RIO BRANCO

Polícia

Enchente faz mais uma vítima por afogamento em Rio Branco

Segundo a família, jovem era deficiente mental e não sabia nadar. Corpo foi encontrado na manhã deste sábado (21), no Taquari.

Publicados

Polícia

Segundo a família, jovem era deficiente mental e não sabia nadar.  Corpo foi encontrado na manhã deste sábado (21), no Taquari.

Corpo de homem foi encontrado nesta segunda no bairro Aeroporto Velho

Corpo de homem foi encontrado nesta segunda no bairro Aeroporto Velho

Rio Acre fez mais uma vítima por afogamento na capital acreana. Raimundo Nonato Ribeiro, de 48 anos, morreu afogado na noite da última sexta-feira (20), no bairro Taquari. De acordo com informações da família, Nonato saiu de casa na noite de sexta falando que ia na outra rua do bairro, que ainda estava alagada. O corpo da vítima foi encontrado na manhã deste sábado (21) por vizinhos da família.

“Ele saiu dizendo que ia na outra rua, nós não nos preocupávamos com as saídas dele. Ele sempre sai sem problemas, todos no bairro conhecia e gostavam dele. As vezes ele só chegava onze horas da noite, então, não foi surpresa quando ele não retornou”, relembra o tio da vítima, José Pereira, de 66 anos.

Leia Também:  Homem é assassinado após discutir em partida de futebol na capital

Ainda de acordo com a família, o corpo da vítima foi encontrado por vizinhos na manhã de sábado. José conta que o sobrinho não tinha costume de tomar banho no rio por ser deficiente mental e não saber nadar.

A residência da família de Nonato foi uma das casas do bairro Taquari afetadas pela enchente histórica do Rio Acre. Além do parente, a família de José perdeu alguns dos móveis, roupas e outros objetos para a cheia que atingiu a cidade e milhares de pessoas.

“A água só tinha entrado aqui na enchente de 2012, mas foi pouco. Dessa vez, a água subiu quase no teto. Perdemos alguns guarda-roupa, cômoda, roupas e agora meu sobrinho”, lamentou.

O corpo de Raimundo Nonato foi enterrado no início da noite deste sábado.

Corpo é encontrado no Rio Acre

Moradores do bairro Aeroporto Velho encontraram o corpo de um homem boiando nas águas do Rio Acre na manhã desta segunda-feira (23), em Rio Branco. Peritos do instituto Médico Legal (IML) estiveram no local para recolher o cadáver que já estava em estado de decomposição. De acordo com o IML, não foi encontrado nenhum documento de identificação com o corpo.

Leia Também:  Bala perdida atinge e mata criança de 1 ano e 4 meses na cabeça, em Rio Branco

corpo 4

Aline Nascimento Do G1 AC

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Polícia

Durante patrulhamento de rotina, Polícia Militar cumpre três mandados de prisão em Rio Branco

Publicados

em

Por

Os policiais conseguiram constatar que haviam mandados de prisão em aberto contra os abordados / Foto: Alcinete Gadelha/G1

PMAC – Durante o serviço operacional do final de semana, de 16 e 17 outubro, a Polícia Militar do Acre (PMAC), por meio do 1º Batalhão (1º BPM) cumpriu três mandados de prisão em aberto. Os fatos ocorreram em dois bairros da região central de Rio Branco, Capoeira e Bosque.

Os três indivíduos foram presos após intensificação dos patrulhamentos nas regiões, em que os militares em patrulhamento de rotina, após abordagens aos suspeitos, conseguiram constatar que haviam mandados de prisão em aberto contra os abordados.

O primeiro, um homem de 30 anos, foi preso no bairro Capoeira. As outras duas pessoas foram presas no bairro Bosque, sendo eles um jovem de 29 anos e um homem de 49.

Os três indivíduos foram encaminhados para a sede da Delegacia de Flagrantes (Defla), onde foram adotadas todas as medidas cabíveis ao caso.

Leia Também:  Homem é assassinado após discutir em partida de futebol na capital

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Vereadora Neiva Badotti solicita do secretário de Ação Social providências sobre as crianças Haitianos que fica na ponte todo os dias pedindo dinheiro, e que o Poder Público proporcione dignidade para essas crianças. Neiva solicita também que seja encaminhado um oficio para a gerente do hospital para saber se chegou algum saco funerário doado pela prefeitura, comprado com o dinheiro do covid, e que solicita que seja agendado novamente a reunião com a secretaria de segurança pública do estado, para se tratar sobre o IML, pois a mais de 20 anos o problema se arrasta e até o momento nada foi resolvido.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Página do Instagram 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

MATO GROSSO

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA