RIO BRANCO

Geral

Polícia captura ‘Chapôla’ no Bairro Eugênio Areal, em Sena Madureira

Ao ser feita uma consulta no Sistema de informações da segurança pública, constatou-se que havia um mandado de prisão em seu desfavor. Mediante os fatos, ‘Chapôla’ foi conduzido para a delegacia e já se encontra no presídio Evaristo de Moraes.

Publicados

Geral

Ao ser feita uma consulta no Sistema de informações da segurança pública, constatou-se que havia um mandado de prisão em seu desfavor. Mediante os fatos, ‘Chapôla’ foi conduzido para a delegacia e já se encontra no presídio Evaristo de Moraes.

Uma equipe da Polícia Militar de Sena Madureira conseguiu localizar e prender nesta semana o ex-detento Otaviano Costa Fernandes, conhecido pela alcunha de ‘Chapôla’. Contra ele havia um mandado de prisão em aberto pelo crime de tráfico de drogas.

Sua captura se deu a partir de uma denúncia anônima dando conta que ele e outras pessoas estariam armadas em uma casa do Bairro Eugênio Areal. A PM, de prontidão, foi averiguar a denúncia e acabou prendendo o acusado na Rua Avestruz.

Ao ser feita uma consulta no Sistema de informações da segurança pública, constatou-se que havia um mandado de prisão em seu desfavor. Mediante os fatos, ‘Chapôla’ foi conduzido para a delegacia e já se encontra no presídio Evaristo de Moraes.

Na mesma empreitada, os policiais prenderam também Cleiverton da Silva Rufino, conhecido pelo apelido de ‘Super choque’. Este, ao ver a aproximação da polícia, saiu pulando vários quintais, mas foi alcançado pela guarnição. Contra o mesmo havia um mandado de prisão em aberto por Homicídio privilegiado. ‘Super choque’ também foi encaminhado para o presídio local.

Leia Também:  Polícia Militar deflagra operações em todo o estado do Acre

Chapôla

Com Informação senaonline.net

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Geral

Poder Judiciário do Acre retoma plantão extraordinário com 30% da força de trabalho

Publicados

em

Portaria Conjunta Nº 5/2022 institui novas medidas administrativas para afastar a propagação do vírus neste momento – Foto Reprodução

Nesta segunda-feira, 17, a presidência do Tribunal de Justiça juntamente com a Corregedoria-Geral da Justiça tornou pública a Portaria Conjunta n° 5/2022, determinando a redução do quantitativo de servidores e colaboradores em regime presencial da instituição até o dia 24 de janeiro.

Deste modo, está autorizada a retomada do trabalho remoto e atuação, por meio de escala de revezamento, do trabalho presencial com no máximo 30% dos integrantes de cada setor, excetuando os casos em que se observe prejuízos aos serviços prestados pela unidade.

A medida considerou o aumento progressivo no número de casos de Covid-19 em todo o estado, principalmente nas últimas semanas, assim como o teor da Portaria GDG Nº 4, de 08 de janeiro de 2022, em que o Supremo Tribunal Federal autoriza a adoção do regime de teletrabalho excepcional ou, na impossibilidade, que se promova escala de revezamento para os servidores e colaboradores.

Leia Também:  Manifestantes ocupam UPA da Cidade do Povo contra o fechamento do ambulatório

Assim, a gestão decidiu manter a política instaurada desde o início da pandemia para o resguardo e segurança à saúde dos magistrados e magistradas, servidores e servidoras, estagiários e estagiárias, todas e todos terceirizados e público externo.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA