Polícia

Indígena que atirou na cabeça de homem durante assalto, é preso com droga em Rio Branco

Publicados

Polícia

O suspeito de atirar na cabeça de Márcio Urzedo Souza, de 37 anos, durante um assalto no Calçadão da Benjamin Constant, no Centro de Rio Branco, foi preso pela Polícia Civil. A tentativa de latrocínio ocorreu no último dia 11 de novembro.

A vítima passou por uma neurocirurgia no pronto-socorro de Rio Branco e, segundo a polícia, permanece internada na unidade. Souza chegou a lutar com um dos criminosos antes de ser atingido pelo disparo.

Conforme a polícia, Natalino Gonçalves da Silva Apurinã, de 19 anos, foi preso em flagrante por tráfico de drogas no Mercado Aziz Abucater, no Centro da capital. Na delegacia, ele acabou confessando a participação na tentativa de latrocínio.

O delegado da Delegacia de Combate a Roubos e Extorsões (Dcore), Leonardo Santa Bárbara, informou que o suspeito já estava identificado, mas não tinha sido localizado pela polícia. O comparsa dele também já foi identificado, mas está foragido.

“Como ele levou a bolsa e não levou o dinheiro da vítima, agora ele precisou de dinheiro novamente e resolveu traficar. Foi quando ele foi preso nesse camelódromo vendendo drogas. Ele confessou o crime, disse que não tinha intenção de atirar, que viu o rapaz contando o dinheiro, chamou o comparsa e, como ele reagiu, acabou atirando”, disse o delegado.

Leia Também:  Mais de 400 quilos de entorpecentes são incinerados no Acre

Com o suspeito, a polícia encontrou drogas e pouco mais de R$ 100 em dinheiro. Segundo o delegado, ele foi preso em flagrante por tráfico de drogas e teve a prisão convertida para preventiva.

Apurinã, que já tem passagem pelo sistema prisional por prática de roubo e receptação, foi levado para o presídio de Rio Branco.

“Quanto à tentativa de latrocínio, segue as investigações até a gente prender o comparsa dele, que também já foi identificado. A vítima continua internada, está falando normal, está bem melhor. Ele, inclusive, reconheceu o suspeito por fotos”, concluiu o delegado. Do G1 Acre

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Polícia

Homem é morto e mulher ferida por dupla encapuzada na região do Caquetá, em Porto Acre

Publicados

em

Antônio André de Araújo, de 41 anos, foi morto ao ser alvejado com vários disparos de arma de fogo. O crime ocorreu no Ramal Santa Bárbara, região do Caquetá, em Porto Acre. Uma mulher ficou ferida no braço, mas sem gravidade.

A Polícia Militar foi acionada no sábado (30) para atender a ocorrência e, ao chegar no local, encontraram duas mulheres, que disseram ter passado a noite com Araújo e de outro homem e que eles estavam armados e teriam agredindo-as fisicamente.

Já na manhã de sábado, apareceram duas pessoas encapuzadas e armadas com pistolas e começaram a atirar contra elas e os dois homens.

Foi quando a vítima foi alvejada com vários tiros e não resistiu. O outro homem conseguiu fugir e não foi localizado. Uma das mulheres chegou a ser ferida no braço, foi encaminhada ao Pronto Socorro de Rio Branco, recebeu atendimento e liberada depois, segundo informações da polícia.

As mulheres escaparam com vida porque fugiram e se esconderam em outra propriedade. Ainda segundo informaram à polícia, a dupla encapuzada levou as armas e celulares de todos que estavam na casa.

Leia Também:  Homem é condenado a 18 anos por estuprar filha em Sena Madureira

A Perícia e Instituo Médico Legal (IML) estiveram no local e fizeram os procedimentos de praxe.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA