RIO BRANCO

Mundo

Padre é acusado de desviar R$ 620 mil dos fundos da igreja para financiar festas com drogas e orgias

Publicados

Mundo

Padre é suspeito de desviar fundos da igreja e pedir dinheiro a fiéis para financiar drogas e orgias Imagem: Reprodução/ met.provincia.fi.it

Um padre italiano foi preso suspeito de desviar R$ 620 mil dos fundos da igreja para pagar por orgias em sua casa. Francesco Spagnesi, de 40 anos, está em prisão domiciliar acusado de furto, de acordo com o jornal The Times.

As orgias, supostamente promovidas pelo padre, que atua na paróquia da comuna de Prato, perto de Florença, eram regadas a drogas, de acordo com a polícia. Além do sacerdote, centenas de pessoas também estão sendo investigadas pela possível participação nos atos nos últimos dois anos.

De acordo com o jornal, as festas geralmente envolviam o padre, seu colega de apartamento, que é traficante de drogas, e pelo menos mais uma pessoa, que eles encontravam em sites de encontros destinados a homossexuais, segundo os detetives.

As festas semanais, no entanto, envolviam grupos grandes, com até 20 ou 30 pessoas, de acordo com as investigações, que começaram após o colega de apartamento do padre importar um litro de GHB (ácido gama-hidroxibutírico) da Holanda. A substância, chamada de ‘droga de estupro’, é usada para incapacitar vítimas de violência sexual.

Leia Também:  Seis mil migrantes chegaram à Itália desde terça-feira

Em buscas no apartamento, os policiais encontraram garrafas adaptadas para funcionar como cachimbos de crack.

Além disso, um contador paroquial descobriu, nos últimos meses, que cerca de R$ 620 mil foram retirados da conta bancária da paróquia. Segundo a polícia, o dinheiro pode ter sido roubado pelo padre para comprar drogas.

Depois disso, o bispo local bloqueou o acesso aos fundos, levando Spagnesi a supostamente começar a arrecadar dinheiro da cestinha de coleta da igreja e solicitar fundos aparentemente destinados a famílias de baixa renda. De acordo com o The Times , o sacerdote conseguiu arrecadar centenas de euros com essas doações. Alguns paroquianos doaram quantias individuais de até R$ 9,3 mil.

Inicialmente, o padre teria dito que o dinheiro desaparecido dos fundos da igreja tinha ido para famílias necessitadas, e depois admitiu sofrer de dependência química.

Após ouvir sobre a prisão do sacerdote, paroquianos inciaram uma ação legal para conseguir o dinheiro de volta. Ao jornal, a defesa do padre afirmou que ele confessou o fornecimento de drogas nas festas e que vai admitir publicamente ter roubado fundos da igreja. Por iG Último Segundo

Leia Também:  Reação alérgica: paciente tem rosto “apodrecido” após tomar antidepressivo

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: O deputado Neném Almeida voltou a falar sobre a invasão das empresas de Manaus nos contratos com o governo do estado, na gestão de Gladson Cameli, pois há muito tempo não se via uma situação como esta. De acordo com o parlamentar, nenhum governo atual é perfeitamente normal a presença de várias empresas de outros estados quando se trata de prestação de serviços junto à Administração Pública. “É legal? Talvez, mas com certeza não é justo o que a Gestão Cameli vem fazendo com o empresários acreanos últimos meses.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Página do Instagram 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Mundo

Veja o Vídeo: travestis rasgam orelha e quebram 3 dentes de policial federal

Publicados

em

Metrópoles – Um policial federal foi espancado por pelo menos três travestis na madrugada deste sábado (23/10), na Avenida Colombo, no município de Maringá (PR). As imagens mostram o momento em que elas reclamam de falta de pagamento por um programa.

A gravação flagrou diversos golpes desferidos contra o agente. A confusão ocorreu em frente ao prédio da Secretaria de Mobilidade (Semob) do município. O federal, de camiseta cinza, tenta fugir, mas em certo momento, uma delas grita: “Não deixa ele entrar no carro”. Uma outra afirma que o policial a ameaçou com uma arma.

Outra tomada mostra o homem caído no chão, com agentes da Semob no local após intervenção para conter o linchamento. Ainda assim, uma travesti levanta a cabeça do policial caído e acerta outro golpe. “Se mostra agora, mostra o seu rosto”, grita.

Segundo o boletim de ocorrência registrado na Polícia Civil do Paraná (PCPR), o agente teve três dentes quebrados e uma orelha rasgada, além de várias lesões pelo corpo.

Leia Também:  Noite de sexo acaba mal após casal tentar fazer posição arriscada

Questionado na delegacia sobre como teria começado a confusão, ele afirmou não lembrar de nada. O homem apresentou carteira funcional da corporação, confirmando ser servidor. Apesar disso, no documento consta ser “agente federal sem posse de arma”. Foi questionado a PF o porquê de estar suspensa a posse de arma do funcionário público, mas não obteve resposta até a última atualização deste texto.

O homem foi levado à 9ª Subdivisão Policial de Maringá, já que estava com uma arma de fogo, da Tauros, modelo G2C, calibre 9mm. A arma de fogo foi apreendida. Nenhuma das travestis foi detida.

Veja o Vídeo:

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Vereadora Neiva Badotti solicita do secretário de Ação Social providências sobre as crianças Haitianos que fica na ponte todo os dias pedindo dinheiro, e que o Poder Público proporcione dignidade para essas crianças. Neiva solicita também que seja encaminhado um oficio para a gerente do hospital para saber se chegou algum saco funerário doado pela prefeitura, comprado com o dinheiro do covid, e que solicita que seja agendado novamente a reunião com a secretaria de segurança pública do estado, para se tratar sobre o IML, pois a mais de 20 anos o problema se arrasta e até o momento nada foi resolvido.

Leia Também:  Sites pornográficos divulgam vídeo do estupro coletivo e batem recorde

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Página do Instagram 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA