RIO BRANCO

Geral

Rio que corta a cidade de Jordão, no interior do Acre, está inavegável.

Veja os níveis dos rios acreanos nesta quarta-feira (17), segundo a Defesa Civil Estadual.

Publicados

Geral

Veja os níveis dos rios acreanos nesta quarta-feira (17), segundo a Defesa Civil Estadual.

A população de Jordão está praticamente isolada. O município, que é uma das cidades acreanas mais afastadas, bem no meio da Amazônia, enfrenta a falta de transporte aéreo, devido a determinação da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) em proibir pousos e decolagens, e também devido ao baixo nível do rio que deixa as embarcações comprometidas.

Embora desde o início da semana tenha chovido bastante da cidade, o rio continua com barrancos de areia em vários trechos. Para as embarcações navegarem é preciso as pessoas empurrarem em algumas partes.

Rio Branco: 2,55 m – IP: 0,0

Riozinho do Rola: 1,74 m – IP: 0,2 mm

Assis Brasil: 2,87 m – IP: 0,0 mm

Brasiléia: 2,41 m – IP: 1,2 mm

Xapuri: 3,41 m – IP: 24,4 mm

Sena Madureira: 2,70 – IP: 26,1

Tarauacá: 5,34 m – IP: 56,0 mm

Cruzeiro do Sul: 2,01m – IP: 0,2 mm

unnamed38

Fonte: ac24horas

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Cooperacre fortalece comércio dos povos da floresta de Xapuri

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Geral

Poder Judiciário do Acre retoma plantão extraordinário com 30% da força de trabalho

Publicados

em

Portaria Conjunta Nº 5/2022 institui novas medidas administrativas para afastar a propagação do vírus neste momento – Foto Reprodução

Nesta segunda-feira, 17, a presidência do Tribunal de Justiça juntamente com a Corregedoria-Geral da Justiça tornou pública a Portaria Conjunta n° 5/2022, determinando a redução do quantitativo de servidores e colaboradores em regime presencial da instituição até o dia 24 de janeiro.

Deste modo, está autorizada a retomada do trabalho remoto e atuação, por meio de escala de revezamento, do trabalho presencial com no máximo 30% dos integrantes de cada setor, excetuando os casos em que se observe prejuízos aos serviços prestados pela unidade.

A medida considerou o aumento progressivo no número de casos de Covid-19 em todo o estado, principalmente nas últimas semanas, assim como o teor da Portaria GDG Nº 4, de 08 de janeiro de 2022, em que o Supremo Tribunal Federal autoriza a adoção do regime de teletrabalho excepcional ou, na impossibilidade, que se promova escala de revezamento para os servidores e colaboradores.

Leia Também:  Cooperacre fortalece comércio dos povos da floresta de Xapuri

Assim, a gestão decidiu manter a política instaurada desde o início da pandemia para o resguardo e segurança à saúde dos magistrados e magistradas, servidores e servidoras, estagiários e estagiárias, todas e todos terceirizados e público externo.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA