RIO BRANCO

Mundo

No Rio de Janeiro, mulher presa por vender a filha por R$ 200 parcelou o valor em duas vezes

Publicados

Mundo

Metrópoles – Presa acusada de vender por R$ 200 a filha recém-nascida no ano passado, Marilza Medeiros da Conceição teria parcelado o pagamento em duas vezes. O dinheiro seria para comprar drogas. A criança foi resgatada pelo Conselho Tutelar de São Pedro da Aldeia, Região dos Lagos, em abril de 2021.

O juiz da 2ª Vara de São Pedro da Aldeia, Márcio da Costa Dantas, determinou em audiência no último dia 8 de junho que a compradora Elizângela da Silva Pacheco, 42 anos, preste serviços à comunidade durante seis meses e pague à ONG Patotinha da Aldeia três salários mínimos, o equivalente a R$ 3,300.

Com essas medidas, o processo contra Elizângela fica suspenso pelo prazo de dois anos e após o cumprimento das determinações será arquivado. Marilza, que teve 10 filhos, foi presa por agentes da 125ª DP (São Pedro da Aldeia) na terça-feira (27/7). Ela é investigada por suspeita de ter vendido outros sete filhos, segundo o delegado Milton Siqueira Júnior.

E veja também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Moradores do município de Epitaciolândia há tempos vem enfrentando sérios problemas com relação as condições estruturais da vias públicas do município de Epitaciolândia. Entra prefeito, sai prefeito e o trabalho de melhoria não é realizado e com isso a situação só piora.

Leia Também:  Homem mata seus 5 filhos em ritual satânico para adquirir “poderes”

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo:

Inscreva-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Mundo

Veja o vídeo: “Peixes-pênis” invadem praia da Califórnia após tempestade

Publicados

em

Metrópoles – Os moradores de Marin County, Califórnia, Estados Unidos, levaram um susto ao verem milhares de “peixes-pênis” na praia de Drake Beach. Após uma forte tempestade, essa espécie de verme marinho invertebrado invadiu as areias do local.

Segundo o site BayNature.org, esses vermes, que tem como nome científico Urechis caupo, vivem em locais de lama e arenosos no fundo do mar. Eles ganharam esse nome por se parecerem com pênis. Com a força da tempestade, eles foram retirados do fundo do mar e levados para o litoral.

Os “peixes-pênis” se alimentam de bactérias e plânctons e não representam risco aos seres humanos. Quando são arrastadas para a praia, acabam virando comida para lontras, tubarões e gaivotas. Segundo a página, humanos também podem comer esses vermes. O mesmo fenômeno já ocorreu em anos anteriores nos Estados Unidos.

Veja o Vídeo:

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: A câmara de Brasiléia aprovou por 8 votos o Anteprojeto de Lei, de autoria da Vereadora Neiva Badotti, que dispõe acerca de procedimentos e limites de pagamentos das Requisições de Pequeno Valor (RPV) devidas pelo município de Brasiléia-Acre. Atualmente, portanto, qualquer débito judicial transitado em julgado em desfavor da Fazenda Pública no município de Brasiléia superior a R$ 6.600,00 (seis mil e seiscentos reais), estará sujeito ao regime de expedição de precatórios, ou seja, respeitando-se a ordem cronológica de suas apresentações.

Leia Também:  Vídeo: Tragédia em Sorocaba! 12 Pessoas Atropeladas e Seis Mortos

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter: 3 de Julho Notícias

Youtube: 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook: 3 de Julho Notíci

Página do Instagram: 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA