RIO BRANCO

Geral

Policiais Militares do Acre formam em curso de motopatrulhamento tático no estado do Ceará

Publicados

Geral

Assessoria – Ter o domínio e utilizar a motocicleta de forma eficiente na atuação policial exige do profissional de Segurança Pública dedicação e treinamento constante. Com o intuito de aprimorar seus conhecimentos, o 1º Tenente Kleyton Nunes e o Soldado Alexandre Oliveira deixaram o Estado do Acre por mais de 45 dias para realizarem o Curso Especial de Policiamento com Motocicletas, da Polícia Militar do Ceará (PMCE), que terminou nesta sexta-feira, 1° de outubro.

Com início do dia 23 de agosto, no Comando de Policiamento Rondas de Ações Intensivas e Ostensivas (CPRAIO), um dos berços do moto patrulhamento tático no país, o curso começou com 33 postulantes ao título de “Cavaleiros de Aço” – como são conhecidos os policiais formados nesse tipo de especialização. Ao término, apenas 22 policiais militares conquistaram o tão sonhado brevê, entre eles, os dois acreanos, que agora entram no seleto grupo.

Os mais de 45 dias de curso foram divididos entre instruções teóricas e práticas nas disciplinas de Pilotagem Tática de Motocicletas, Técnicas Policiais Especiais e Tiro Policial Defensivo, entre outras, aliadas a carga física e psicológica. Os militares encerram o curso habilitados e capacitados nas técnicas de pilotagem On e Off road, bem como em técnicas de abordagem características da modalidade de policiamento em duas rodas.

Leia Também:  Dnit aprova anteprojeto do governo do Estado para construção do anel viário de Brasileia

O 1º Tenente Kleyton Nunes ingressou nas fileiras da corporação em 2017, após aprovação no concurso público para Oficial da Polícia Militar. O militar que é lotado no 3º Batalhão de Polícia Militar (3º BPM) relata as dificuldades e as expectativas. “A maior dificuldade é está longe da família e do seu Estado, mas buscamos superar as dificuldades e agora, após a conclusão, buscaremos ainda mais a consolidação da doutrina de motopatrulhamento tático no Acre”, disse.

O Soldado Alexandre Oliveira é oriundo da turma de Soldados de 2019 e desde a conclusão da sua formação tem atuado no Grupo de Intervenção Rápida Ostensiva (GIRO). O militar relata a importância da conclusão do curso para sua carreira profissional. “Todo dia, o curso te exige uma superação física e psicológica, mas sabia da importância de conclui-lo para estar preparado e qualificado para o desempenhar do trabalho de motopatrulhamento tático com eficiência”, disse.

Com uma doutrina já consolidada no motopatrulhamento tático, com mais de 17 anos de atuação no Estado do Ceará, o CPRAIO já havia formado mais três acreanos em edições anteriores do curso, são eles: o sargento Josicley Souza e os soldados Roberto Viana e João Vinicius, todos lotados no GIRO. Sendo assim, uma das bases doutrinárias para consolidação da modalidade de policiamento em todo o Estado do Acre.

Leia Também:  Receita Federal suspende mais de 2,2 mil CPF's no AC

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: O líder do Movimento Social Pró Ponte, Ralf Luiz, frisou que a obra da ponte de Rodrigues Alves é salutar mas, que o governador Gladson Cameli precisa fazer o ‘dever de casa’ primeiro. “Essa Interligação é importante mas, o debate precisa ser mais bem amadurecida pelos dois países. O governador não fez nem o dever de casa. Rodrigues Alves por exemplo, está precisando de uma ponte há anos. A nossa BR-364 até hoje não foi concluída. Portanto, discutir sobre a Interligação de Cruzeiro do Sul com Pucallpa é uma discrepância sem fim”, Concluiu.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Página do Instagram 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Geral

Cuidados com iluminação natalina devem ser redobrados para evitar acidentes, alerta Defesa Civil de Rio Branco

Publicados

em

Luzes de natal (Foto: Reprodução | Pinterest | Bloglovin/)

Com a chegada das festas de fim de ano e o uso dos tradicionais enfeites natalinos nas decorações, acende bem mais do que o clássico pisca-pisca, mas também o alerta em alguns cuidados que devem ser adotados para evitar acidentes, segundo orientações da Defesa Civil de Rio Branco.

O coordenador da Defesa Civil, major Claudio Falcão, afirma que é preciso ficar atento aos materiais manipulados nesta época.

“Na instalação de pisca-pisca, por exemplo, às vezes são usados vários plugs na mesma tomada e isso faz aquecer. Também tem que ver a qualidade devido ao superaquecimento que acontece, porque têm alguns que não são certificados pelo Inmetro [Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia] e quando ficam por várias horas ligados, o superaquecimento leva ao risco de incêndio”, explicou.

Um curto-circuito causou um incêndio em um pet shop na noite de sábado (4), na Avenida Chico Mendes. Segundo o Corpo de Bombeiros, a suspeita é que, possivelmente, o foco tenha sido no ar-condicionado, um curto-circuito. “Não sabem precisar se foi do ar-condicionado ou se das luzes de Natal que estavam próximas ao aparelho”, disse o comandante do 2º Batalhão, tenente Alexandre Veras.

Leia Também:  Caso Baiano: novo Revisor desencalha pedido de anulação do júri da motosserra

Falcão disse ainda que os materiais de enfeites natalinos, geralmente são inflamáveis, ou seja, de fácil combustão.

“Mas, a questão elétrica deve ser muito bem observada, se tem certificação, quantas horas o material pode ficar ligado para não correr riscos, com o cuidado de fazer as divisões da quantidade de lâmpadas por tomadas, para evitar carga elétrica, para evitar acidentes que podem ocorrer muito”, acrescentou.

Além disso, outro alerta é para que quando se trata de uma instalação maior, é necessário que o responsável seja alguém especializado. “Normalmente, em estabelecimentos comerciais, requer uma quantidade maior do que a residencial, então, que eles procurem alguém que tenha conhecimento para prestar auxílio.”

Mais dicas:

As ligações desses enfeites devem ficar longe do alcance de crianças e de ornamentações como cortinas, tapetes ou móveis de MDF.

Artigos decorativos não devem ser instalados próximos aos postes ou fios da rede elétrica.

Em ambientes externos deve-se atentar para cercas, grades ou qualquer parte metálica.

Na hora da reutilização dos enfeites é importante conferir a integridade do condutor de energia (fio).

Emendas e conexões malfeitas devem ser evitadas ao máximo, pois os fios não devem ter seu isolamento (capa protetora) rompido ou conexões e emendas com folga.

Leia Também:  Plantio consorciado de seringueira e frutas é sucesso em Assis Brasil

Não deixe os fios no chão, onde há circulação de pessoas, veículos e animais. Por G1 ACre.

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: O Gefron apreendeu dentro de Van do município de Brasileia aproximadamente 150 kg de entorpecente, seria esta a maior apreensão daquela regional. De acordo com informações preliminares, o veículo da prefeitura iria realizar mais um transporte de pacientes que estão fazendo tratamento em Rio Branco quando foi surpreendido pelo policiais, após revistarem os pacientes e o veículo encontraram em uma sacola preta com todo o entorpecente.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter: 3 de Julho Notícias

Youtube: 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook: 3 de Julho Notíci

Página do Instagram: 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA