RIO BRANCO

Geral

Ponte desaba com caçamba encima em Assis Brasil

A ponte seria o elo para 40% da população rural do Município

Publicados

Geral

A ponte seria o elo para 40% da população rural do Município

Apesar da quede de aproximadamente 20 metros de altura, o morista escapou ileso – Fotos: Cherlivan Cavalcante

Apesar da quede de aproximadamente 20 metros de altura, o morista escapou ileso – Fotos: Cherlivan Cavalcante

Se milagre existe, um foi registrado na manhã deste domingo (8), no município de Assis Brasil, cidade distante cerca de 350 km da capital acreana, localizada na tríplice fronteira (Brasil, Bolívia e Peru), quando um motorista sobreviveu a uma queda que aproximadamente 20 metros de altura dentro da boleia da caçamba.

Em conversa com o motorista do município, Antonio Rodrigues (43) por telefone, disse que estava na ponte adiantando serviços de jogar barro nas cabeceiras, já que a prefeitura tem uma parceria com o Deracre, para ajudar nos trabalhos.

Foi dito que a ponte será um dos principais acesso à outros 15 ramais que sofrem neste período de chuva, ficando praticamente isolados, tanto pelos que tem dificuldades em receber benfeitorias e pelo igarapé São Pedro que enche muito e dificulta sua transposição.

Leia Também:  Pai volta atrás e não permite aborto de filha grávida aos dez anos em Tarauacá

A ponte em si, seria uma das grandes obras por parte do governo do Acre. Por coincidência, um engenheiro da empresa que está fazendo a obra esteve visitando o local neste sábado e teria dado ordem de serviço para o aterro nas duas cabeceiras.

Com o término dos trabalhos, vários veículos iriam passar diariamente pela ponte, inclusive ônibus escolares já que 40% dos alunos moram na zona rural e precisariam para chegar na cidade, além de moradores que irão utilizar a mesma.

Foi dito que a obra iniciou no começo deste ano e não tem mais dada para ser inaugurada depois deste acidente. Antonio foi levado para o hospital da cidade e, milagrosamente, sofreu apenas alguns leves arranhões pelo corpo e foi liberado momentos depois, apenas iria passar por uma bateria de exames por medida de precaução.

Da Redação com oaltoacre

Foi dito que a ponte será um dos principais acesso à outros 15 ramais que sofrem neste período de chuva

Foi dito que a ponte será um dos principais acesso à outros 15 ramais que sofrem neste período de chuva Fotos: Cherlivan Cavalcante

COMENTE ABAIXO:

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Geral

Poder Judiciário do Acre retoma plantão extraordinário com 30% da força de trabalho

Publicados

em

Portaria Conjunta Nº 5/2022 institui novas medidas administrativas para afastar a propagação do vírus neste momento – Foto Reprodução

Nesta segunda-feira, 17, a presidência do Tribunal de Justiça juntamente com a Corregedoria-Geral da Justiça tornou pública a Portaria Conjunta n° 5/2022, determinando a redução do quantitativo de servidores e colaboradores em regime presencial da instituição até o dia 24 de janeiro.

Deste modo, está autorizada a retomada do trabalho remoto e atuação, por meio de escala de revezamento, do trabalho presencial com no máximo 30% dos integrantes de cada setor, excetuando os casos em que se observe prejuízos aos serviços prestados pela unidade.

A medida considerou o aumento progressivo no número de casos de Covid-19 em todo o estado, principalmente nas últimas semanas, assim como o teor da Portaria GDG Nº 4, de 08 de janeiro de 2022, em que o Supremo Tribunal Federal autoriza a adoção do regime de teletrabalho excepcional ou, na impossibilidade, que se promova escala de revezamento para os servidores e colaboradores.

Leia Também:  Agência Reguladora dos Serviços do Acre retoma atendimento ao público por agendamento

Assim, a gestão decidiu manter a política instaurada desde o início da pandemia para o resguardo e segurança à saúde dos magistrados e magistradas, servidores e servidoras, estagiários e estagiárias, todas e todos terceirizados e público externo.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA