RIO BRANCO

Polícia

Médico que já atuou na Maternidade de Cruzeiro do Sul é preso em RO

O homem é suspeito de ter cometido abusos sexuais em mais três estados. A Polícia Civil garante que deve encerrar o inquérito até o dia 1º de abril.

Publicados

Polícia

O homem é suspeito de ter cometido abusos sexuais em mais três estados. A Polícia Civil garante que deve encerrar o inquérito até o dia 1º de abril.

preso medico

A Polícia Civil de Rondônia está apurando indícios de supostos abusos sexuais cometidos pelo médico Pedro Augusto Ramos da Silva, de 57 anos, durante exames ginecológicos em mais três estados. Segundo o delegado Rodrigo Camargo, há possibilidade que ele tenha praticado crimes da mesma natureza no Acre, Amazonas e Mato Grosso antes de mudar-se para Ariquemes (RO). Ao todo no município, 13 mulheres denunciaram o ginecologista que está preso desde o dia 2 de março.

O delegado alega que ofícios solicitando informações foram enviados para os três estados. Conforme Camargo, no Amazonas há quatro registros de ocorrências contra o médico e neles constam que as pacientes também relataram que sofreram abuso sexual durante exame ginecológico. “Esses indícios foram obtidos informalmente, mas já enviamos ofícios para os estados solicitando documentação sobre os casos”, afirma.

O titular da Delegacia da Mulher de Ariquemes esclarece ainda que os antecedentes em outros estados não vão servir para a análise dos casos em Rondônia, já que, segundo ele, são situações diferentes, mas reitera que servirão para demonstrar os precedentes do investigado. “O judiciário deve instruir a investigação com documentos que possibilite o magistrado averiguar quais são os antecedentes do suspeito e o juiz deve levar essas provas adicionais em consideração caso venha condená-lo”, explana Camargo.

Leia Também:  PRF apreende foragido em ônibus que viajava para Porto Velho

A Polícia Civil garante que deve encerrar o inquérito até o dia 1º de abril e relatar o caso para o Ministério Público de Rondônia (MP-RO), que deve avaliar se denúncia ou não o médico. Rodrigo explica que seja comprovado o abuso sexual, o profissional deve responder por estupro de vulnerável.

Procurado pelo G1, o advogado do médico Márcio Gomes disse que a defesa deve se manifestar sobre as acusações somente após a conclusão do inquérito policial. Ele acrescenta que fez, nesta quinta-feira (12), o pedido de habeas corpus no Tribunal de Justiça de Rondônia (TJ-RO), pra que o cliente responda o processo em liberdade.

O caso

Os supostos abusos cometidos pelo médico Pedro Augusto começaram a surgir em Ariquemes desde o dia 26 de fevereiro após a denúncia à Polícia Civil de uma paciente de 22 anos. Ela contou que o crime aconteceu durante um exame ginecológico realizado no dia 25 de fevereiro. Depois do primeiro depoimento da jovem, mais três mulheres procuraram a delegacia e acusaram o médico.

Com as denuncias, a prisão preventiva foi concedida pelo judiciário e o médico foi preso no dia 2 de março. Por conta do anúncio da prisão do profissional, outras nove mulheres o denunciaram por abuso, somando 13 registros. “São mulheres que não se conhecem, de faixa etária, condições financeiras e níveis de escolaridade diferentes. Todas elas descreveram a mesma situação. Isso de certa forma reforça os indícios de autoria”, afirma Camargo.

A primeira vítima que denunciou o médico contou ao G1 que foi abusada durante o exame ginecológico realizado num hospital particular do município. “Ele fez o ultrassom abdominal do útero e depois iniciou o exame. Notei que o procedimento estava demorando mais do que normal e forcei a coluna para me levantar. Foi quando vi as vestes dele abaixadas e o órgão genital ereto. Disse a ele que estava abusando de mim e ele falou que não e que era coisa da minha cabeça”, relatou.

Leia Também:  Em Boca do Acre Jovem é morto a terçadadas na Estrada do Monte

Pacientes serão ouvidas

No última terça-feira (10), a Polícia Civil cumpriu mandado de busca e apreensão na casa do médico em Ariquemes. Um computador com informações de prontuários de pacientes atendidas pelo profissional foi apreendido.

O delegado explica que das 13 pacientes, quatro delas não tinha comprovante de que haviam realizado uma consulta com o investigado, por isso, o arquivo digital será analisado. Ao todo 200 pacientes devem ser ouvidas durante o inquérito.

Conselho de Medicina

O vice-presidente do Conselho Regional de Medicina do Estado de Rondônia (Cremero), Cleiton Bach, afirma que o conselho ficou sabendo do caso por meio da imprensa e que a entidade instaurou uma sindicância interna para investigar. Bach destaca que será dada a oportunidade de ampla defesa ao profissional, mas que, caso seja comprovado o crime, entre as punições previstas, o médico pode ter o diploma cassado.

Segundo o Cremero, o médico possui registro em Rondônia há seis meses e o profissional é registrado em outros nove estados.

Com informações do site G1 / RO

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Polícia

Homem é preso em flagrante quando tentava matar sua esposa e por ameaça a moradores na zona rural de Sena Madureira

Publicados

em

Homem que tentava matar a mulher e ameaçava moradores é preso no interior do Acre – Foto: Asscom/PM-AC

Um homem foi preso em flagrante no domingo (24) quando tentava matar a mulher dele e ainda ameaçava moradores na área rural de Sena Madureira, no interior do Acre. Com ele, foi apreendida uma espingarda com munições.

Os policiais foram acionados para atender a ocorrência no KM 16 da BR-364, sentido Sena Madureira a Manoel Urbano, exatamente no Ramal Santa Inês.

Além das armas e munições, também foram encontrados restos de animais silvestres, inclusive couro de onça em formatos de tapetes. O homem foi preso e levado para a delegacia de Sena Madureira.

O delegado Leonardo Meyohas Neves disse que o homem segue preso em flagrante, à disposição da Justiça e que foi pedida também uma medida protetiva à vítima. Do G1 Acre

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Vereadora Neiva Badotti – “Não me manda recado, mais! Este tipo de recado é de quem deve, é de quem está com medo, eu vou continuar fiscalizando, denunciando doa a quem doer. Eu tenho certeza que essas denuncias não vão passar despercebidas, eu confio plenamente no Poder Judiciário na Policia Federal que não vão usar dois pesos e duas medidas para ninguém. Ninguém está acima da Lei, nem a senhora prefeita, nem o Governo do Estado e nem o presidente da República interfere na PF, não me mande mais recado!!”, concluiu a parlamentar.

Leia Também:  Dois Homens são presos com 14 kg de drogas na BR-364, em Sena Madureira

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Página do Instagram 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA