Polícia

Após 8 meses, suspeito de estuprar e matar mulher com 20 facadas no bairro Raimundo Melo, em Rio Branco é preso no AM

Publicados

Polícia

Após 8 meses, suspeito de estuprar e matar mulher com 20 facadas em beco no Acre é preso no AM – Foto: Arquivo/PC-AC

Após oito meses de investigações, a Polícia Civil prendeu o principal suspeito pela morte de Jacineide Ferreira de Lima, de 40 anos, ocorrida no dia 23 de novembro do ano passado em um beco no bairro Raimundo Melo, em Rio Branco. O homem, de 33 anos, foi localizado e preso nessa quinta-feira (28) na zona rural de Boca do Acre, no Amazonas.

Jacineide foi achada morta no Beco do Bambu sem a parte de baixo da roupa. Testemunhas que estavam em uma oficina próxima do local relataram à Polícia Militar, na época, que ouviram a vítima pedindo socorro e a viram correndo despida com a bermuda nas mãos para o beco. Após alguns passos, a mulher caiu e morreu.

Ela foi estuprada e morta com cerca de 20 facadas quando voltava do trabalho para casa, segundo informou a polícia.

O delegado responsável pela investigação, Leonardo Ribeiro, disse que o suspeito confessou o homicídio, mas afirmou à polícia que a relação sexual que teve com a vítima foi consensual e que ela que o segurou pelo braço e, por isso, deu as facadas contra ela.

Leia Também:  Homem e morto a tiro no bairro José Hassem em Epitaciolândia

Jacineide de Lima foi atacada quando voltava do trabalho para casa – Foto: Arquivo/PM-AC

“Desde à época do crime a equipe de investigação começou os levantamentos e há cerca de dois meses nós conseguimos a identificação do autor. Pelo que foi levantado, ele a seguiu e quando chegou próximo ao beco ele disse que foi consensual, mas teve um desentendimento e ele alega que ela segurou ele e para fugir dela, teria dado as facadas. Pelo laudo cadavérico, forma mais de 20 facadas.”

O cumprimento do mandado de prisão contra o suspeito contou com apoio da Polícia Civil do Amazonas, com a identificação do paradeiro do investigado e apoio para chegar ao local, que fica a quatro horas de viagem de lancha pelo Rio Purus. Ele foi levado para Rio Branco e colocado à disposição da Justiça.

Ainda segundo o delegado, não está descartado que o suspeito tenha praticado outros crimes contra mulheres. “No interrogatório, ele negou participação em outros homicídios. Mas, é um cara reincidente, já foi preso por estupro, cumpriu pena de 2015 a 2018. Não está descartado, as investigações continuam.” Veja mais no G1 Acre

Leia Também:  Policial penal que matou mulher com tiro na cabeça tem pedido de liberdade negado pela Justiça

Jacineide Ferreira de Lima foi morta a facadas no bairro Raimundo Melo, em Rio Branco – Foto: Reprodução
COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Polícia

Homem é morto e mulher ferida por dupla encapuzada na região do Caquetá, em Porto Acre

Publicados

em

Antônio André de Araújo, de 41 anos, foi morto ao ser alvejado com vários disparos de arma de fogo. O crime ocorreu no Ramal Santa Bárbara, região do Caquetá, em Porto Acre. Uma mulher ficou ferida no braço, mas sem gravidade.

A Polícia Militar foi acionada no sábado (30) para atender a ocorrência e, ao chegar no local, encontraram duas mulheres, que disseram ter passado a noite com Araújo e de outro homem e que eles estavam armados e teriam agredindo-as fisicamente.

Já na manhã de sábado, apareceram duas pessoas encapuzadas e armadas com pistolas e começaram a atirar contra elas e os dois homens.

Foi quando a vítima foi alvejada com vários tiros e não resistiu. O outro homem conseguiu fugir e não foi localizado. Uma das mulheres chegou a ser ferida no braço, foi encaminhada ao Pronto Socorro de Rio Branco, recebeu atendimento e liberada depois, segundo informações da polícia.

As mulheres escaparam com vida porque fugiram e se esconderam em outra propriedade. Ainda segundo informaram à polícia, a dupla encapuzada levou as armas e celulares de todos que estavam na casa.

Leia Também:  Piso nacional é algo positivo: Prefeitura de Rio Branco mantém diálogo com sindicatos sobre reforma do PCCR

A Perícia e Instituo Médico Legal (IML) estiveram no local e fizeram os procedimentos de praxe.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA