RIO BRANCO

Geral

Procon realiza Operação Páscoa até o fim desta semana

De 10 a 14 deste mês, o Procon fiscaliza a comercialização de peixes e dos ovos de páscoa.

Publicados

Geral

De 10 a 14 deste mês, o Procon fiscaliza a comercialização de peixes e dos ovos de páscoa.

 Por Larissa Costa 

A Diretoria de Proteção e Defesa do Consumidor do Acre (Procon/AC) promove de 10 a 14 deste mês a Operação Páscoa, que visa fiscalizar as práticas comerciais na venda de ovos de páscoa e também na comercialização de peixes.

Atuando conforme as normas do código de defesa do consumidor, os agentes de fiscalização estarão observando a visibilidade dos preços nos ovos de páscoa, se as embalagens não contêm furo que possa contaminar os alimentos, além de verificar o peso e a validade dos produtos comercializados.

A estudante e consumidora Sophia Cardozo, de 11 anos, declarou que considera o tamanho e o sabor do ovo de páscoa na hora da escolha, e destacou o que é importante observar no momento da compra. “A validade, se ele não está amassado e se não está com a embalagem aberta, porque a gente vai consumir esse produto, e não pode consumir uma coisa que não está em boas condições.”

Leia Também:  Relatório será levado à ONU: Brasil pode voltar ao mapa da fome

O Procon também está verificando se a embalagem dos ovos de páscoa que têm algum tipo de brinquedo ou brinde contêm informações que indiquem faixa etária, instruções de uso, identificação do fabricante e informações de eventuais riscos que possam apresentar.

Realizar pesquisa de preço é a dica que a chefe de Fiscalização do Procon, Francisca Brito, disponibiliza aos consumidores, pois a variação de preço pode chegar até 70%.

“Façam pesquisa de preço para economizar, peçam nota fiscal dos produtos e se certifiquem de ter todas as informações antes de fazer a compra”, aconselha.

Pescado

A fiscalização dos ovos de páscoa é realizada anualmente. Porém, este ano o Procon incluiu uma demanda dos consumidores, por meio de denúncias, que é a fiscalização dos peixes.

Assim, o órgão vai verificar questões como pesagem correta, validade e fixação dos preços dos produtos. Se alguma irregularidade for encontrada, o Procon comunicará à vigilância sanitária do município.

Procon realiza Operação Páscoa

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Geral

Menino de 4 anos fica com a cabeça presa dentro de panela de pressão em Epitaciolândia

Publicados

em

O pequeno M. E. de 4 anos, ficou com a cabeça presa dentro de uma panela de pressão na noite desse domingo (23) na cidade de Epitaciolândia, interior do Acre. A criança foi resgatada pelo Corpo de Bombeiros.

O menino brincava em casa quando o incidente aconteceu. O pai ainda tentou retirar a panela, mas não conseguiu e resolveu acionar a equipe do 5° Batalhão Corpo de Bombeiros. Apesar do susto, a criança não se feriu.

“Ainda levamos os materiais para fazer o corte da panela, mas não foi necessário. Fizemos alguns movimentos no objeto, girando pela lateral, e foi possível retirar sem cortar a panela e sem machucar a criança, que estava bastante nervosa. Quando conseguirmos retirar, ele saiu correndo para abraçar o pai”, disse o sargento Adacir Vivan.

O pai do menino, Kardec Junior, disse que ele nunca tinha brincado com panelas e que foi questão de segundos que tudo aconteceu. O menino ficou com a cabeça presa por cerca de 20 minutos.

“A gente tinha acabado de chegar do mercado e ele pediu para eu ligar a televisão para assistir desenho e que ia beber água na cozinha. Quando eu vi, ele já estava com a panela na cabeça. Tentei tirar ainda, mas não consegui e ele começou a chorar. Foi quando tive que ligar para os Bombeiros. Graças a Deus não se machucou, foi só o susto. Eu falei pra ele que não podia brincar assim com panelas e ele disse que agora aprendeu, que vai pegar panela só para guardar”, contou o pai. Por G1 Acre.

Leia Também:  Depois de acidente Cadela é criada com amor em Assis Brasil

]E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Em meio a maior crise do sistema de transporte coletivo dos últimos tempos, a população de Rio Branco vive um dilema e acorda todo dia sem saber se terá ônibus passando em sua região. O prefeito Tião Bocalom tentou amenizar o problema repassando R$ 2 milhões e quatrocentos mil para as empresas quitar os débitos com empregados, acordo não cumprido e que foi um dos motivos para a intervenção no setor.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter: 3 de Julho Notícias

Youtube: 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook: 3 de Julho Notíci

Página do Instagram: 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA