RIO BRANCO

Polícia

‘Matei um irmão’, diz suspeito de homicídio em Rodrigues Alves

Isaac foi preso e alegou que agiu em legítima. Na época do crime, Silva chegou a se apresentar na delegacia, mas foi liberado.

Publicados

Polícia

Isaac foi preso e alegou que agiu em legítima. Na época do crime, Silva chegou a se apresentar na delegacia, mas foi liberado.

Réu confesso por ter matado Antônio de Jesus da Silva com um tiro no peito, no dia 23 de abril na zona rural de Rodrigues Alves, Isaac Martins da Silva, de 27 anos, foi preso e alegou que agiu em legítima defesa porque a vítima estaria o ameaçando de morte. 

Em seguida, Silva mudou de endereço e passou a ser procurado pela polícia. Preso, o suspeito lamentou o crime e alegou que ele e a vítima haviam sido criados como irmãos.

O suspeito afirma que o crime foi em legítima defesa, já que a vítima o teria ameaçado depois de ser amarrada para que não incendiasse a casa da mãe. “Matei um irmão porque fomos criados juntos. Matei ele para me defender, pois ele disse que ia matar quem o havia amarrado”, alega.

O suspeito conta ainda que no dia do crime saía de um culto evangélico quando encontrou a vítima.

Leia Também:  GIRO prende dois em Brasiléia com cocaína e maconha

“Ele disse que ia me matar, corri peguei a espingarda de meu tio e quando cheguei entre a igreja e a escola ele veio com uma faca para cima de mim e tive que atirar. Ele jogou a faca em mim três vezes. Depois dei umas coronhadas no rosto dele para saber se ele estava vivo. Se o deixasse vivo, ele vinha me matar”, afirma.

Sobre o motivo de ter mudado de endereço após o crime, ele diz que temia represálias. “Fui para a região do Rio Moa, pois a família dele podia querer se vingar. Me arrependo do que fiz. Não era para isso ter acontecido”, finaliza.

Apesar das alegações, porém, segundo a Polícia Civil, o homem deve ser indiciado por homicídio qualificado, quando há intenção de matar. Ele ainda deve aguardar pelo julgamento no presídio Manoel Nery da Silva, em Cruzeiro do Sul.

suspeito de homicídio na zona rural de Rodrigues Alves

Fonte: ecosdanoticia

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Polícia

Homem conhecido por Sombra é preso enquanto carregava corpo com pernas decepadas em barco pelo Rio Môa

Publicados

em

Homem é flagrado enquanto carregava corpo de vítima torturada em barco na zona rural do AC – Foto: Arquivo

Claudinei Sombra dos Santos, de 19 anos, foi flagrado enquanto carregava o corpo de um homem dentro de um barco pelo Rio Môa, na zona rural do município de Mâncio Lima. A vítima, que ainda não foi identificada, foi morta com tiros e teve as pernas decepadas. O corpo segue no Instituto Médico Legal (IML) em Cruzeiro do Sul.

Segundo o portal G1 Acre, o suspeito descia de barco pelo rio saindo da comunidade Timbaúba em direção a Mâncio Lima, quando passou pela base do Exército na comunidade São Salvador. Foi então que os militares fizeram uma abordagem e perceberam que ele estava muito nervoso e, ao verificarem o barco, encontraram o corpo da vítima.

A polícia foi acionada e foram enviadas duas equipes – uma da Polícia Civil e outra da Polícia Militar – para fazer o translado do corpo e a condução do preso. O local onde o suspeito foi flagrado fica a cerca de 10 horas de barco da cidade de Mâncio Lima e ele foi preso nesse domingo (16).

Leia Também:  Cantor Leonardo é preso no aeroporto JK com cartuchos de munição calibre 22

Conforme o delegado responsável pelas investigações, José Obetaneo do Santos, a motivação do crime ainda está sendo apurada.

“Vamos concluir o flagrante e verificar qual foi a verdadeira motivação desse crime. Na conversa preliminar com o acusado, ele apenas disse que se desentendeu com esse homem e que não o conhecia e que por conta desse desentendimento veio o dolo de matar e ele matou. O médico legista disse que ele foi alvejado por disparo arma de fogo e teve as pernas decepadas. A vítima foi torturada”, disse o delegado.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA