RIO BRANCO

Polícia

Mulher é mantida em cárcere privado por 20 anos

Marido foi preso em Campo Grande por policiais militares

Publicados

Polícia

Marido foi preso em Campo Grande por policiais militares

dsc_0141_1A Polícia Civil investiga o caso em que um homem, de 58 anos, mantinha sua esposa em cárcere privado há pelo menos 20 anos na casa em que eles moram no bairro Aero Rancho, região sul de Campo Grande. Ele foi preso, em flagrante, na quarta-feira (18).

Após denúncia de vizinhos, policiais militares foram à residência por volta das 9h (de MS) de quarta, quando encontraram a mulher, de 44 anos, e os quatro filhos. O suspeito, que é servente de pedreiro, não estava em casa. Os policiais, então, esconderam-se no local e conseguir prendê-lo por volta das 11h.

A prisão ganhou aplausos da vizinhança, que conhecia o caso, mas não denunciava por medo, segundo a Polícia Civil. A mulher e os filhos prestaram depoimento e relataram o caso. Ainda conforme a polícia, a esposa era agredida fisicamente e apresentava hematomas, além de dentes quebrados por conta da violência.

As condições da residência também chamaram atenção da polícia. Os muros da casa têm mais de dois metros de altura e o portão não possibilita visão para a rua. O imóvel não possui banheiro adequado, nem chuveiro ou vaso sanitário. Estas condições já haviam sido denunciadas por uma agente de saúde.

Leia Também:  PC de Mâncio Lima faz a maior apreensão de drogas em 5 anos

A agressão mais recente, sofrida pela vítima, conforme a delegada Rosely Molina, titular da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam), ocorreu porque a mulher resolveu aceitar pães de uma vizinha. “É deplorável, assustador. Ele era o senhor absoluto da família. Em anos de polícia, nunca vi um caso como este de agressão moral e física”, afirma.

As crianças, de 9 e 13 anos, frequentavam apenas a escola. Um menino de 5 anos só ficava em casa por conta de não ter idade escolar e um adolescente, de 15, não estudava porque o pai não permitia, informou a delegada.

Por conta da vida restrita, Rosely conta que, no caminho para a delegacia, as crianças se mostraram impressionadas ao verem os prédios na região central da cidade.

Em depoimento à polícia, o marido disse que manter a família em casa era uma medida para protegê-los da criminalidade e da violência do bairro, além de não querer ver seus filhos “envolvidos com coisa ruim”. A delegada conta ainda que ele negou as agressões e disse que os ferimentos da mulher foram motivados por um tombo.

Leia Também:  Hilux dirigida por adolescente capota após bater em Gol

Para a delegada, a situação de restrição de liberdade ocorria por conta de um desejo de dominação e autoafirmação do homem. A mulher e as crianças foram encaminhadas a um abrigo na cidade. Já o suspeito vai responder por cárcere privado, lesão corporal e ameaça, que fazia ao afirmar que a vítima não poderia tentar sair da residência.

Fonte-G1

COMENTE ABAIXO:

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Polícia

Homem conhecido por Sombra é preso enquanto carregava corpo com pernas decepadas em barco pelo Rio Môa

Publicados

em

Homem é flagrado enquanto carregava corpo de vítima torturada em barco na zona rural do AC – Foto: Arquivo

Claudinei Sombra dos Santos, de 19 anos, foi flagrado enquanto carregava o corpo de um homem dentro de um barco pelo Rio Môa, na zona rural do município de Mâncio Lima. A vítima, que ainda não foi identificada, foi morta com tiros e teve as pernas decepadas. O corpo segue no Instituto Médico Legal (IML) em Cruzeiro do Sul.

Segundo o portal G1 Acre, o suspeito descia de barco pelo rio saindo da comunidade Timbaúba em direção a Mâncio Lima, quando passou pela base do Exército na comunidade São Salvador. Foi então que os militares fizeram uma abordagem e perceberam que ele estava muito nervoso e, ao verificarem o barco, encontraram o corpo da vítima.

A polícia foi acionada e foram enviadas duas equipes – uma da Polícia Civil e outra da Polícia Militar – para fazer o translado do corpo e a condução do preso. O local onde o suspeito foi flagrado fica a cerca de 10 horas de barco da cidade de Mâncio Lima e ele foi preso nesse domingo (16).

Leia Também:  Hilux dirigida por adolescente capota após bater em Gol

Conforme o delegado responsável pelas investigações, José Obetaneo do Santos, a motivação do crime ainda está sendo apurada.

“Vamos concluir o flagrante e verificar qual foi a verdadeira motivação desse crime. Na conversa preliminar com o acusado, ele apenas disse que se desentendeu com esse homem e que não o conhecia e que por conta desse desentendimento veio o dolo de matar e ele matou. O médico legista disse que ele foi alvejado por disparo arma de fogo e teve as pernas decepadas. A vítima foi torturada”, disse o delegado.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA