RIO BRANCO

Geral

Rio Acre se aproxima dos 17 metros no município de Xapuri

Grande parte dos comerciantes locais foi obrigada a abandonar seus estabelecimentos. Metade do chamado centro histórico da cidade está alagada

Publicados

Geral

Grande parte dos comerciantes locais foi obrigada a abandonar seus estabelecimentos. Metade do chamado centro histórico da cidade está alagada

Por Raimari Cardoso

 (Foto: Raimari Cardoso)

(Foto: Raimari Cardoso)

O nível do Rio Acre continua subindo em Xapuri e atingiu nível muito próximo dos 17 metros. A Defesa Civil passou a ter dificuldades em fazer a medição da profundidade do rio em razão de a região onde ficam localizadas as réguas do Sistema de Monitoramento e Prevenção de Enchentes estar completamente inundada. A última medição das 18 horas  de terça-feira, 24, registrou 16,76 metros. Metade do chamado centro histórico da cidade está alagada e grande parte dos comerciantes locais foi obrigada a abandonar seus estabelecimentos.

Na madrugada desta quarta-feira, 25, a água terminou de invadir as praças São Gabriel e Barão do Rio Branco, em frente à igreja de São Sebastião. A estação rodoviária da cidade também foi alagada. Pela manhã, a água se aproximou do salão paroquial, obrigando a Defesa Civil a remover do local quem ali já estava abrigado da enchente. A agência dos Correios e a Secretaria Municipal de Assistência Social também suspenderam os serviços para fazer a remoção dos equipamentos.

Leia Também:  Caminhão com 28 metros de madeira é apreendido em operação

Os desabrigados de Xapuri estão sendo levados para 16 abrigos distribuídos por escolas, órgãos públicos e igrejas. A gravidade da situação fez, no entanto, que alguns desses abrigos fossem atingidos pela enchente, levando a Defesa Civil a voltar a atender famílias que já haviam sido removidas de suas casas.

O bairro Braga Sobrinho (Bolívia) é um dos locais mais atingidos em Xapuri, com quase a sua totalidade encoberta pelas águas. O bairro Sibéria, no lado oposto do rio, passou a sofrer os efeitos da enchente a partir desta terça-feira, com 10 casas esvaziadas às pressas. Por medida de segurança, o serviço de travessia de pessoas e veículos, feita por uma balsa do Deracre, foi suspenso, e as catraias também devem fazer o mesmo nesta quarta-feira.

O último relatório da Coordenação de Defesa Civil, divulgado por volta de meia-noite desta terça-feira, 24, indicava um total geral de 350 famílias desabrigadas e desalojadas em Xapuri. O número de pessoas atingidas pela enchente histórica somava 861. No entanto, o Corpo de Bombeiros do Acre estima que a quantidade de pessoas afetadas pela alagação já avança na casa dos milhares.

Leia Também:  Produtos químicos sintéticos chamados ftalatos em embalagens tem relação com morte precoce, diz estudo

A Defesa Civil está trabalhando com um efetivo de 93 pessoas, entre militares (bombeiros, policiais e soldados do Exército), além de voluntários civis. Esse efetivo está dividido em oito equipes, que contam com o suporte de 19 viaturas, entre caminhonetes, caminhões e caçambas, e cinco barcos a motor. A coordenação do trabalho está sendo feita pelo tenente Lenio César, do Corpo de Bombeiros Militar do Acre.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Geral

Em Brasileia, Departamento Estadual de Trânsito realiza primeiro mutirão de atendimentos para a população de fronteira

Publicados

em

Entrega de habilitação confeccionada. Realização de vistoria em veicular – Foto: Andréia Nobre/Detran

O primeiro mutirão de serviços do Departamento Estadual de Trânsito do Acre (Detran/AC) para atender a população da fronteira foi iniciado nesta segunda-feira, 25, em Brasileia. Serviços de veículos, habilitação e multas estão sendo disponibilizados, sem agendamento, na sede da 6ª Ciretran, de 8h às 16h até o dia 27 de outubro.

Segundo a presidente do Detran/AC, Tayanara Martins, o objetivo da força-tarefa é atender a demanda reprimida durante a pandemia.

“Queremos prestar um serviço público de qualidade à população do nosso estado, otimizando o tempo do cidadão”, afirmou a presidente.

A Ciretran de Brasileia atende tanto a população do município quanto a população de Epitaciolândia e ainda recebe algumas demandas vindas da Bolívia e do Peru.

Missael Nina, que recebeu atendimento para o resgate de um veículo, elogiou o atendimento no mutirão. “ Eu fui muito bem atendido”, declarou.

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Vereadora Neiva Badotti – “Não me manda recado, mais! Este tipo de recado é de quem deve, é de quem está com medo, eu vou continuar fiscalizando, denunciando doa a quem doer. Eu tenho certeza que essas denuncias não vão passar despercebidas, eu confio plenamente no Poder Judiciário na Policia Federal que não vão usar dois pesos e duas medidas para ninguém. Ninguém está acima da Lei, nem a senhora prefeita, nem o Governo do Estado e nem o presidente da República interfere na PF, não me mande mais recado!!”, concluiu a parlamentar.

Leia Também:  Vende-se três terrenos medindo cada um 10x30 em Epitaciolândia

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Página do Instagram 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA