RIO BRANCO

Polícia

AC-Delegado esconde nome de indiciados por furto de milho

Delegado esconde nome de indiciados por furto de milho no Silo de Plácido de Castro

Publicados

Polícia

Delegado esconde nome de indiciados por furto de milho no Silo de Plácido de Castro

Mais ainda vai levar um tempo para a sociedade conhecer o nome dos indiciados

Mais ainda vai levar um tempo para a sociedade conhecer o nome dos indiciados

Praticamente um ano depois que sumiu 25 toneladas do Silo Graneleiro de Plácido de Castro, no Acre, continua o mistério sobre os autores do furto. Em entrevista exclusiva ao ac24horas, a única garantia dada pelo Delegado de Policia Civil que preside o inquérito, Martin Fillus, é que houve falta de fiscalização na entrada e saída do produto durante o armazenamento da safra 2012. O inquérito aberto no município de Plácido de Castro este ano foi concluído no final de semana e enviado para a Justiça.

Mais ainda vai levar um tempo para a sociedade conhecer o nome dos indiciados no caso de maior repercussão do governo Sebastião Viana após o escândalo do G7. Seguindo uma norma particular, o delegado preferiu manter em sigilo os nomes dos indiciados. A única coisa que o delegado adiantou é que duas pessoas foram indiciadas.

Leia Também:  Acidente com moto em ramal de Acrelândia deixa duas vítimas fatais

“Eu tenho uma postura de não divulgar nomes dos indiciados até que a Justiça se pronuncie sobre o recebimento ou não da enuncia”, disse Fillus.

Quando o assunto é o sumiço das 25 toneladas de milho, o alto escalão do governador Sebastião Viana não fala a mesma língua. No dia 31 de outubro depois de um longo silêncio sobre o caso, o Secretário de Policia Civil, Emylson Farias, prometeu dar nomes dos culpados.

O tropeço nas informações atinge até mesmo a base aliada do governo na Assembleia Legislativa (Aleac) onde a denuncia foi feita pelo deputado Major Rocha. O deputado da base, Luis Tchê (PDT) anunciou em pronunciamento que convidou o secretário estadual de Agricultura e Produção Familiar, Lourival Marques Filho, para dar explicações sobre o sumiço do estoque de milho.

No dia 29 de outubro, o líder do governo, deputado Astério Moreira (PEN), garantiu que o secretário ia ao parlamento esclarecer além do sumiço do milho, outras pesadas denuncias investigadas pelo Ministério Público Estadual. Tal explicação nunca aconteceu. Os produtores prejudicados procuraram a Comissão de Agricultura da Aleac e mesmo assim, Lourival permanece blindado.

Leia Também:  MP denuncia acusado de assassinar delegado de polícia em Xapuri

CPI do Milho

Semana passada o deputado Major Rocha usou a tribuna para incitar a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o sumiço das 4.600 sacas de milho. O deputado não informou se já conseguiu as assinaturas suficientes para colocar o pedido de CPI em votação.

Entidades em silêncio

Mesmo com toda repercussão do caso, entidades responsáveis pela fiscalização das políticas públicas do homem do campo, permanecem em silêncio. Até o início desta semana, o Sindicato Rural de Plácido de Castro se pronunciou sobre o assunto. Seguindo a mesma linha, a FETACRE, CUT, CTB, Pastoral da Terra, todas instituições estão em silêncio. Cerca de 32 famílias viram milhões de reais irem pelo ralo.

 Jairo Carioca – da redação de ac24horas

COMENTE ABAIXO:

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Polícia

Sete celulares e drogas são apreendidos no presídio de Sena Madureira

Publicados

em

Mais uma apreensão de celulares foi registrada no Presídio Evaristo de Morais, em Sena Madureira, no interior do Acre, na manhã desta sexta-feira (21). Além dos aparelhos também foram apreendidas 38 trouxinhas de maconha.

O Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen-AC) informou que foram apreendidos ao todo, sete celulares, sendo que seis tinham sido arremessados e estavam pelo lado de dentro dos muros da unidade.

Já o sétimo aparelho e a droga foram encontrados durante revista de rotina feita nas celas pelos policiais penais. Ainda foram encontrados dois carregadores e uma bateria que estavam junto dos aparelhos.

Uma das últimas apreensões foi registrada em novembro do ano passado, quando foram encontrados pelos policias penais 16 aparelhos, 11 carregadores e um facão que foram arremessados para dentro do presídio.

Ainda conforme o Iapen, dois presos foram identificados como donos do celular encontrado na cela e do entorpecente e foram conduzidos à delegacia do município. Após retornarem ao presídio, foram encaminhados ao isolamento preventivo.

Leia Também:  PRF apreende cocaína comprada na Bolívia com destino a Porto Velho

Além do boletim de ocorrência feito na delegacia, um procedimento administrativo também deve ser instaurado na unidade para apurar os fatos. Por G1 Acre.

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Em meio a maior crise do sistema de transporte coletivo dos últimos tempos, a população de Rio Branco vive um dilema e acorda todo dia sem saber se terá ônibus passando em sua região. O prefeito Tião Bocalom tentou amenizar o problema repassando R$ 2 milhões e quatrocentos mil para as empresas quitar os débitos com empregados, acordo não cumprido e que foi um dos motivos para a intervenção no setor.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter: 3 de Julho Notícias

Youtube: 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook: 3 de Julho Notíci

Página do Instagram: 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Leia Também:  Vendedor de algodão doce é executado a tiros, em Sena Madureira

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA