RIO BRANCO

Geral

‘Não cabe mais ninguém’, diz coveiro de cemitério

Mais de 50 mil pessoas devem passar pelos dois cemitérios, neste sábado.
Horário de visita vai de 7 às 18 horas.

Publicados

Geral

Mais de 50 mil pessoas devem passar pelos dois cemitérios, neste sábado. 

Equipes trabalham na limpeza de cemitérios (Foto: Francisco Rocha/G1)

Equipes trabalham na limpeza de cemitérios (Foto: Francisco Rocha/G1)

s cemitérios São João Batista e Jardim da Paz em Cruzeiro do Sul devem receber 50 mil visitantes neste sábado (2), Dia de Finados. Esta é expectativa dos administradores dos dois cemitérios.

Há quase dez anos trabalhando como coveiro no cemitério São João Batista, o mais antigo da cidade, seu Valdecir Pereira da Silva, de 46 anos, diz que o local está superlotado.

“Os cemitérios já estão lotados. Aqui no São João Batista que tem a mesma idade de Cruzeiro do Sul, 108 anos, já não cabe mais ninguém. Só recebemos quem já tem gaveta pronta”, explica o coveiro.

Para melhorar os ambientes, a prefeitura realizou um mutirão de limpeza que durou duas semanas. Sérgio Moura que trabalha como coordenador do setor de limpeza pública do município, explica que o objetivo é deixar o local confortável para que as famílias possam visitar os túmulos de seus entes queridos.

Leia Também:  Sob forte comoção, corpo de jovem morta em acidente na BR-364 chega à Capital; veja vídeo

“Temos que cuidar bem dos nossos cemitérios, principalmente nesta data em que a quantidade de visitantes é muito grande”, diz Moura.

Apesar do trabalho de limpeza feito pelo poder público, as famílias também aproveitam a oportunidade para melhorar o local onde foram sepultados seus entes querido.

Esse é o caso da servidora pública Selete Souza Teixeira. Para ela, é muito importante manter sempre limpo e bem cuidado o local onde estão sepultados os pais e o esposo.

“É uma forma de mostramos o carinho que tenho por eles, a saudade nunca acaba. E quando chega essa data a gente fica ainda com mais saudade, por isso que cuido do local onde eles foram sepultados”, diz.

Quem também faz questão de zelar pelos túmulos de seus entes queridos é a dona de casa Dilva Correia Brito, de 58 anos. Segundo ela, todos os anos faz a pintura das sepulturas da filha caçula e do esposo.

“Enquanto eu tiver vida vou cuidar bem do local onde eles foram sepultados. O amor de mãe e de esposa nem a morte acaba. Para mim zelar pelas sepulturas deles é como se eu estivesse cuidando do meu esposo e da minha filha”, diz a mãe, emocionada.

Leia Também:  Trio é condenado a mais de 133 anos de prisão por matar homem e deixar mulher ferida em Sena Madureira

Francisco Rocha Do G1 AC

COMENTE ABAIXO:

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Geral

Todos por Manu: Mãe desesperada pede ajuda para custear exame para a filha que sofre de microcefalia

Publicados

em

A servidora da prefeitura de Epitaciolândia, Evanda Oliveira do Nascimento, vem a público pedir a contribuição de todos para juntos custear o exame Painel de Síndromes Clinicamente Reconhecíveis para a filha Emanuelly Vitória que sofre de microcefalia.

O Painel de Síndromes Clinicamente Reconhecíveis oferece ao geneticista clínico uma ferramenta para a rápida confirmação molecular de diagnósticos clínicos comuns que Manu precisa fazer com uma certa urgência.

Lamentavelmente, a família não dispõe de condições financeiras para pagar o exame, haja vista que, Evanda é mãe solo, tem outros filhos para sustentar e por esse motivo pede ajuda financeira para que Emanuelly possa fazer o exame que custa o valor de R$ 6.600,00 (seis mil e seiscentos reais).

Abaixo consta os dados bancários de Evanda

Pix: 765.617.122-34 (CPF em nome de Evanda Oliveira do Nascimento)

Conta: 19.546-4

Agência: 3952-7

Banco do Brasil

E Veja Também no 3 de Julho Acre 24 Horas

Veja o Vídeo Abaixo: A leseira dessa turma da potoca parece não ter limites e também falta a eles conhecimento da minha história no Amapá. No contra-ataque de hoje, vai uma aula sobre minha vida no Amapá. Do Santina Rioli, passando pelo CCA e pela UNIFAP até os dias como professor e parlamentar. Criei raízes no antigo bairro da Favela, hoje Santa Rita, onde moro até hoje. Mas essas e tantas outras coisas são ignoradas pelos que vivem da mentira. Já a gente, compartilha a verdade.

Leia Também:  Polícia Militar prende mulher com arma de fogo na parte alta de Rio Branco

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter: 3 de Julho Notícias

Youtube: 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook: 3 de Julho Notíci

Página do Instagram: 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA