Geral

Pontos vulneráveis à exploração sexual de crianças e adolescentes cresce 45% em rodovias do Acre

Dados foram divulgados pela Polícia Rodoviária Federal e se referem aos anos de 2017 e 2018, e aponta que no Acre são 11 pontos vulneráveis. Entre 2013 e 2014 eram apenas seis.

Publicados

Geral

Dados foram divulgados pela Polícia Rodoviária Federal e se referem aos anos de 2017 e 2018, e aponta que no Acre são 11 pontos vulneráveis. Entre 2013 e 2014 eram apenas seis.

Dados de um levantamento feito pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), divulgados nesta semana, mostram que a quantidade de pontos vulneráveis à exploração sexual de crianças e adolescentes cresceu 45% nas rodovias federais do Acre.

O comparativo é feito em relação aos anos de 2013 e 2014, quando o estado tinha seis pontos vulneráveis e entre 2017 e 2018, quando subiu para 11. O estudo é feito, através do projeto mapear, em parceria com a Childhood Brasil e monitora todos os estados da Federação.

Segundo o levantamento, os locais mais propensos são postos de combustíveis, bares, casas de show, pontos de alimentação e de hospedagens nas duas rodovias federais que cortam o estado, as BR’s 364 e 317.

Ainda conforme a PRF, em 2018, uma criança em situação de exploração sexual foi resgatada em um destes pontos.

O projeto mapear ocorre somente nas rodovias federais e aponta que em todas a regiões do país, as maiores incidências estão na zona urbana. A hipótese é de que a localização facilita o acesso e a movimentação de pessoas.

Leia Também:  Projeto leva cidadania e diversão para as crianças na Cidade do Povo

A região nordeste é a mais critica, em relação as outras e aparece em primeiro lugar na tabela com 644 pontos de locais vulneráveis.

Do G1 Acre

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Geral

Procon do Acre prestará serviços de fiscalização e educação durante a Expoacre

Publicados

em

O Instituto de Defesa do Consumidor (Procon/AC) irá oferecer os serviços de atendimento, educação e fiscalização durante toda a Expoacre 2022, que será realizada entre sábado, 30, e domingo, 7, no Parque de Exposições de Rio Branco.

Para a tarefa, foram definidos os seguintes formatos de atendimento: o presencial, no Box 06 do Galpão Institucional, onde serão realizadas aberturas de reclamações, agendamento para atendimentos na OCA e orientações.

Já o atendimento em educação para o consumo será realizado de forma presencial, em uma tenda localizada na área externa do galpão, onde serão fornecidas orientações em diversos temas e distribuídas publicações de Códigos de Defesa do Consumidor e cartilhas.

A equipe de fiscalização irá atuar em todos os estabelecimentos da feira, e, excepcionalmente nos dias de show e nos horários do evento, fazendo o acompanhamento dos serviços ofertados aos consumidores, como a venda de ingressos, produtos e serviços em geral.

Segundo a diretora-presidente do Procon-AC, Alana Albuquerque, um evento de grande porte como a Expoacre, que movimenta o comércio e oferece um vasto leque em prestação de serviços, demanda atenção e atuação do órgão de defesa do consumidor, tanto em caráter informativo quanto fiscalizador.

Leia Também:  Oferta de empregos em Brasiléia na Acreaves

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA