RIO BRANCO

Polícia

Em Rio Branco, jovem é morto a facadas dentro de casa na frente do avô

Crime ocorreu na noite de sexta-feira (11) no bairro Montanhês. Avô contou à polícia que ele e o neto estavam dormindo quando casa foi invadida por criminosos.

Publicados

Polícia

Crime ocorreu na noite de sexta-feira (11) no bairro Montanhês. Avô contou à polícia que ele e o neto estavam dormindo quando casa foi invadida por criminosos.

O jovem Alessandro Abdno Marçal, de 19 anos, morreu depois de levar várias facadas na noite desta sexta-feira (11). O crime ocorreu na Rua da Paz, no bairro Montanhês, em Rio Branco. De acordo com a Polícia Militar (PM-AC), o rapaz foi morto na frente do avô.

Conforme as informações registradas no boletim de ocorrência, o avô da vítima contou à polícia que ele e o neto estavam dormindo quando quatro criminosos arrombaram a casa e já iniciaram as agressões contra Marçal. Uma das facadas atingiu o pescoço do rapaz, que acabou não resistindo e morrendo antes mesmo de receber atendimento médico.

Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada, mas apenas atestou o óbito. Ainda segundo relatos do avó da vítima à polícia, ele não pode fazer nada para ajudar o neto e apenas ligou para a central de emergência.

Leia Também:  Cantor Leonardo é preso no aeroporto JK com cartuchos de munição calibre 22

O coordenador da Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), delegado Cristiano Bastos, disse que a Polícia Civil não foi acionada para atender a ocorrência. “Tomamos conhecimento sobre esse caso neste sábado [12] pela manhã, então, não tenho informações ainda. Vamos iniciar agora a investigação e instaurar o inquérito polícia”, afirmou.

Fonte G1 AC

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Polícia

Homem conhecido por Sombra é preso enquanto carregava corpo com pernas decepadas em barco pelo Rio Môa

Publicados

em

Homem é flagrado enquanto carregava corpo de vítima torturada em barco na zona rural do AC – Foto: Arquivo

Claudinei Sombra dos Santos, de 19 anos, foi flagrado enquanto carregava o corpo de um homem dentro de um barco pelo Rio Môa, na zona rural do município de Mâncio Lima. A vítima, que ainda não foi identificada, foi morta com tiros e teve as pernas decepadas. O corpo segue no Instituto Médico Legal (IML) em Cruzeiro do Sul.

Segundo o portal G1 Acre, o suspeito descia de barco pelo rio saindo da comunidade Timbaúba em direção a Mâncio Lima, quando passou pela base do Exército na comunidade São Salvador. Foi então que os militares fizeram uma abordagem e perceberam que ele estava muito nervoso e, ao verificarem o barco, encontraram o corpo da vítima.

A polícia foi acionada e foram enviadas duas equipes – uma da Polícia Civil e outra da Polícia Militar – para fazer o translado do corpo e a condução do preso. O local onde o suspeito foi flagrado fica a cerca de 10 horas de barco da cidade de Mâncio Lima e ele foi preso nesse domingo (16).

Leia Também:  Gabriela Jardim de 35 anos pode ter sido morta por estrangulamento pelo Médico Marquinhos Rêgo, afirma delegada Klaudine Passos

Conforme o delegado responsável pelas investigações, José Obetaneo do Santos, a motivação do crime ainda está sendo apurada.

“Vamos concluir o flagrante e verificar qual foi a verdadeira motivação desse crime. Na conversa preliminar com o acusado, ele apenas disse que se desentendeu com esse homem e que não o conhecia e que por conta desse desentendimento veio o dolo de matar e ele matou. O médico legista disse que ele foi alvejado por disparo arma de fogo e teve as pernas decepadas. A vítima foi torturada”, disse o delegado.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA