RIO BRANCO

Geral

TJAC abre Semana Nacional da Conciliação com mais de duas mil audiências pautadas

Publicados

Geral

TJAC – Com mais de duas mil audiências agendadas, foi aberta nesta segunda-feira, 4, a 14ª Semana Nacional da Conciliação pelo Tribunal de Justiça do Estado do Acre (TJAC). Para marcar o início da campanha, que ocorre anualmente, uma solenidade foi promovida no Fórum dos Juizados Especiais Cíveis, na Cidade da Justiça, com a presença da parte da Corte Acreana de Justiça, juízes de Direito, servidores e partes dos processos que aguardavam por audiências.

A campanha, que segue até sexta-feira, 8, de forma simultânea, envolve todos os tribunais de Justiça, do Trabalho e federais do país. É promovida pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), desde 2006, e propicia às partes a solução de suas avenças, com respeito mútuo e de forma harmoniosa, estimulando a pacificação social sem depender da intervenção do Poder Judiciário com tramitação de processo.

Ao abrir a atividade, a coordenadora do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflito (Nupemec), desembargadora Waldirene Cordeiro, destacou o aperfeiçoamento voltado aos conciliadores para eles ampliarem os conhecimentos com técnicas conciliatórias inovadoras, pontuou o apoio por partes dos magistrados que compõem o Nupemec, e enfatizou que a conciliação pode ser feita durante todo o ano.

Leia Também:  Menina nasce com manchas pretas no corpo

“Nosso objetivo, nesse período da campanha, é chamar todas as partes que têm interesse na conciliação para vir até o judiciário para propiciarmos um acordo entre elas, mas a conciliação pode ser feita durante todo o ano”, disse.

Na oportunidade, a desembargadora explicou a diferença de conciliar e prosseguir com o trâmite processual. “Quando eu concilio, estou administrando meu interesse e não cedendo ao magistrado. Mas quando não se consegue com as técnicas que foram repassadas aos conciliadores/mediadores, o processo segue com o rito normal”, enfatizou.

O vice-presidente do TJAC, desembargador Laudivon Nogueira, em seu pronunciamento salientou que a importância da ação não é somente reduzir o número de processos, mas mostrar às partes que também se ganha conciliando.

“É importante que consigamos não somente reduzir o número de processos que estão em tramitação. Muitos estão com causas bem simples. Devemos criar uma cultura da conciliação. É isso que queremos que a sociedade traga para si e use como atitude. Precisamos afastar a cultura de que tudo deve ser demandado ou judicializado. Que chegue ao judiciário demandas que realmente não podem ser resolvidas num acordo”, salientou.

Leia Também:  Sindicato diz que facção planejava chacina em presídio de Rio Branco

Participaram da solenidade o coordenador dos Juizados Especiais do Acre, desembargador Samoel Evangelista; o juiz-auxiliar da Presidência, Lois Arruda; corregedor-geral da Justiça, desembargador Júnior Alberto; desembargadora Eva Evangelista; desembargador Roberto Barros; e os juízes de Direito Olívia Ribeiro, Cloves Augusto e Matias Mamed.

As mais de duas mil audiências agendadas estão distribuídas entre todas as unidades judiciárias do Acre.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Geral

Terremoto de magnitude 7,5 na Amazônia peruana é sentido em cidades do Acre

Publicados

em

Moradores relatam que o tremor foi de forte intensidade e durou alguns minutos. Epicentro foi no Peru – Foto: Reprodução / Reuters

Moradores de pelo menos três cidades do Acre sentiram o tremor de terra causado pelo terremoto na Amazônia peruana, na manhã deste domingo (28). De acordo com o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS), o terremoto foi de 7,5 de magnitude.

O epicentro do tremor foi identificado a cerca de 98 quilômetros do município de Santa Maria De Nieva, na província de Condorcanqui, e a uma profundidade de 131 quilômetros.

No Acre, moradores de Cruzeiro do Sul, Mâncio Lima e Santa Rosa do Purus relataram que sentiram o tremor que começou às 6h. O morador de Cruzeiro do Sul, João Dias, gravou um vídeo em que mostra os móveis da casa balançando.

“Olha como balança dentro de casa, ventilador balançando. É um forte tremor de terra. A estante balançando muito, olha só”, diz ao gravar as imagens.

Em Santa Rosa do Purus, município isolado do Acre, Sandra Brito conta que estava deitada quando sentiu o tremor.

“Às 6h, eu estava no quarto e percebi que estava tremendo, fiquei observando e vi que era tremor de terra. Parou, saí do quarto e vi que na cozinha também estava tremendo as panelas, já uma segunda vez”.

A professora Camila Melo está internada no Hospital de Mâncio de Lima, também no interior do estado, e contou que acordou ao sentir a cama do hospital balançar.

Leia Também:  Curso de boas práticas do açaí será realizado em Manoel Urbano

“Me acordei , senti balançando e pensei que era o filho da senhora que está no mesmo quarto que eu. Aí, olhei pra ele e perguntei se estava sentindo e falou que estava balançando e falou que estava. E quando vi o soro balançando caiu a ficha. Foi coisa rápida. Depois a gente só ouviu os comentários”, relembrou.

“Terremotos como este evento, com profundidades focais entre 70 e 300 km, são comumente chamados de terremotos de “profundidade intermediária”. Terremotos de profundidade intermediária representam deformação dentro de lajes subduzidas, em vez de na interface da placa rasa entre as placas tectônicas subduzidas e superiores. Eles normalmente causam menos danos na superfície do solo acima de seus focos do que é o caso com terremotos de foco raso de magnitude semelhante, mas grandes terremotos de profundidade intermediária podem ser sentidos a uma grande distância de seus epicentros”, destaca o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS).

No Peru

Imagens compartilhadas em redes sociais mostram pedaços das fachadas de edifícios e parte de casas destruídas após o forte tremor que foi sentido também na cidade equatoriana de Loja.

Em outubro, um tremor de menor magnitude mas mais próximo à superfície, também no norte peruano, chegou a ser sentido em alguns estados do Brasil.

Leia Também:  Adolescente que vivia no abrigo, em Rio Branco reencontra família

Localizado no Círculo de Fogo do Pacífico, região global de alta atividade sísmica gerada pelo encontro de placas tectônicas, o Peru está habituado a tremores.

A Marinha do Peru disse em um comunicado que não foi identificado risco de tsunami na costa do país por conta do forte abalo.

Tremor de terra foi registrado na Amazônia Peruana  — Foto: Reprodução/USGS

Tremor de terra foi registrado na Amazônia Peruana – Foto: Reprodução/USGS

Por Tácita Muniz, G1 Acre

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Muitas são as dúvidas, e eu esclareço algumas. Quem tem direito a receber o abono pago com a sobra do recurso do Fundeb, anunciado pelo Governo do Acre? Uma grande manifestação foi realizada durante todo dia pela manhã em frente à casa civil e a tarde na sede da PGE – Procuradoria Geral do Estado.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter: 3 de Julho Notícias

Youtube: 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook: 3 de Julho Notíci

Página do Instagram: 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA