RIO BRANCO

Geral

Jovens forçam irmã de 13 anos a fazer sexo com homem por R$ 30 em Tarauacá

Menina aparenta ter dez anos e está ‘muito abalada’, segundo delegado. Irmãos confessaram o crime e garota vai ser encaminhada para um abrigo.

Publicados

Geral

Menina aparenta ter dez anos e está 'muito abalada', segundo delegado. Irmãos confessaram o crime e garota vai ser encaminhada para um abrigo.

Dois jovens foram presos suspeitos de negociar a própria irmã, de 13 anos, pela quantia de R$ 30 e forçá-la a fazer sexo com um homem. O caso ocorreu na Comunidade Igarapé Mamoré, a 58 quilômetros de Tarauacá. A menina está com o Conselho Tutelar e vai ser encaminhada para um abrigo.

Os acusados, que têm 22 e 23 anos, respectivamente, foram presos nesta sexta-feira (26) e vão responder por estupro de vulnerável. O delegado que investiga o caso, Alexnaldo Batista, disse que o episódio ocorreu após uma bebedeira. O suspeito de ter entregue o dinheiro aos irmãos e feito sexo com a menor ainda não foi capturado.

O delegado informou que a polícia soube do caso após moradores da comunidade denunciarem o caso ao Conselho Tutelar.

“Prendemos eles após denúncia de representantes do Conselho Tutelar. A menina ainda não foi ouvida, ela é muito humilde, tem 13 anos, mas parece que tem 10. Ela ainda vai ser ouvida. Está muito abalada, magoada, e não consegue entender porque os irmãos fizeram isso com ela. Passou por exames que confirmaram o abuso e os irmãos também confessaram”, falou.

Leia Também:  Projeção da Ciência: O que sabemos das experiências fora do corpo

Batista informou ainda que os irmãos vão ser encaminhados para o presídio. “Eles confessaram que venderam ela em uma bebedeira. O outro fugiu e conseguiu escapar, ele trabalha em uma fazenda e, quando viu a movimentação, fugiu, mas continuamos com as buscas”, finalizou.

Ainda conforme o delegado, a menina não tem pais e era a caçula de 12 irmãos. “Ela morava com os irmãos. O pai morreu e a mãe abandonou a família”, afirma.

Do G1 Acre

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

Geral

Poder Judiciário do Acre retoma plantão extraordinário com 30% da força de trabalho

Publicados

em

Portaria Conjunta Nº 5/2022 institui novas medidas administrativas para afastar a propagação do vírus neste momento – Foto Reprodução

Nesta segunda-feira, 17, a presidência do Tribunal de Justiça juntamente com a Corregedoria-Geral da Justiça tornou pública a Portaria Conjunta n° 5/2022, determinando a redução do quantitativo de servidores e colaboradores em regime presencial da instituição até o dia 24 de janeiro.

Deste modo, está autorizada a retomada do trabalho remoto e atuação, por meio de escala de revezamento, do trabalho presencial com no máximo 30% dos integrantes de cada setor, excetuando os casos em que se observe prejuízos aos serviços prestados pela unidade.

A medida considerou o aumento progressivo no número de casos de Covid-19 em todo o estado, principalmente nas últimas semanas, assim como o teor da Portaria GDG Nº 4, de 08 de janeiro de 2022, em que o Supremo Tribunal Federal autoriza a adoção do regime de teletrabalho excepcional ou, na impossibilidade, que se promova escala de revezamento para os servidores e colaboradores.

Leia Também:  Polícia firma parceria com Educação para início das aulas do Proerd

Assim, a gestão decidiu manter a política instaurada desde o início da pandemia para o resguardo e segurança à saúde dos magistrados e magistradas, servidores e servidoras, estagiários e estagiárias, todas e todos terceirizados e público externo.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

POLÍTICA

POLÍCIA

EDUCAÇÃO

CONCURSO

ESPORTE

MAIS LIDAS DA SEMANA