RIO BRANCO

Geral

Polícia Civil apresenta novos policiais em Manoel Urbano e Feijó após cumprir operações

Publicados

Geral

Após deflagrar duas operações de combate ao crime organizado nas cidades de Manoel Urbano e Feijó na semana passada, onde mais de 60 pessoas foram presas, a Direção-Geral da Polícia Civil do Acre apresentou nesta sexta-feira, 10, os novos agentes, escrivães e delegado que irão reforçar o efetivo da Polícia Judiciária nos dois municípios.

Em Manoel Urbano, uma escrivã e quatro agentes foram apresentados à equipe do município e já iniciaram os trabalhos policiais. Em Feijó, foi apresentado o delegado recém-empossado Arruaires Bezerra de Lima que será o titular da delegacia no município, que até a presente data não contava com a presença permanente de um delegado. Um escrivão de polícia também foi integrado ao grupo de policiais de Feijó.

Antes da apresentação dos novos policiais nas duas cidades, o delegado-geral da Polícia Civil, José Henrique Maciel Ferreira, esteve em Sena Madureira onde foram entregues computadores, scanners e materiais de informática e também fardamento completo a todos os policiais civis.

Santa Rosa do Purus também foi contemplada com dois novos agentes de polícia, computadores e componentes de informática e fardamento. Em Manoel Urbano e Feijó também foram realizadas as entregas de computadores e fardamento.

Leia Também:  Em entrevista, Rêmulo Diniz se defende de acusações: “Nunca tive ligação com o crime organizado”

“Além de apresentarmos os novos policiais, entregarmos computadores e fardamento, que vem sendo um marco na história recente da Polícia Civil, também estamos aproveitando a oportunidade para conversarmos com as equipes policiais, apresentando os resultados obtidos nesse um ano e meio de gestão e esclarecendo duvidas, recebendo sugestões, enfim, alinhando a gestão de acordo com o anseio de cada unidade policial”, destacou o delegado geral, Henrique Maciel.

Todas as unidades policiais do Acre estão recebendo kits de EPIs, álcool em gel e líquido 70% e produtos de higiene. As apresentações e entrega de materiais continuam por todo o final de semana nos municípios do Vale do Juruá.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Geral

Menino de 4 anos fica com a cabeça presa dentro de panela de pressão em Epitaciolândia

Publicados

em

O pequeno M. E. de 4 anos, ficou com a cabeça presa dentro de uma panela de pressão na noite desse domingo (23) na cidade de Epitaciolândia, interior do Acre. A criança foi resgatada pelo Corpo de Bombeiros.

O menino brincava em casa quando o incidente aconteceu. O pai ainda tentou retirar a panela, mas não conseguiu e resolveu acionar a equipe do 5° Batalhão Corpo de Bombeiros. Apesar do susto, a criança não se feriu.

“Ainda levamos os materiais para fazer o corte da panela, mas não foi necessário. Fizemos alguns movimentos no objeto, girando pela lateral, e foi possível retirar sem cortar a panela e sem machucar a criança, que estava bastante nervosa. Quando conseguirmos retirar, ele saiu correndo para abraçar o pai”, disse o sargento Adacir Vivan.

O pai do menino, Kardec Junior, disse que ele nunca tinha brincado com panelas e que foi questão de segundos que tudo aconteceu. O menino ficou com a cabeça presa por cerca de 20 minutos.

“A gente tinha acabado de chegar do mercado e ele pediu para eu ligar a televisão para assistir desenho e que ia beber água na cozinha. Quando eu vi, ele já estava com a panela na cabeça. Tentei tirar ainda, mas não consegui e ele começou a chorar. Foi quando tive que ligar para os Bombeiros. Graças a Deus não se machucou, foi só o susto. Eu falei pra ele que não podia brincar assim com panelas e ele disse que agora aprendeu, que vai pegar panela só para guardar”, contou o pai. Por G1 Acre.

Leia Também:  População acreana participa da segunda fase nacional de pesquisa com testes rápidos para Covid-19

]E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Em meio a maior crise do sistema de transporte coletivo dos últimos tempos, a população de Rio Branco vive um dilema e acorda todo dia sem saber se terá ônibus passando em sua região. O prefeito Tião Bocalom tentou amenizar o problema repassando R$ 2 milhões e quatrocentos mil para as empresas quitar os débitos com empregados, acordo não cumprido e que foi um dos motivos para a intervenção no setor.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter: 3 de Julho Notícias

Youtube: 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook: 3 de Julho Notíci

Página do Instagram: 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA