Polícia

Compra de 34 mil sacolões pela Secretaria de Educação do Acre é alvo de operação da polícia

Publicados

Polícia

Agentes da delegacia especializada no combate a corrupção (Deccor) cumprem mandados de busca e apreensão na Secretaria de Educação na manhã desta sexta-feira, 12. Ação tem como alvo a compra de cestas básicas supostamente superfaturadas no período da pandemia de Covid-19, em 2020. 

No ano passado a Secretária de Educação comprou 34 mil cestas básicas pelo preço de R$ 94,54. O valor total supera os R$ 3,2 milhões e supostamente seria superfaturado por meio de uma dispensa de licitação em favor de uma empresa cujo o capital social é de R$ 100 mil. Esses alimentos seriam distribuídos a famílias carentes.

Além da sede da SEE, também estão sendo cumpridos mandados de busca e apreensão em sedes de empresas e residências de supostos envolvidos no esquema.

A cúpula da Polícia Civil vai conceder entrevista coletiva às 10 horas, onde fornecerá detalhes da nova operação. Por ac24horas.

Veja Abaixo Matéria Relacionada:

Polícia Militar prende homem por tráfico de entorpecentes em Senador Guiomard

E veja também no Plantão 3 de julho noticias:

Leia Também:  Gladson Cameli deve adotar toque de recolher no Acre por causa da pandemia

Veja o Vídeo: Coletiva de imprensa de Lula, sobre a recente decisão do ministro Edson Fachin, anulando o julgamento de Moro contra ele, e sobre a votação do julgamento da suspeição do ex-juiz.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo:

Inscreva-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Polícia

Mais um é preso escondido em uma casa, suspeito de torturar jovem em cemitério, em Cruzeiro do Sul

Publicados

em

Valdenis Marinho morreu em um hospital da cidade no dia seguinte ao crime. No dia 28 de abril, Polícia Civil prendeu dois suspeitos de participação no homicídio – Foto: Polícia Civil

Um terceiro suspeito de sequestrar, torturar e matar Valdenis do Nascimento Marinho, de 18 anos, foi preso nesta sexta-feira (13) em Cruzeiro do Sul. Marinho morreu no início do mês de abril em um hospital da cidade após ser encontrado ferido dentro do Cemitério São João Batista.

No dia 28 do mesmo mês, a Polícia Civil prendeu os primeiros suspeitos de praticar o crime. O motivo das agressões seria porque Marinho, que era usuário de drogas, teria furtado entorpecentes de membros de uma facção criminosa.

As investigações continuaram após a prisão da dupla e, nesta sexta, a Polícia Civil prendeu um rapaz, de 27 anos, escondido em uma casa no bairro Várzea.

Logo após o crime, a Polícia Civil chegou a divulgar que Marinho não era de facção, mas era usuário de drogas. Os pais dele que procuraram a polícia para denunciar o caso após a morte. As informações é do portal G1 Acre

Leia Também:  Em apenas um mês, prefeito Zequinha soluciona problema que afeta saúde municipal desde o ano passado

Suspeito foi preso nesta sexta-feira (13) no bairro Várzea, em Cruzeiro do Sul – Foto: Polícia Civil

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA