RIO BRANCO

Geral

Urgente: Xapuri decreta estado de Emergência

A água se aproxima dos pés da imagem de São Sebastião, na praça que leva o seu nome.

Publicados

Geral

A água se aproxima dos pés da imagem de São Sebastião, na praça que leva o seu nome.

Xapuri

Ainda que os efeitos da enchente histórica que afeta Xapuri neste ano de 2015 estejam causando danos inferiores aos que a vizinha Brasileia está enfrentando, o panorama não deixa de ser desolador na terra de Chico Mendes, onde a própria casa do ícone da cidade e a imagem de seu santo padroeiro não escapam do avanço das águas impiedosas do Rio Acre.
s
Não é exagero dizer que Xapuri vive um dos momentos mais dramáticos da sua história. O nível das águas chegou a 16,16 a 01h desta terça-feira. A Coordenação de Defesa Civil discute nesse momento a remoção da estrutura da hospital Epaminondas Jácome. Não se sabe ainda para onde transferir a unidade de saúde. As opções são o prédio do IFAC e um posto de saúde recém-construído mas ainda não inaugurado. O quartel da Polícia Militar já começou a ser transferido para a escola estadual Divina Providência.
s
A Coordenação Municipal de Defesa Civil estima que cerca de 200 famílias foram removidas de suas residências. Destas, 90 estão nos 10 abrigos preparados até o momento para receber vítimas da enchente. O restante foi acolhido por parentes e amigos. Nos bairros, asituação mais grave é a do Braga Sobrinho (Bolívia), que é separado do centro da cidade pelo igarapé Santa Rosa. A rápida subida das águas já cobriu a ponte que dá acesso ao local e ameaça deixar a comunidade isolada.
s
Diante do agravamento da enchente, a prefeitura resolveu decretar a Situação de Emergência nas áreas do município de Xapuri afetadas pela inundação. O decreto considera a quebra da situação de normalidade e da rotina da população atingida pela enchente, bem como o impacto negativo causado aos sistemas de transporte, saúde pública e segurança global, afetando a integridade e a incolumidade da população, além do exaurimento da capacidade de o município arcar com o imenso ônus causado pela ocorrência e magnitude do evento.
s
Para atender a crescente demanda de remoções a Defesa Civil está contando com um efetivo de oito equipes compostas por 22 policiais, entre Bombeiros e PM’s, e 36 civis. Essas equipes estão dispondo de 4 caminhonetes, 9 caminhões e 3 barcos a motor. A secretária de Estado de Comunicação, Andréa Zílio, está mantendo contato neste momento com o Cel. Gondim, comandante do Corpo de Bombeiros do Acre, que deverá enviar mais uma equipe para dar suporte ao trabalho que já está sendo desenvolvido.

Leia Também:  Presos passam a pagar tornozeleira eletrônica e estado economiza R$ 1,2 milhão

P2230006[6]

Fonte: raimari9.blogspot.com

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Geral

Com aumento de casos de Covid-19, visitas em presídios de Rio Branco são suspensas por 10 dias

Publicados

em

Unidades prisionais de Rio Branco estão com as visitas suspensas por 10 dias — Foto: Ana Paula Xavier/Rede Amazônica

Com o Acre enfrentando uma terceira onda de casos de Covid-19, o Instituto de Administração Penitenciária do Estado (Iapen-AC) suspendeu as visitas nos presídios de Rio Branco por dez dias ou até que até que haja uma queda no número de infectados.

O número de pessoas com Covid-19 aumentou expressivamente no estado no início deste ano. Na quinta (19), o Acre registrou 1.172 novos casos, o maior número em 24 horas desde o início da pandemia. Além da Covid, as unidades de saúde estão lotadas também de pessoas com sintomas de gripe e outras síndromes gripais.

A prefeitura da capital montou um drive-thru de testagem rápida para Covid que tem longas filas no primeiro, nesta quinta. A busca por testes em farmácias também aumentou.

Os médicos que atendem na rede básica de saúde de Rio Branco suspenderam de forma temporária a greve da categoria que já durava mais de um mês. A decisão ocorre devido à terceira onda de Covid que atinge o estado acreano com elevação de casos da doença.

Durante uma coletiva de apresentação do cenário epidemiológico do Acre, o governador Gladson Cameli disse que vai decretar situação de emergência devido ao aumento dos casos de Covid-19, no início do mês de janeiro.

Leia Também:  Idaf lança 35ª campanha de vacinação contra a febre aftosa

Além disso, o governador junto com a secretária de Saúde, Paula Mariano, alertaram para a importância da vacinação como medida de proteção contra a doença e mantiveram todo estado na bandeira amarela. O Acre está na faixa de atenção desde o dia 24 de dezembro do ano passado, conforme nota divulgada pelo Comitê de Acompanhamento Especial da Covid-19.

Decreto

Diante desse cenário, o Iapen-AC decidiu manter apenas algumas atividades internas nas unidades prisionais de Rio Branco, como: escoltas e saídas externas já agendadas, requisições do Poder Judiciário, requisições das funções essenciais à Justiça e também requisições emergenciais.

O decreto com a suspensão foi publicado nesta quinta (20) no Diário Oficial do Acre (DOE).

“Ficam mantidos ainda os atendimentos de advogados junto aos seus clientes presos, e desde que autorizados pelos diretores das unidades prisionais, a entrega de materiais destinados às pessoas privadas de liberdade, resumindo-se estritamente e nos casos excepcionais aos materiais de higiene pessoal e comum”, diz o artigo 3º do decreto.

Cruzeiro do Sul

Em Cruzeiro do Sul, interior do Acre, as visitas estão suspensas desde o dia 30 de dezembro do ano passado.

Leia Também:  Guia de Serviços Públicos facilita e amplia acesso a informações

Segundo o Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen-AC), ao menos 121 presos foram atendidos com sintomas gripais, quando anunciou a suspensão. Cruzeiro do Sul, assim como Rio Branco, sofre com surto de gripe. Por G1 Ac.

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Em meio a maior crise do sistema de transporte coletivo dos últimos tempos, a população de Rio Branco vive um dilema e acorda todo dia sem saber se terá ônibus passando em sua região. O prefeito Tião Bocalom tentou amenizar o problema repassando R$ 2 milhões e quatrocentos mil para as empresas quitar os débitos com empregados, acordo não cumprido e que foi um dos motivos para a intervenção no setor.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter: 3 de Julho Notícias

Youtube: 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook: 3 de Julho Notíci

Página do Instagram: 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA