RIO BRANCO

Geral

Parceria entre Depasa e Exército garante tratamento de água em Santa Rosa e ações de combate ao coronavírus

Publicados

Geral

Assessoria – O Departamento Estadual de Água e Saneamento (Depasa) e o 4º Batalhão de Infantaria de Selva (4º BIS) do Exército Brasileiro têm realizado uma importante parceria de atividades durante o período de combate à pandemia de Covid-19.

Como o Batalhão possui um voo mensal para abastecer a unidade do Exército em Santa Rosa do Purus, um município de difícil acesso, o Depasa tem aproveitado para poder enviar os produtos químicos de tratamento de água para a região. Em troca, o Departamento tem realizado a desinfecção das instalações 4º BIS em Rio Branco, o que contribui com o combate à proliferação do coronavírus.

“Estamos fazendo a desinfecção de todo o quartel, pátio, estacionamento, por entender que com um ajudando o outro é que vamos construindo soluções. É uma parceria que já está em prática e estamos conseguindo mandar produtos químicos para o tratamento de água pelo voo da Força Aérea Brasileira por conta de todo esse arranjo entre o governo do Estado e o Exército”, conta o presidente do Depasa, Sebastião Fonseca.

Leia Também:  Acre digitaliza inquéritos de violência contra a mulher e dar uma resposta à sociedade

O major Bruno Augusto Zago, subcomandante do 4º BIS, destaca a importância do cumprimento do distanciamento social e medidas de higienização nestes tempos de pandemia, confirmando casos da doença entre os militares e que todos os cuidados têm sido adotados para não haver um aumento entre os profissionais.

“Estamos fazendo um trabalho desde que começou a pandemia, com o distanciamento entre os militares, revezamentos e o uso de máscara, mas o trabalho de desinfecção é muito importante, pois temos muito contato com superfícies e objetos. É um bom apoio do governo do Estado e esperamos que toda a população faça sua parte nos cuidados pessoais”, relata o major.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Geral

Com aumento de casos de Covid-19, visitas em presídios de Rio Branco são suspensas por 10 dias

Publicados

em

Unidades prisionais de Rio Branco estão com as visitas suspensas por 10 dias — Foto: Ana Paula Xavier/Rede Amazônica

Com o Acre enfrentando uma terceira onda de casos de Covid-19, o Instituto de Administração Penitenciária do Estado (Iapen-AC) suspendeu as visitas nos presídios de Rio Branco por dez dias ou até que até que haja uma queda no número de infectados.

O número de pessoas com Covid-19 aumentou expressivamente no estado no início deste ano. Na quinta (19), o Acre registrou 1.172 novos casos, o maior número em 24 horas desde o início da pandemia. Além da Covid, as unidades de saúde estão lotadas também de pessoas com sintomas de gripe e outras síndromes gripais.

A prefeitura da capital montou um drive-thru de testagem rápida para Covid que tem longas filas no primeiro, nesta quinta. A busca por testes em farmácias também aumentou.

Os médicos que atendem na rede básica de saúde de Rio Branco suspenderam de forma temporária a greve da categoria que já durava mais de um mês. A decisão ocorre devido à terceira onda de Covid que atinge o estado acreano com elevação de casos da doença.

Durante uma coletiva de apresentação do cenário epidemiológico do Acre, o governador Gladson Cameli disse que vai decretar situação de emergência devido ao aumento dos casos de Covid-19, no início do mês de janeiro.

Leia Também:  Cruzeirenses convocam manifestação nesta segunda-feira, contra os abusos praticados pela ENERGISA

Além disso, o governador junto com a secretária de Saúde, Paula Mariano, alertaram para a importância da vacinação como medida de proteção contra a doença e mantiveram todo estado na bandeira amarela. O Acre está na faixa de atenção desde o dia 24 de dezembro do ano passado, conforme nota divulgada pelo Comitê de Acompanhamento Especial da Covid-19.

Decreto

Diante desse cenário, o Iapen-AC decidiu manter apenas algumas atividades internas nas unidades prisionais de Rio Branco, como: escoltas e saídas externas já agendadas, requisições do Poder Judiciário, requisições das funções essenciais à Justiça e também requisições emergenciais.

O decreto com a suspensão foi publicado nesta quinta (20) no Diário Oficial do Acre (DOE).

“Ficam mantidos ainda os atendimentos de advogados junto aos seus clientes presos, e desde que autorizados pelos diretores das unidades prisionais, a entrega de materiais destinados às pessoas privadas de liberdade, resumindo-se estritamente e nos casos excepcionais aos materiais de higiene pessoal e comum”, diz o artigo 3º do decreto.

Cruzeiro do Sul

Em Cruzeiro do Sul, interior do Acre, as visitas estão suspensas desde o dia 30 de dezembro do ano passado.

Leia Também:  Justiça normatiza presença de crianças e adolescentes no Carnaval

Segundo o Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen-AC), ao menos 121 presos foram atendidos com sintomas gripais, quando anunciou a suspensão. Cruzeiro do Sul, assim como Rio Branco, sofre com surto de gripe. Por G1 Ac.

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Em meio a maior crise do sistema de transporte coletivo dos últimos tempos, a população de Rio Branco vive um dilema e acorda todo dia sem saber se terá ônibus passando em sua região. O prefeito Tião Bocalom tentou amenizar o problema repassando R$ 2 milhões e quatrocentos mil para as empresas quitar os débitos com empregados, acordo não cumprido e que foi um dos motivos para a intervenção no setor.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter: 3 de Julho Notícias

Youtube: 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook: 3 de Julho Notíci

Página do Instagram: 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA