Polícia

Consumidores denunciam mulher suspeita de vender e não entregar iPhones; prejuízo pode chegar a meio milhão

Publicados

Polícia

Polícia Civil de Cruzeiro do Sul investiga suposto golpe de venda de Iphones – Foto: Reprodução/Rede Amazônica Acre

Mais de 50 pessoas procuraram uma delegacia de Cruzeiro do Sul afirmando que caíram em golpe de venda falsa de Iphone. Algumas das vítimas procuraram uma delegacia da cidade para denunciar que fizeram o pagamento da suposta compra, mas nunca receberam o telefone e nem tiveram o dinheiro de volta.

Conforme a polícia, o aparelho era anunciado nas redes sociais com valores entre R$ 4 mil a R$ 5 mil, o cliente fazia o pagamento de parte do valor e a mulher dizia que faria a encomenda do telefone. Porém, alguns desses compradores alegam que encomenda nunca foi entregue e nem tiveram o dinheiro de volta.

Nesta sexta-feira (29), a suspeita se apresentou na delegacia com um advogado, foi ouvida e liberada em seguida. As investigações apontam que a mulher pode ter embolsado cerca de R$ 500 mil.

“Os esclarecimentos que a suspeita nos apresentou no interrogatório é que já pratica esse tipo de venda há cerca de três anos, que um ano e meio passou a ser um negócio apenas dela, ou seja, trabalhava com outra pessoa e agora trabalha sozinha. Ela recebe dos clientes e faz as encomendas. Segundo ela, essa última encomenda teve um descaminho, de cerca de 100 aparelhos, levando em conta que cada aparelho custa de R$ 4 mil a R$ 5 mil dá um montante considerado e não conseguiu fazer as entregas”, explicou o delegado que ouviu a suspeita, Lindomar Ventura.

Leia Também:  Polícia “desmonta” ponto de drogas, 6 são presos e apreendem 310 gramas de droga e 74 trouxinhas de cocaína em Rio Branco

A mulher alegou que tem entregas atrasadas há 60 dias e outras mais recentes, de dez a 12 dias. A suspeita alegou à polícia que tentou fazer acordos com os clientes, mas que a situação ganhou uma dimensão grande e perdeu o controle dos fatos.

“Segundo ela, passou a sofrer ameaças de modo que apresentou no interrogatório dela que está trabalhando em um plano para sanear essa questão, fazendo a devolução do dinheiro. Afirma não ter tido a intenção de causar prejuízos a ninguém e que apenas teve um grande prejuízo e perdeu o controle”, complementou o delegado. Veja mais no G1 Acre 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Polícia

Homem é morto e mulher ferida por dupla encapuzada na região do Caquetá, em Porto Acre

Publicados

em

Antônio André de Araújo, de 41 anos, foi morto ao ser alvejado com vários disparos de arma de fogo. O crime ocorreu no Ramal Santa Bárbara, região do Caquetá, em Porto Acre. Uma mulher ficou ferida no braço, mas sem gravidade.

A Polícia Militar foi acionada no sábado (30) para atender a ocorrência e, ao chegar no local, encontraram duas mulheres, que disseram ter passado a noite com Araújo e de outro homem e que eles estavam armados e teriam agredindo-as fisicamente.

Já na manhã de sábado, apareceram duas pessoas encapuzadas e armadas com pistolas e começaram a atirar contra elas e os dois homens.

Foi quando a vítima foi alvejada com vários tiros e não resistiu. O outro homem conseguiu fugir e não foi localizado. Uma das mulheres chegou a ser ferida no braço, foi encaminhada ao Pronto Socorro de Rio Branco, recebeu atendimento e liberada depois, segundo informações da polícia.

As mulheres escaparam com vida porque fugiram e se esconderam em outra propriedade. Ainda segundo informaram à polícia, a dupla encapuzada levou as armas e celulares de todos que estavam na casa.

Leia Também:  Cruzeiro do Sul: campanha pelo fim da violência contra mulher ganha apoio de militares do Exército

A Perícia e Instituo Médico Legal (IML) estiveram no local e fizeram os procedimentos de praxe.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA