Polícia

Exclusivo: Brasileiro e extorquido por policia na Bolívia

Brasileiro foi extorquido na bolivia por policiais

Publicados

Polícia

Brasileiro foi extorquido na bolivia por policiais 

Por Helizardo Guerra

bolivia

Brasileiro passa por constrangimento na fronteira de Brasiléia com a Bolívia, desta vez a vitima foi o Senhor Valdinaldo da Silva Castro Filho Brasileiro residente a Rua: Francisco Alves de Moraes, bairro Samauma/ Brasiléia, foi registrado no 10º Batalhão da Policia Militar de Brasiléia um B.O, segundo a vitima no dia 26 de Dezembro de 2013 foi até a cidade de Cobija fazer compras, pilotando uma motocicleta de procedência Boliviana e placa Boliviana e, ao retornar para Brasiléia, ao chegar ao sinal de ponte Wilson Pinheiro, ainda território Boliviano, foi parado por cerca de três policiais Bolivianos, dois com farda preta e outro com uma cor que declara não conhecer exatamente mais eram policiais, os mesmos policiais Bolivianos solicitaram a documentação da vitima mas, ao verificarem a documentação pediram a autorização do mesmo para pilotar o veiculo Boliviano; que o declarante não conhecia tal documento, pois sempre pilotou motos em Cobija e no Brasil também sem a necessidade de tal documento. Porém os policiais Bolivianos insistiram na necessidade do documento, caso contrário disseram que era necessário que Valdinaldo pagasse uma multa, caso não pagasse iria ser levado ao escritório de transito e que lá iria pagar cerca de 300 Bolivianos e que poderia ser pior, já insinuando que seria melhor pagar e negociar ali mesmo Valdinaldo achou melhor tirar o único dinheiro que tinha R$: 20,00 vinte reais e oferecer aos policiais, mas os policiais queriam mais dinheiro e a vitima de extorsão não tinha mais. Mesmo sendo “pouco” receberam o dinheiro e liberaram alegando que desta vez iam liberá-lo, mas da próxima iriam levá-lo ao setor de transito de Cobija.

Leia Também:  Polícia Militar detém trio e apreende drogas no bairro Aroeira na capital

O jovem que mora na região de fronteira esta preocupado agora com a denuncia, o que eu posso fazer será que vai ficar por isso mesmo. Espero que as autoridades tomem uma providencia neste caso para não acontecer com outros brasileiros e ficar por isso mesmo desabafou o Valdinaldo.

FONTE= De Frente Com A Notícia

COMENTE ABAIXO:

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Polícia

Mais um é preso escondido em uma casa, suspeito de torturar jovem em cemitério, em Cruzeiro do Sul

Publicados

em

Valdenis Marinho morreu em um hospital da cidade no dia seguinte ao crime. No dia 28 de abril, Polícia Civil prendeu dois suspeitos de participação no homicídio – Foto: Polícia Civil

Um terceiro suspeito de sequestrar, torturar e matar Valdenis do Nascimento Marinho, de 18 anos, foi preso nesta sexta-feira (13) em Cruzeiro do Sul. Marinho morreu no início do mês de abril em um hospital da cidade após ser encontrado ferido dentro do Cemitério São João Batista.

No dia 28 do mesmo mês, a Polícia Civil prendeu os primeiros suspeitos de praticar o crime. O motivo das agressões seria porque Marinho, que era usuário de drogas, teria furtado entorpecentes de membros de uma facção criminosa.

As investigações continuaram após a prisão da dupla e, nesta sexta, a Polícia Civil prendeu um rapaz, de 27 anos, escondido em uma casa no bairro Várzea.

Logo após o crime, a Polícia Civil chegou a divulgar que Marinho não era de facção, mas era usuário de drogas. Os pais dele que procuraram a polícia para denunciar o caso após a morte. As informações é do portal G1 Acre

Leia Também:  Na capital diarista é morto a tiros e facadas enquanto dormia em casa

Suspeito foi preso nesta sexta-feira (13) no bairro Várzea, em Cruzeiro do Sul – Foto: Polícia Civil

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA