Polícia

PM apreende 24kg de maconha na Estação Experimental

Policiais Militares do Tático do 4º Batalhão e do BOPE prenderam na noite desta quarta feira, 19

Publicados

Polícia

Policiais Militares do Tático do 4º Batalhão e do BOPE prenderam na noite desta quarta feira, 19

DSC_00341 (1)

O presidiário monitorado por tornozeleira, Gideão Neto da Silva, 29 anos. Ele é acusado de ameaça e tráfico de droga, na rua Fausto Robalo, Bairro Estação Experimental, em Rio Branco.

Os PM foram acionados via CIOSP para atender uma ocorrência de agressão física e ameaça na rua Fausto Robalo, Gideão teria agredido e ameaçado a sogra com um facão. Ao perceber a presença da polícia, o acusado saiu correndo para o quintal da residência tentando se livrar de uma certa quantidade de droga. Ele foi perseguido e logo em seguida preso.

Com a ajuda de cães farejadores do BOPE, a polícia apreendeu 24kg de maconha com o presidiário. Segundo a polícia, Gideão estava cavando um buraco para esconder o entorpecente.

O acusado foi preso e encaminhado a Delegacia de Flagrantes – DEFLA, para os devidos procedimentos.

IMG_8175

Davi Sahid, ac24horas

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Homem é encontrado morto pendurado com uma corda no pescoço em Acrelândia

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Polícia

Mais um é preso escondido em uma casa, suspeito de torturar jovem em cemitério, em Cruzeiro do Sul

Publicados

em

Valdenis Marinho morreu em um hospital da cidade no dia seguinte ao crime. No dia 28 de abril, Polícia Civil prendeu dois suspeitos de participação no homicídio – Foto: Polícia Civil

Um terceiro suspeito de sequestrar, torturar e matar Valdenis do Nascimento Marinho, de 18 anos, foi preso nesta sexta-feira (13) em Cruzeiro do Sul. Marinho morreu no início do mês de abril em um hospital da cidade após ser encontrado ferido dentro do Cemitério São João Batista.

No dia 28 do mesmo mês, a Polícia Civil prendeu os primeiros suspeitos de praticar o crime. O motivo das agressões seria porque Marinho, que era usuário de drogas, teria furtado entorpecentes de membros de uma facção criminosa.

As investigações continuaram após a prisão da dupla e, nesta sexta, a Polícia Civil prendeu um rapaz, de 27 anos, escondido em uma casa no bairro Várzea.

Logo após o crime, a Polícia Civil chegou a divulgar que Marinho não era de facção, mas era usuário de drogas. Os pais dele que procuraram a polícia para denunciar o caso após a morte. As informações é do portal G1 Acre

Leia Também:  Adolescente morre vítima de acidente de trânsito em Acrelândia

Suspeito foi preso nesta sexta-feira (13) no bairro Várzea, em Cruzeiro do Sul – Foto: Polícia Civil

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA