Polícia

Jovem é preso suspeito de viver maritalmente com adolescente de 12 anos em Marechal Thaumaturgo

Publicados

Polícia

Suspeito foi preso pela Polícia Civil por estupro de vulnerável – Foto: Arquivo/Polícia Civil

A Polícia Civil prendeu um homem, de 20 anos, suspeito de estupro de vulnerável em Marechal Thaumaturgo. Segundo as investigações, o rapaz estava vivendo maritalmente com uma adolescente de 12 anos desde janeiro deste ano na Comunidade São João, zona rural do município.

A prisão ocorreu nessa sexta-feira (27) e o suspeito foi levado para a Delegacia da Mulher de Cruzeiro do Sul. O delegado Heverton Carvalho, que atendeu o caso, disse que a polícia soube do crime após uma denúncia do Conselho Tutelar do município.

“Mais um episódio triste em Marechal Thaumaturgo, uma criança de 12 anos vítima de estupro e estava convivendo com o cidadão desde janeiro deste ano. Assim que a Polícia Civil tomou conhecimento do fato, por intermédio do Conselho Tutelar, prendeu em flagrante esse indivíduo que será colocado à disposição do Poder Judiciário”, confirmou.

Carvalho falou que as investigações estão no início e ainda não se sabe se a família da vítima tinha conhecimento do crime. A menina foi encaminhada para a rede de apoio e proteção para receber ajuda psicológica, assistencial e médica.

Leia Também:  Dupla é capturada com arma de fogo no 2° distrito de Rio Branco

“Fato é que estava em uma situação de vulnerabilidade e ter ou não o consentimento da família pouco importa, considerando que se trata de uma criança e há uma presunção de vulnerabilidade de natureza absoluta. Se tem conhecimento da família, se ela teve relações anteriores, para a Polícia Civil e o Poder Judiciário não importa uma vez que há um estupro de vulnerável e a criança se encontra ali sujeita a essas condições e obrigada a entrar em uma vida adulta muito nova”, explicou.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Polícia

Homem é morto e mulher ferida por dupla encapuzada na região do Caquetá, em Porto Acre

Publicados

em

Antônio André de Araújo, de 41 anos, foi morto ao ser alvejado com vários disparos de arma de fogo. O crime ocorreu no Ramal Santa Bárbara, região do Caquetá, em Porto Acre. Uma mulher ficou ferida no braço, mas sem gravidade.

A Polícia Militar foi acionada no sábado (30) para atender a ocorrência e, ao chegar no local, encontraram duas mulheres, que disseram ter passado a noite com Araújo e de outro homem e que eles estavam armados e teriam agredindo-as fisicamente.

Já na manhã de sábado, apareceram duas pessoas encapuzadas e armadas com pistolas e começaram a atirar contra elas e os dois homens.

Foi quando a vítima foi alvejada com vários tiros e não resistiu. O outro homem conseguiu fugir e não foi localizado. Uma das mulheres chegou a ser ferida no braço, foi encaminhada ao Pronto Socorro de Rio Branco, recebeu atendimento e liberada depois, segundo informações da polícia.

As mulheres escaparam com vida porque fugiram e se esconderam em outra propriedade. Ainda segundo informaram à polícia, a dupla encapuzada levou as armas e celulares de todos que estavam na casa.

Leia Também:  Dupla é capturada com arma de fogo no 2° distrito de Rio Branco

A Perícia e Instituo Médico Legal (IML) estiveram no local e fizeram os procedimentos de praxe.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA