Geral

Sem Tetos Invadem Área No Bairro José Braúna Em Brasiléia

Os invasores já limparam vários lotes e demarcarem os mesmos, conforme informações

Publicados

Geral

Os invasores já limparam vários lotes e demarcarem os mesmos, conforme informações

Eva reforçou ainda que a prefeitura precisa urgente dar uma resposta para as pessoas. “Aqui todo mundo mora de aluguel e a gente precisa de uma casa para morar

Eva reforçou ainda que a prefeitura precisa urgente dar uma resposta para as pessoas. “Aqui todo mundo mora de aluguel e a gente precisa de uma casa para morar – FOTO ALEMÃO MONTEIRO

Chiquinho Chaves / Alemão Monteiro

Desde a ultima sexta-feira 04, dezenas de sem tetos estão ocupando uma área de aproximadamente 500 metros de extensão no bairro José Braúna, município de Brasiléia.

Os invasores já limparam vários lotes e demarcarem os mesmos, conforme informações estarão construindo barracas para realizarem a ocupação do lugar.

Segundo nos foi informado, um representante da Prefeitura de Brasiléia esteve conversando com líderes do movimento alertando que ali é área verde e os invasores tem que desocupar a localidade e evitar não construir nada enquanto não se resolva o impasse.

A senhora Eva Silva de Araújo disse que alguém do setor de cadastro da Prefeitura, pediu um prazo de 72 horas para que voltassem a conversar e não houve retorno. ” Fica complicado, a gente está aqui por que não tem onde morar, se a gente está aqui é por que a gente realmente precisa, já passou as 72 duas horas e ai? Eles disseram que se a gente construir corre o risco deles vim e derrubar, mas eles tem que entender que a gente não tem para onde ir”, lamentou ela.

Leia Também:  Depasa vai interditar trecho da Rua João XXIII para obras na rede de esgoto

Eva reforçou ainda que a prefeitura precisa urgente dar uma resposta para as pessoas. “Aqui todo mundo mora de aluguel e a gente precisa de uma casa para morar!”, disse.

Uma das líderes do movimento, Terezinha de Jesus citou que conversou com o prefeito sobre a questão habitacional. ” Eu conversei com ele (prefeito), e ele disse que não tem nem previsão das casas, meu nome acho que já fez foi sair da lista porque já faz 10 meses que ele tá no mandato e não fez nada até agora. Será que ele vai levar esse pessoal para morar na casa dele?”,perguntou.

Até o fechamento dessa matéria não havia nenhuma resposta da Prefeitura de Brasiléia acerca da invasão no bairro José Braúna.

FOTO Alemão Monteiro

FOTO Alemão Monteiro

FOTO Alemão Monteiro

FOTO Alemão Monteiro

FOTO Alemão Monteiro

FOTO Alemão Monteiro

FOTO Alemão Monteiro

FOTO Alemão Monteiro

FOTO Alemão Monteiro

FOTO Alemão Monteiro

FOTO Alemão Monteiro

FOTO Alemão Monteiro

FOTO Alemão Monteiro

FOTO Alemão Monteiro

FOTO Alemão Monteiro

FOTO Alemão Monteiro

COMENTE ABAIXO:

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Geral

Defensoria Pública se reúne com Diretoria da Unimed em busca de melhorias no atendimento infantil

Publicados

em

Na tarde desta quarta-feira, 18, a Defensoria Pública do Estado do Acre (DPE/AC) se reuniu com a Diretoria da Unimed Rio Branco, para expor as reclamações recebidas dos usuários do atendimento prestado no único hospital de urgência e emergência infantil do estado do Acre, a Urgil, credenciada pela Unimed.

De acordo com o ofício enviado a DPE/AC pela Urgil, 95% do total de atendimentos do hospital são provenientes de usuários de planos de saúde, dos quais 70% são usuários da Unimed.

Na oportunidade, a Diretoria da Unimed, composta pelo presidente, Antônio Herbert Leite Militão, pelo vice-presidente, Marcus Vinicius Shoiti Yomura e pelo superintendente, Renato Correia da Silva, além do assessor jurídico Maurício Spada, mostrou-se sensível à problemática e se comprometeu a encontrar alternativas que não deixem as crianças que necessitem de atendimento de urgência e emergência em situação de total dependência da Urgil.

O encontro ainda possibilitou esclarecimentos sobre o modo de atuação da operadora de saúde e culminou com o agendamento de nova reunião para o dia 28 de junho, quando então a Unimed apresentará a DPE/AC medidas mais concretas para a melhoria dos serviços.

Leia Também:  Defesa agropecuária prorroga prazo de declaração de vacina contra aftosa

Os defensores públicos Celso Araújo Rodrigues, do Núcleo da Cidadania, Rodrigo Chaves, do Subnúcleo de Superendividamento e Ações do Consumidor, a defensora pública Juliana Caobianco, do Subnúcleo de Direitos Humanos 1 (SDH1), a assistente do SDH1, Larissa Damasceno e as representantes dos usuários do plano de saúde, arquiteta Talita Gomes e a advogada Vanessa Facundes, demonstraram satisfação com os encaminhamentos da reunião, reiterando a necessidade de a Unimed adotar medidas céleres e efetivas que resguardem os direitos desses consumidores.

“Foi muito importante esse diálogo para reafirmamos a nossa preocupação e compromisso com nossos usuários, além de esclarecer que estamos procurando um caminho, uma solução”, disse o presidente da Unimed Rio Branco, Herbert Militão.

O defensor público Rodrigo Chaves, destacou que a instituição está à disposição para contribuir, ouvir e atuar de forma conjunta para dar mais celeridade ao caso.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA