RIO BRANCO

Geral

Sem vaga em presídio, suspeito de homicídio é mantido em delegacia

De acordo com a Polícia Civil, penitenciária está lotada.
Acusado estava foragido há seis meses.

Publicados

Geral

De acordo com a Polícia Civil, penitenciária está lotada. Acusado estava foragido há seis meses.

Homem foi levado para delegacia (Foto: Reprodução/TV Acre)

Homem foi levado para delegacia (Foto: Reprodução/TV Acre)

A Polícia Civil de Rio Branco prendeu nesta segunda-feira (16) um homem de 34 anos, foragido da Justiça há seis meses sob acusação de homicídio. Capturado no bairro Ayrton Senna, ele não pode ser encaminhado ao presídio, pois, segundo a Polícia Civil, não há vaga na penitenciária.

O policial militar Fábio Oliveira conta que durante o patrulhamento de rotina o acusado demonstrou nervosismo. “Ao ser feita a abordagem e a pesquisa criminal, foi constatado que ele era foragido da Justiça. De imediato foi dada voz de prisão”, explica.

O homem devia ser encaminhado para a penitenciária, porém, a falta de vagas fez com que o preso ficasse retido na 3ª Delegacia Regional Interestadual.

O coordenador do Grupo Especial de Captura da Polícia Civil, Benício Araújo explica que o acusado deve aguardar por mais dois dias até ser encaminhado. “A peniténciaria se encontra lotada, provavelmente tem uma ou duas vagas por dia, portanto, têm alguns presos que nós não estamos enviando no mesmo dia para a penitenciária. Estamos aguardando vagas até que ele possa ser encaminhado ao presídio local”, destaca.

Leia Também:  Terremoto de magnitude cinco atinge a Bolívia

Colaborou Leandro Manhães, da TV Acre.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Geral

Com aumento de casos de Covid-19, visitas em presídios de Rio Branco são suspensas por 10 dias

Publicados

em

Unidades prisionais de Rio Branco estão com as visitas suspensas por 10 dias — Foto: Ana Paula Xavier/Rede Amazônica

Com o Acre enfrentando uma terceira onda de casos de Covid-19, o Instituto de Administração Penitenciária do Estado (Iapen-AC) suspendeu as visitas nos presídios de Rio Branco por dez dias ou até que até que haja uma queda no número de infectados.

O número de pessoas com Covid-19 aumentou expressivamente no estado no início deste ano. Na quinta (19), o Acre registrou 1.172 novos casos, o maior número em 24 horas desde o início da pandemia. Além da Covid, as unidades de saúde estão lotadas também de pessoas com sintomas de gripe e outras síndromes gripais.

A prefeitura da capital montou um drive-thru de testagem rápida para Covid que tem longas filas no primeiro, nesta quinta. A busca por testes em farmácias também aumentou.

Os médicos que atendem na rede básica de saúde de Rio Branco suspenderam de forma temporária a greve da categoria que já durava mais de um mês. A decisão ocorre devido à terceira onda de Covid que atinge o estado acreano com elevação de casos da doença.

Durante uma coletiva de apresentação do cenário epidemiológico do Acre, o governador Gladson Cameli disse que vai decretar situação de emergência devido ao aumento dos casos de Covid-19, no início do mês de janeiro.

Leia Também:  Mudanças na CNH: Carteira Nacional de Habilitação passará por mudanças em abril de 2021

Além disso, o governador junto com a secretária de Saúde, Paula Mariano, alertaram para a importância da vacinação como medida de proteção contra a doença e mantiveram todo estado na bandeira amarela. O Acre está na faixa de atenção desde o dia 24 de dezembro do ano passado, conforme nota divulgada pelo Comitê de Acompanhamento Especial da Covid-19.

Decreto

Diante desse cenário, o Iapen-AC decidiu manter apenas algumas atividades internas nas unidades prisionais de Rio Branco, como: escoltas e saídas externas já agendadas, requisições do Poder Judiciário, requisições das funções essenciais à Justiça e também requisições emergenciais.

O decreto com a suspensão foi publicado nesta quinta (20) no Diário Oficial do Acre (DOE).

“Ficam mantidos ainda os atendimentos de advogados junto aos seus clientes presos, e desde que autorizados pelos diretores das unidades prisionais, a entrega de materiais destinados às pessoas privadas de liberdade, resumindo-se estritamente e nos casos excepcionais aos materiais de higiene pessoal e comum”, diz o artigo 3º do decreto.

Cruzeiro do Sul

Em Cruzeiro do Sul, interior do Acre, as visitas estão suspensas desde o dia 30 de dezembro do ano passado.

Leia Também:  Mãe é suspeita de quebrar fêmur da filha de 11 meses em Tarauacá

Segundo o Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen-AC), ao menos 121 presos foram atendidos com sintomas gripais, quando anunciou a suspensão. Cruzeiro do Sul, assim como Rio Branco, sofre com surto de gripe. Por G1 Ac.

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Em meio a maior crise do sistema de transporte coletivo dos últimos tempos, a população de Rio Branco vive um dilema e acorda todo dia sem saber se terá ônibus passando em sua região. O prefeito Tião Bocalom tentou amenizar o problema repassando R$ 2 milhões e quatrocentos mil para as empresas quitar os débitos com empregados, acordo não cumprido e que foi um dos motivos para a intervenção no setor.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter: 3 de Julho Notícias

Youtube: 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook: 3 de Julho Notíci

Página do Instagram: 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA