RIO BRANCO

Geral

Rio Branco lidera o ranking de cidades com o menor número de mortes no trânsito

Publicados

Geral

Em levantamento realizado pelo jornal Folha de São Paulo, Rio Branco aparece em primeiro lugar no ranking de cidades brasileiras que reduziram o número de mortes no trânsito em mais de 50%. Uma meta estipulada pela Organização das Nações Unidas (ONU) desafiava as cidades a alcançar esse percentual no prazo de nove anos, tendo inicio em 2011. 

A pesquisa mostra que os resultados positivos são provenientes de ações integradas entre as prefeituras, governos estaduais e federais. Em parceria com outros órgãos, a Prefeitura atua principalmente em ações de educação, prevenção e fiscalização. É o caso, por exemplo, do Projeto Vida no Trânsito, criado pelo governo federal em 2010, com o objetivo de promover saúde, vigiando e prevenindo mortes no trânsito. Anualmente, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) recebe cerca de R$ 200 mil para o desenvolvimento de ações integradas.

“Temos muitos parceiros na realização desse calendário, que já vem pré-definido do pelo Ministério da Saúde. São palestras de educação no trânsito, distribuição de kits, blitz educativas e campanhas preventivas, em datas pontuais”, explicou o coordenador de Vigilância em Saúde, da Semsa, Félix Araújo.

Leia Também:  Comarca de Plácido de Castro abre inscrições para defensores dativos

Os acidentes de trânsito são considerados um dos maiores problemas de saúde pública no país. Chega a 36 mil, o número de pessoas que morrem nessas condições, todos os anos.

Já no quesito fiscalização, a prefeitura investiu quase R$ 1,7 mi para garantir a atuação dos agentes da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (RBTrans), junto à motoristas, ciclistas, pedestres e usuários do transporte público.

Os acidentes de trânsito são considerados um dos maiores problemas de saúde pública no país. Chega a 36 mil o número de pessoas que morrem nessas condições todos os anos.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Geral

Poder Judiciário do Acre retoma plantão extraordinário com 30% da força de trabalho

Publicados

em

Portaria Conjunta Nº 5/2022 institui novas medidas administrativas para afastar a propagação do vírus neste momento – Foto Reprodução

Nesta segunda-feira, 17, a presidência do Tribunal de Justiça juntamente com a Corregedoria-Geral da Justiça tornou pública a Portaria Conjunta n° 5/2022, determinando a redução do quantitativo de servidores e colaboradores em regime presencial da instituição até o dia 24 de janeiro.

Deste modo, está autorizada a retomada do trabalho remoto e atuação, por meio de escala de revezamento, do trabalho presencial com no máximo 30% dos integrantes de cada setor, excetuando os casos em que se observe prejuízos aos serviços prestados pela unidade.

A medida considerou o aumento progressivo no número de casos de Covid-19 em todo o estado, principalmente nas últimas semanas, assim como o teor da Portaria GDG Nº 4, de 08 de janeiro de 2022, em que o Supremo Tribunal Federal autoriza a adoção do regime de teletrabalho excepcional ou, na impossibilidade, que se promova escala de revezamento para os servidores e colaboradores.

Leia Também:  Invasão De Terras Em Xapuri NÃO Era De SEM-TETOS

Assim, a gestão decidiu manter a política instaurada desde o início da pandemia para o resguardo e segurança à saúde dos magistrados e magistradas, servidores e servidoras, estagiários e estagiárias, todas e todos terceirizados e público externo.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA