Polícia

Homem contratado para trabalhar em fazenda é preso pela Policia Civil suspeito de estuprar dona da propriedade

Publicados

Polícia

Suspeito foi preso por equipes da Polícia Civil nessa terça-feira (21) – Foto: Arquivo/Polícia Civil

A Polícia Civil de Cruzeiro do Sul cumpriu um mandado de prisão, nessa terça-feira (21), contra um homem, de 39 anos, suspeito de abusar de uma mulher na zona rural da cidade. Segundo as investigações, o suspeito foi contratado para trabalhar em uma fazenda da zona rural e teria estuprado a dona da propriedade.

O crime ocorreu há cerca de dois meses no Ramal Samaúma. Durante esse período, a polícia ouviu a vítima, o suspeito e alguns moradores do local. A Justiça determinou a prisão preventiva do suspeito após as investigações.

“É um casal da zona rural e esse cara estava prestando serviço na casa deles. Já conhecia ela, e no momento em que estava sozinho com ela na propriedade ela falou que ele a jogou no chão, tentou abusar dela. Algumas pessoas viram e ele saiu”, contou o delegado Rômulo Carvalho, responsável pelo caso.

Carvalho falou que não houve conjunção carnal, mas que o suspeito apalpou as partes íntimas da vítima. Segundo a polícia, o suspeito negou que tenha apalpado a vítima, mas confirmou que a derrubou.

“Para ter estupro, não precisa ter conjunção carnal. Ele veio, deu a versão dele, a vítima foi ouvida também. Depois que o interroguei achei que era um risco ficar solto e próximo dela. A versão dele é no sentido de que ela dava ‘bola’ para ele. Talvez tenha confundido, ela tratava ele bem”, afirmou. Aline Nascimento, G1 Acre

Leia Também:  Veja o Video: Acidente grave na BR 364 deixa dois mortos e um ferido

Suspeito foi preso por equipes da Polícia Civil nessa terça-feira (21) – Foto: Arquivo/Polícia Civil

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Polícia

Operação Narco Brasil 2022, deflagrada em Feijó, Tarauacá e Rio Branco, prende investigados por tráfico de drogas

Publicados

em

Operação Narco Brasil 2022 cumpriu mandado judiciais em Rio Branco, Tarauacá e Feijó — Foto: Arquivo/Polícia Civil

Duas pessoas foram presas nesta quarta-feira (29) durante a Operação Narco Brasil 2022 deflagrada em Feijó e Tarauacá, cidades do interior do Acre, e na capital acreana, Rio Branco. Os presos, de 20 e 25 anos, são investigados por terem envolvimento com uma carga de 25 quilos de maconha apreendida em janeiro na Rodoviária Internacional de Rio Branco.

Na ação, policiais da Delegacia de Repressão ao Narcotráfico (Denarc) e das delegacias locais, cumpriram oito mandados judiciais, sendo: dois de busca em Rio Branco, três de busca em Feijó, um em Tarauacá e dois mandados de prisão.

O investigado de 20 anos foi preso em Tarauacá e o de 25 anos em Feijó. O nome da operação é em alusão ao Dia Internacional Contra o Abuso e Tráfico Ilícito de Drogas, celebrado o último dia 26.

Apreensão de maconha

No dia 14 de janeiro deste ano, um jovem de 23 anos foi preso na Rodoviária de Rio Branco com 25 quilos de maconha que estavam escondidos dentro de uma mala.

Leia Também:  Em Porto Acre, Polícia Militar recupera motocicleta roubada na divisa da Fazenda Iracema

A prisão ocorreu por meio da Delegacia de Repressão ao Narcotráfico (Denarc) que levantou informações de que o jovem estava no ônibus que havia saído de Rondônia. Os policiais, ao fazerem buscas com a companhia de cães, acabaram localizando a droga.

Logo em seguida, foi identificado de quem era o entorpecente e o jovem preso em flagrante. Ainda conforme as informações da polícia, a droga seria levada para a cidade de Feijó, no interior do Acre. Com informações do G1 Acre.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA