 72 tabletes de maconha, pasta base de cocaína e dois armas de fogo

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Polícia

Homem conhecido por Sombra é preso enquanto carregava corpo com pernas decepadas em barco pelo Rio Môa

Publicados

em

Homem é flagrado enquanto carregava corpo de vítima torturada em barco na zona rural do AC – Foto: Arquivo

Claudinei Sombra dos Santos, de 19 anos, foi flagrado enquanto carregava o corpo de um homem dentro de um barco pelo Rio Môa, na zona rural do município de Mâncio Lima. A vítima, que ainda não foi identificada, foi morta com tiros e teve as pernas decepadas. O corpo segue no Instituto Médico Legal (IML) em Cruzeiro do Sul.

Segundo o portal G1 Acre, o suspeito descia de barco pelo rio saindo da comunidade Timbaúba em direção a Mâncio Lima, quando passou pela base do Exército na comunidade São Salvador. Foi então que os militares fizeram uma abordagem e perceberam que ele estava muito nervoso e, ao verificarem o barco, encontraram o corpo da vítima.

A polícia foi acionada e foram enviadas duas equipes – uma da Polícia Civil e outra da Polícia Militar – para fazer o translado do corpo e a condução do preso. O local onde o suspeito foi flagrado fica a cerca de 10 horas de barco da cidade de Mâncio Lima e ele foi preso nesse domingo (16).

Leia Também:  Polícia Civil e Controladoria firmam acordo para combater crimes contra a administração pública

Conforme o delegado responsável pelas investigações, José Obetaneo do Santos, a motivação do crime ainda está sendo apurada.

“Vamos concluir o flagrante e verificar qual foi a verdadeira motivação desse crime. Na conversa preliminar com o acusado, ele apenas disse que se desentendeu com esse homem e que não o conhecia e que por conta desse desentendimento veio o dolo de matar e ele matou. O médico legista disse que ele foi alvejado por disparo arma de fogo e teve as pernas decepadas. A vítima foi torturada”, disse o delegado.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA