Polícia

Guerra entre facções deixa jovem morta e adolescente ferido durante tiroteio em Sena Madureira

Publicados

Polícia

Kailane Ferreira Liberalino, de 18 anos, morreu após ser atingida por disparos de arma de fogo — Foto: Arquivo pessoal

Uma “guerra” entre facções criminosas causou momentos de terror, nessa quarta-feira (23), nos moradores de Sena Madureira, no interior do Acre. Foram registrados vários tiroteios pelos bairros da cidade e uma jovem acabou morta e um adolescente ferido.

A jovem Kailane Ferreira Liberalino, de 18 anos, estava perto de casa, no Bairro Cafezal, quando foi alvejada por disparos de arma de fogo. Ela chegou a ser socorrida por uma equipe do Corpo de Bombeiros e levada ao hospital da cidade, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

A mãe da jovem não soube informar à polícia as características dos autores, porque, segundo ela, estava dentro de casa no momento do ataque.

O delegado da cidade, Marcos Frank, disse que Kaliane não teria ligação com organizações criminosas. Segundo ele, a suspeita é que o crime tenha sido uma retaliação, porque horas antes um adolescente tinha sido ferido a tiros na praça do Ana Vieira.

Leia Também:  IAPEN suspende visitas nos presídios do Acre para evitar violência entre detentos e servidores

O rapaz, de 16 anos, ficou ferido com tiros na região da cabeça, perna, nádega e testículo e foi transferido em estado grave para o pronto-socorro de Rio Branco.

“Mais cedo uma das facções divulgou um comunicado dizendo que a guerra ia continuar contra integrantes de organizações rivais. Durante a noite, houve essa tentativa de homicídio contra o adolescente, logo em seguida houve, pelo menos, mais dois ataques e tiroteios em outros bairros da cidade e depois disso essa moça foi alvejada. A gente acredita que foi uma retaliação à tentativa de homicídio do adolescente”, disse o delegado.

O corpo da jovem foi levado ao Instituto Médico Legal (IML) de Rio Branco para os devidos procedimentos. A Polícia Militar chegou a fazer buscas, mas ninguém foi preso. Com informações do G1 Acre.

E Veja Também no 3 de Julho – Acre 24 Horas

Veja o Vídeo Abaixo: Em apoio às reivindicações dos servidores da Educação, Saúde e Segurança do Estado. Leo de Brito anunciou que entrou com uma ação popular, na Justiça Federal, para que o governador Gladson Cameli restitua aos cofres públicos os R$ 800 milhões que a Polícia Federal, por meio da Operação Ptolomeu, apontou que foram desviados. 

Leia Também:  Assassino que estuprou e matou menino de 9 anos pega pena de morte

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter: 3 de Julho Notícias

Youtube: 3 de Julho Notícias Vídeos

Página: Facebook 3 de Julho Notíci

Portal: 3dejulho.com.br Rio de Janeiro

Página do Instagram: 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Polícia

Duas mulheres são presas ao tentar entrar em presídios com trouxinhas de maconha nas partes íntimas

Publicados

em

Policiais penais acharam trouxinhas de maconha durante revista – Foto: Arquivo/Iapen-AC

Duas mulheres foram presas em flagrante ao tentar entrar com droga nas unidades penitenciárias Moacir Prado, em Tarauacá, e Evaristo de Moraes, em Sena Madureira, ambas no interior do Acre. As prisões ocorreram no domingo (22) durante visita dos familiares aos detentos.

As suspeitas esconderam o entorpecente nas partes íntimas. O Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen-AC) divulgou as prisões.

O primeiro flagrante ocorreu em Tarauacá. A visitante estava com 31 trouxinhas de maconha e papel para cigarro escondidos em preservativos. O material foi descoberto quando a mulher passou no scanner corporal e os policiais perceberam um volume anormal nas partes íntimas dela.

Já em Sena Madureira, os policiais receberam uma denúncia informando sobre o crime. A equipe questionou a visitante se as informações procediam, ela negou em um primeiro momento, mas depois acabou confessando o crime.

Durante a revista foram achadas 21 trouxinhas de maconha dentro de um preservativo. Segundo o Iapen-AC, a suspeita confessou que levaria o material para o marido vender dentro do presídio.

Leia Também:  Desmatamento na Amazônia entre janeiro e novembro atinge pior marca e ultrapassa 10 mil km²

As duas suspeitas foram levadas para as delegacias das cidades, juntamente com os presos que iriam receber a visita. Veja mais no G1 Acre 

Suspeitas carregavam drogas dentro de preservativos – Foto: Arquivo/Iapen-AC

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA