RIO BRANCO

Geral

Terra de Chico Mendes: Matança de árvores em Xapuri

A imagem , postada por Haroldo Sarkis, assessor da prefeitura de Xapuri, em seu perfil no Facebook, denuncia um fato que tem sido recorrente na cidade considerada por muitos como o berço do ambientalismo acreano.

Publicados

Geral

A imagem , postada por Haroldo Sarkis, assessor da prefeitura de Xapuri, em seu perfil no Facebook, denuncia um fato que tem sido recorrente na cidade considerada por muitos como o berço do ambientalismo acreano.

Por Raimare Cardoso 

arvore em xapuri

Os buracos abertos no tronco de uma das mangueiras centenárias que se localizam ao longo da rua Cel. Brandão, certamente com o fito de envenenar a árvore, lembram outros episódios parecidos, ocorridos sempre na calada da noite, sem que até hoje qualquer providência tenha sido tomada.

Quem não se lembra da figueira que sombreava a Casa de Chico Mendes, tombada como Patrimônio Histórico Nacional, ou do benjamin que se situava ao lado da banca de café da dona Maria, ali quase à entrada da agência do Basa?

Posteriormente, uma mangueira situada próximo ao Posto Português também foi vítima do “serial killer” de árvores de Xapuri. Neste último caso, a vítima definhou, suas folhas caíram, os frutos que ainda brotavam amarelaram doentiamente, mas terminou por resistir bravamente à tentativa de um injustificável crime ambiental.

Leia Também:  Livro do acreano Bruno Borges entra para lista dos mais vendidos

A prática nefanda e covarde consiste em se perfurar o tronco da árvore com uma broca grossa o bastante para permitir que ali seja injetado o veneno.

O que – e quem – estaria por trás desses atos bestiais talvez encomendados por algum interesse escuso? A pergunta apenas será respondida depois que nossos órgãos ambientais resolverem investigar, identificar e denunciar os criminosos ao Ministério Público do Meio Ambiente.

O secretário municipal de Meio Ambiente e Turismo, Idalino Pedrosa Júnior, informou que um boletim de ocorrência foi registrado na Delegacia Geral de Polícia de Xapuri e que o fato foi informado também ao Instituto de Meio Ambiente do Acre (IMAC). Ainda segundo ele, a mangueira passou por um “tratamento”, que consistiu na limpeza da área afetada pelo veneno e na vedação dos três furos feitos no tronco da árvore.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Geral

Menino de 4 anos fica com a cabeça presa dentro de panela de pressão em Epitaciolândia

Publicados

em

O pequeno M. E. de 4 anos, ficou com a cabeça presa dentro de uma panela de pressão na noite desse domingo (23) na cidade de Epitaciolândia, interior do Acre. A criança foi resgatada pelo Corpo de Bombeiros.

O menino brincava em casa quando o incidente aconteceu. O pai ainda tentou retirar a panela, mas não conseguiu e resolveu acionar a equipe do 5° Batalhão Corpo de Bombeiros. Apesar do susto, a criança não se feriu.

“Ainda levamos os materiais para fazer o corte da panela, mas não foi necessário. Fizemos alguns movimentos no objeto, girando pela lateral, e foi possível retirar sem cortar a panela e sem machucar a criança, que estava bastante nervosa. Quando conseguirmos retirar, ele saiu correndo para abraçar o pai”, disse o sargento Adacir Vivan.

O pai do menino, Kardec Junior, disse que ele nunca tinha brincado com panelas e que foi questão de segundos que tudo aconteceu. O menino ficou com a cabeça presa por cerca de 20 minutos.

“A gente tinha acabado de chegar do mercado e ele pediu para eu ligar a televisão para assistir desenho e que ia beber água na cozinha. Quando eu vi, ele já estava com a panela na cabeça. Tentei tirar ainda, mas não consegui e ele começou a chorar. Foi quando tive que ligar para os Bombeiros. Graças a Deus não se machucou, foi só o susto. Eu falei pra ele que não podia brincar assim com panelas e ele disse que agora aprendeu, que vai pegar panela só para guardar”, contou o pai. Por G1 Acre.

Leia Também:  Homem traido queima as bolas do amante com isqueiro

]E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Em meio a maior crise do sistema de transporte coletivo dos últimos tempos, a população de Rio Branco vive um dilema e acorda todo dia sem saber se terá ônibus passando em sua região. O prefeito Tião Bocalom tentou amenizar o problema repassando R$ 2 milhões e quatrocentos mil para as empresas quitar os débitos com empregados, acordo não cumprido e que foi um dos motivos para a intervenção no setor.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter: 3 de Julho Notícias

Youtube: 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook: 3 de Julho Notíci

Página do Instagram: 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA