RIO BRANCO

Polícia

Ossada de casal é achada em cova rasa; uma das vítimas é irmã de adolescente morta com tiro no rosto

Publicados

Polícia

Corpos foram achados em uma cova rasa no Ramal do Pica Pau, em Rio Branco — Foto: Arquivo pessoal

Equipes da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) acharam, na tarde desta quarta-feira (9), duas ossadas humanas no Ramal do Pica-Pau, região do Segundo Distrito de Rio Branco. Segundo as investigações, uma das vítimas é irmã da adolescente Raquel Melo de Lima, de 13 anos, achada enterrada em uma cova rasa, próximo do local, em janeiro deste ano. As Informações e do G1 Acre

“As investigações continuam. Mais um crime em nossa capital motivado pela guerra entre as facções. A motivação está devidamente identificada, as vítimas também, materialidade comprovada e indícios de autoria de alguns indivíduos, que em breve, devem estar no local onde merecem, que é na cadeia”, destacou o delegado responsável pelas investigações, Marcus Cabral.

Lidinalva de Melo Viana, de 13 anos, e o namorado José Daniel do Nascimento, de 19, foram assassinados em setembro de 2020 por membros de uma facção criminosa. Eles estavam desaparecidos desde a época do crime e a polícia fazia buscas. A motivação para o crime, segundo a polícia, seria a saída do casal da organização e ida para outro grupo criminoso.

Contudo, eles ficaram morando no mesmo bairro dos antigos comparsas e tiveram a morte decretada. Lidinalva e José Daniel foram enterrados na mesma cova, e os criminosos colocaram o corpo dela em cima do rapaz.

A DHPP informou que chegou até a cova por meio de informações e diligências. Mas, ninguém foi preso por esse crime. Até o momento, as investigações apontam que os responsáveis pela morte do casal não têm ligação com a morte de Raquel.

Casal cavou a própria cova

Ainda segundo as investigações, Lidinalva e José Daniel foram levados até o local do crime e cavaram a própria cova. Após abrirem o buraco, os dois teriam sido mortos a golpes de faca e tiros.

Leia Também:  Agente penitenciário é agredido dentro do presidio

A cova fica próxima do local onde o corpo de Raquel foi enterrado. A DHPP informou que vão ser feitos exames cadavéricos ainda para confirmação da identidade das vítimas.

Morte e prisões

O corpo de Raquel foi achado por uma equipe do Batalhão de Operações Especiais (Bope) em uma área de invasão. A motivação para o crime seria porque os criminosos acharam no telefone da vítima mensagens e referências a outra facção. Ela foi arrastada de dentro de uma igreja para ser morta com um tiro no rosto.

Conforme a Polícia Civil, a menina foi morta dois dias antes de o corpo ser encontrado enterrado. A investigação apontou ainda que a vítima foi submetida ao “tribunal do crime” e, após várias horas de cárcere, os autores efetuaram disparos de arma de fogo e golpes de arma branca.

No mesmo dia em que o corpo da adolescente foi encontrado, a polícia prendeu em flagrante os irmãos Yago da Silva Sabino, de 20 anos, e Tyego da Silva Sabino, de 18, suspeitos de participação no crime. Essa prisão em flagrante foi convertida em preventiva pela Justiça acreana.

No dia 3 de fevereiro, outros quatro suspeitos de participação na morte da adolescente foram presos. Com o grupo, a Polícia Militar encontrou uma das armas que teriam sido usadas para matar a adolescente.

No dia 11 de março, uma mulher, de 34 anos, foi presa suspeita de participar da morte da adolescente. Na época, a Polícia Civil informou que a mulher estava foragida e foi capturada em uma rua do bairro Recanto dos Buritis, Segundo Distrito da capital acreana.

A suspeita faz parte de uma organização criminosa e já responde por diversos crimes na Vara de Organização criminosa do Tribunal de Justiça do Acre (TJ-AC).

Leia Também:  Sargento da Polícia Militar internado após acidente morre em hospital de Rio Branco

No último dia 2 de junho, mais um foi preso suspeito de participar da morte da adolescente Raquel Melo de Lima. Com mais essa prisão, são oito pessoas detidas suspeitas de participação da morte da adolescente.

Casas incendiadas

Após o corpo de Raquel ser achado, duas casas de familiares de Raquel foram incendiadas no Ramal do Pica-Pau. A suspeita da polícia é que tenha sido uma retaliação após a prisão de dois suspeitos do crime.

Entre as casas incendiadas está a da mãe de Raquel. Segundo a Polícia Civil, ela já tinha se mudado do local logo após o crime e, por isso, o imóvel estava vazio no momento do incêndio.

Vítimas foram mortas em setembro de 2020 após anunciar a saída de uma organização criminosa — Foto: Arquivo pessoal

E veja também no 3 de Julho Notícias

Construção da Catedral – A primeira igreja foi construída por Dom Afonso Donnadieu, o primeiro vigário dos padres espiritanos na região no começo do século passado. Posteriormente nos anos 30, a região do Juruá foi dividida em duas prelazias. O Baixo Juruá continuou pertencendo a prelazia de Tefé, comandada por padres franceses e o Alto Juruá ficou sob comando dos padres alemães. A primeira catedral foi construída em madeira, porém, por não oferecer segurança aos fieis acabou em desuso. 

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo:

Inscreva-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Polícia

Detento de 40 anos é encontrado morto dentro do presídio FOC em Rio Branco

Publicados

em

Detento Raimundo Morais de Souza, de 40 anos, foi encontrado morto em presídio de Rio Branco — Foto: Arquivo/Iapen-AC

O detento Raimundo Morais de Souza, de 40 anos, foi encontrado morto na noite desse domingo (6) na cela 27 do Pavilhão A do Complexo Penitenciário de Rio Branco.

O Instituto de Administração Penitenciária (Iapen) informou que o preso estava em isolamento preventivo com outros quatro detentos quando foi achado morto por volta das 21h30.

Os policiais penais questionaram os demais presos sobre o que tinha acontecido e, segundo o Iapen, eles confessaram o crime e disseram que foi porque Souza cometeu crime contra uma menor. Além disso, os detentos afirmaram que a vítima tinha enganado eles dizendo que tinha tabaco para trocar por alimentos.

Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada, mas apenas pôde constatar a morte de Souza. Uma equipe do Instituto Médico Legal (IML) também foi acionada para perícia e demais procedimentos.

O Iapen-AC tenta contato com a família do preso que morreu para informar sobre o ocorrido e afirmou que vai prestar assistência estabelecida em lei.

A autarquia informou ainda que, de acordo com o Observatório de Análise Criminal do Núcleo de Apoio Técnico do Ministério Público do Acre, há 179 dias não se registrava morte no sistema prisional do Acre. E que vai acompanhar toda a investigação.

Protesto de policiais e redução de efetivo

Pelo sexto dia seguido, os policiais penais mantêm o acampamento em frente à Assembleia Legislativa do Acre. Os policiais se negam a tirar banco de horas, cumprindo apenas o plano operacional padrão (POP), o que afetou as visitas nas unidades prisionais, que estavam suspensas desde o dia 17 de novembro.

Leia Também:  Jovem é morto à facada na zona rural de Brasiléia: O sogro é o principal suspeito

A categoria tem pressionado o governo do Acre a incluir no projeto da Lei Orgânica a equiparação de salários com as outras forças de Segurança, a incorporação da gratificação aos salários e mudança do contrato de nível médio para superior.

Complexo Penitenciário de Rio Branco:

Domingo (5):

Pavilhão P (manhã)

Pavilhão O (tarde)

Sábado (11)

Pavilhão C (manhã)

Posto Médico (tarde)

Domingo (12)

Pavilhão L (manhã)

Pavilhão A (tarde)

Pavilhão dos reeducandos do trabalho externo (antiga UP-4):

Sábado (11) – Visitas apenas no período da manhã

Unidade de Regime Fechado nº 2 de Rio Branco (Antonio Amaro Alves)

Sábado (11) – alojamentos 2 e 4 – Visitas apenas no período da manhã

Domingo (12) – alojamentos 5, 6 e 7 – Visitas apenas no período da manhã

Unidade de Regime Fechado Feminina de Rio Branco

Sábado (11) – pavilhão Alamanda e Berçário – Visitas apenas no período da manhã:

Sábado (18) – Pavilhão Carmélia – Visitas apenas no período da manhã:

Unidade Penitenciária Moacir Prado (Tarauacá)

Domingo (5) – ala 4 (manhã) e ala 3 (tarde);

Sábado (11) – pavilhão B (manhã) e ala 1 (tarde)

Domingo (12) – pavilhão D e alojamento C (manhã) e ala 2 (tarde)

Unidade Penitenciária Evaristo de Morais (Sena Madureira):

Domingo (5) – bloco 7 (manhã) e bloco 9 (tarde)

Sábado (11) – bloco 8 (manhã) e bloco 10 (tarde)

Domingo (12) – bloco 5 (manhã) e bloco 6 (tarde)

Unidade Penitenciária Manoel Neri da Silva (Cruzeiro do Sul):

Domingo (5) – bloco 5 (manhã) e bloco 6 (tarde)

Unidade Penitenciária Antonio Sergio Silveira de Lima (Senador Guiomard)

Sábado (11) – ala 23 e posto médico – visitas apenas no período da manhã

Domingo (12) – ala dos trabalhadores, ala 21 e alojamento 1 – visitas apenas no período da manhã

Leia Também:  Dupla morta em assalto contabilizava mais de 51 crimes em Rio Branco

Com relação aos procedimentos, o Iapen informou que os visitantes devem seguir as seguintes orientações:

Apenas uma pessoa por preso poderá visitar;

O visitante somente poderá adentrar à unidade portando a carteira de visitante e documento oficial com foto. Outro tipo de protocolo não será autorizado;

Carteiras vencidas só serão aceitas caso estejam com até 30 dias de vencimento;

Não será permitido entrada com alimentação;

A utilização de máscaras será obrigatória;

Em cumprimento a decreto governamental, será exigida a apresentação de comprovante de vacinação no ato da entrada nos estabelecimentos prisionais. Por G1 Acre.

Iapen retoma visitas nos presídios do Acre e divulga cronograma de cada unidade — Foto: Murilo Lima/Rede Amazônica Acre

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: O Gefron apreendeu dentro de Van do município de Brasileia aproximadamente 150 kg de entorpecente, seria esta a maior apreensão daquela regional. De acordo com informações preliminares, o veículo da prefeitura iria realizar mais um transporte de pacientes que estão fazendo tratamento em Rio Branco quando foi surpreendido pelo policiais, após revistarem os pacientes e o veículo encontraram em uma sacola preta com todo o entorpecente.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter: 3 de Julho Notícias

Youtube: 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook: 3 de Julho Notíci

Página do Instagram: 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA