RIO BRANCO

Polícia

Empresário é condenado a 13 anos de prisão por infectar mulheres com HIV propositalmente

Publicados

Polícia

Por Istoé – A Justiça do Rio de Janeiro condenou Renato Peixoto Leal Filho a 13 anos e 4 meses de prisão por contaminar mulheres com o vírus HIV. O constrangedor, que é soropositivo, já havia sido condenado em primeira instância em junho de 2018.

Com a decisão da Primeira Câmara Criminoso do Rio de Janeiro, Renato teve a pena aumentada. O vínculo está preso preventivamente desde julho de 2017, quando a 16ª DP (Barra da Tijuca) iniciou como investigações do caso.

Ao menos duas mulheres acusaram Renato de transmitir intencionalmente o vírus da AIDS para elas. De acordo com o Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ), o cartório da 19ª Vara Criminal, onde tramitou a ação, vai preparar a Carta de Execução de Sentença – que requisito o total da pena a que o réu foi submetido e indica o regime inicial de cumprimento – e enviar para a Vara de Execuções Penais (VEP), responsável por coordenar o andamento das penas.

Desde setembro de 2019, Renato estava em Prisão Albergue Domiciliar. A decisão da Primeira Câmara Criminal frisa que o condenado deve ser “mantido o regime inicial fechado, como fixado na sentença”. Assim, após uma conclusão dos trâmites burocráticos, Renato terá de retornar a um presídio.

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Roberto Duarte criticou o prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom pelo envio do Projeto de Lei (PL) que prevê uma diminuição do valor do transporte coletivo da capital, atualmente, no valor de R $ 4,00 para R $ 3,50. “Vão continuar alimentando como empresas de transporte coletivo de Rio Branco com o dinheiro do povo e ainda vão se vangloriar de baixar a tarifa com o dinheiro da população, é isso mesmo? Sim, porque esse dinheiro não é da prefeitura, é do contribuinte, é do povo ”, disse.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Página do Instagram 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Adolescente se envolve em briga e acaba morto com terçadada na capital

Propaganda

Polícia

Bebê de um mês é resgatada de cárcere privado após mãe denunciar agressões na polícia e pai é preso em Sena Madureira

Publicados

em

Homem deve ser indiciado por tentativa de feminicídio contra filha de um mês e por lesão corporal contra a esposa, além de ameaça – Imagem ilustrativa (Foto: Pixabay)

Uma bebê de apenas um mês de vida foi resgatada neste domingo (24) por policiais militares da cidade de Sena Madureira após sofrer tentativa de homicídio pelo próprio pai. O homem, identificado como Lucas Tavares da Silva, 24 anos, que é monitorado por tornozeleira eletrônica, foi preso em flagrante.

Conforme a Polícia Militar, a mãe da criança estava no hospital da cidade machucada após conseguir fugir de casa, onde o marido a mantinha, junto com a filha, em cárcere privado.

A mulher relatou à polícia que o marido tinha chegado em casa sob efeito de drogas e começou a agredir ela e a filha com socos, chutes e enforcamento.

Homem colocou faca no pescoço da filha e jogou bebê no chão

A equipe policial foi até o local, no Centro da cidade, e o homem disse que não iria entregar a criança, por ser sua filha. O homem então, segundo a polícia, pegou duas facas e colocou no pescoço do bebê.

Foi feita tentativa de negociação para que ele se entregasse e libertasse a criança, mas o homem acabou jogando a filha no chão. Com o impacto, a menina desmaiou. Quando o homem voltou a se aproximar da bebê com a faca na mão, os policias entraram no local e conseguiram imobilizá-lo.

Leia Também:  Operação conjunta da Polícia Civil e PM fecha ‘distribuidora’ de drogas na cidade de Xapuri

A bebê foi levada para o hospital da cidade ainda desacordada, mas no trajeto até a unidade, voltou a respirar.

Por conta do estado de saúde, ela foi transferida por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Pronto Socorro de Rio Branco. Ao g1, a direção da unidade informou que a menina passa por exames para ver se teve alguma lesão interna, que está sendo acompanhada por pediatra e não corre risco de morte.

O homem foi levado para a delegacia de Sena Madureira, junto com as duas facas usadas no crime.

A delegada Mariana Gomes, responsável pelo caso, disse que vai ouvir o homem ainda neste domingo e adiantou que ele deve ser indiciado pelos crimes de tentativa de feminicídio contra menor de 14 anos, por lesão corporal contra a mulher e também por ameaça a uma testemunha.

“A ocorrência foi apresentada pela Polícia Militar e os atendimentos cabíveis estão sendo feitos. Está sendo lavrado o flagrante dele por tentativa de feminicídio e por lesão corporal contra mulher no âmbito doméstico com relação à mãe, que também sofreu agressões. A mulher está até de resguardo ainda. Além desses dois crimes, ele vai responder por ameaça. A criança e a mãe passaram por exame de corpo delito”, disse a delegada. As Informações do G1 Acre

Leia Também:  Três jovens são mortos em tiroteio durante festa no bairro Santa Inês, região do Segundo Distrito de Rio Branco

Homem ameaçou matar filha de um mês com faca durante abordagem policial no interior do AC – Foto: Arquivo/PM-AC

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Vereadora Neiva Badotti solicita do secretário de Ação Social providências sobre as crianças Haitianos que fica na ponte todo os dias pedindo dinheiro, e que o Poder Público proporcione dignidade para essas crianças. Neiva solicita também que seja encaminhado um oficio para a gerente do hospital para saber se chegou algum saco funerário doado pela prefeitura, comprado com o dinheiro do covid, e que solicita que seja agendado novamente a reunião com a secretaria de segurança pública do estado, para se tratar sobre o IML, pois a mais de 20 anos o problema se arrasta e até o momento nada foi resolvido.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Página do Instagram 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA