Polícia

Operação Tentáculos II, na capital e Xapuri apreende mais de 19 kg de castanha; espingarda e munições

Publicados

Polícia

Operação, realizada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) ocorreu no Acre entre os dias 4 e 5 de maio e contou com atuação de vários órgãos federais – Foto: Reprodução/PRF-AC

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) realizou a Operação Tentáculos e divulgou, nesta sexta-feira (6), um balanço parcial das ações. A operação ocorreu no Acre de 4 a 5 deste mês, nas cidades de Rio Branco e Xapuri, mas foi deflagrada ainda no estado de Rondônia, no período de 25 de abril a 5 de maio.

A ação teve como foco combater crimes ambientais, contra o fisco e a saúde pública. No Acre foram apreendidos, apenas no primeiro dia da operação, 19.923 kg de castanhas do Brasil beneficiadas e 38.000 litros de castanhas do Brasil “em cascas” (matéria prima), uma espingarda e várias munições.

Na última ocorrência do primeiro dia da Operação em Rio Branco, um taxi foi abordado e um dos passageiros portava 9,1g de cocaína e 5,2g de skunk. Foi constatado o crime de portar drogas para consumo próprio, lavrado um Termo Circunstanciado de Ocorrência e o homem se comprometeu a comparecer em juízo quando solicitado.

Leia Também:  Cabe numa cuia: Carreata pró-Bolsonaro fracassa em Rio Branco e vira piada nas redes sociais

Além da PRF, a operação contou com a parceria de vários outros órgãos. Ministério da Agricultura e do Abastecimento (Mapa), Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), Receita Federal, Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Agência Nacional do Cinema (Ancine), Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal (Idaf), Polícia Militar do Estado de Rondônia (PMRO) – na figura de seu Batalhão Ambiental, Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental (Sedam – RO), Secretaria de Estado de Finanças (Sefin– RO), Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa– RO) e a Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz – AC).

O balanço final da ação ainda vai ser divulgado no fim do mês com os resultados das apreensões nos dois estados. Veja mais no G1 Acre

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Polícia

Mais um é preso escondido em uma casa, suspeito de torturar jovem em cemitério, em Cruzeiro do Sul

Publicados

em

Valdenis Marinho morreu em um hospital da cidade no dia seguinte ao crime. No dia 28 de abril, Polícia Civil prendeu dois suspeitos de participação no homicídio – Foto: Polícia Civil

Um terceiro suspeito de sequestrar, torturar e matar Valdenis do Nascimento Marinho, de 18 anos, foi preso nesta sexta-feira (13) em Cruzeiro do Sul. Marinho morreu no início do mês de abril em um hospital da cidade após ser encontrado ferido dentro do Cemitério São João Batista.

No dia 28 do mesmo mês, a Polícia Civil prendeu os primeiros suspeitos de praticar o crime. O motivo das agressões seria porque Marinho, que era usuário de drogas, teria furtado entorpecentes de membros de uma facção criminosa.

As investigações continuaram após a prisão da dupla e, nesta sexta, a Polícia Civil prendeu um rapaz, de 27 anos, escondido em uma casa no bairro Várzea.

Logo após o crime, a Polícia Civil chegou a divulgar que Marinho não era de facção, mas era usuário de drogas. Os pais dele que procuraram a polícia para denunciar o caso após a morte. As informações é do portal G1 Acre

Leia Também:  Após denúncia anônima, Polícia Militar apreende armas de fogo e drogas em Manoel Urbano

Suspeito foi preso nesta sexta-feira (13) no bairro Várzea, em Cruzeiro do Sul – Foto: Polícia Civil

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA